Menu
2020-09-16T07:46:03-03:00
Estadão Conteúdo
cenário de crise

Setor automotivo fala em fechar mais vagas até dezembro

Em 12 meses, o setor fechou 6,3 mil vagas, das quais 4,1 mil na pandemia. Hoje emprega 121,9 mil trabalhadores

16 de setembro de 2020
7:45 - atualizado às 7:46
Carros em concessionária
Carros - Imagem: Shutterstock

O setor automotivo como um todo prevê queda de cerca de 40% na produção este ano em relação a 2019 em razão do fraco desempenho das vendas após o início da pandemia e do recuo das exportações. De quase 3 milhões de veículos previstos inicialmente, o número baixou para aproximadamente 1,8 milhão de unidades.

Em 12 meses, o setor fechou 6,3 mil vagas, das quais 4,1 mil na pandemia. Hoje emprega 121,9 mil trabalhadores, número que terá importante redução até o fim do ano diante de cortes aleatórios que vêm sendo promovidos pelas montadoras e pelos programas de voluntariado.

A General Motors encerrou na semana passada PDV em duas fábricas. Na de São Caetano do Sul, no ABC paulista, foram 294 inscrições, número que, segundo o sindicato local, ficou abaixo da expectativa da empresa, que ofereceu salários extras e um carro para quem aderisse. A planta tem ainda cerca de 700 funcionários em lay-off.

Em São José dos Campos (SP), foram 235 adesões e o sindicato local vai se reunir com a GM para avaliar se será necessária a reabertura do PDV. A unidade tem 3,6 mil funcionários, dos quais 1 mil estão em lay-off. A Renault, com fábrica no Paraná, também tem um PDV para cortar 747 vagas, número equivalente ao de demissões feitas em julho e que depois revogou após greve dos trabalhadores.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

prévias

Eztec tem queda de 48% nas vendas no quarto trimestre

Lançamentos da empresa atingiram R$ 380,8 milhões, chegando a R$ 1,150 bilhão no ano – 85% a mais do que no terceiro trimestre

seu dinheiro na sua noite

2 milhões de mortos, 2 trilhões em estímulos e uma queda de mais de 2%

Se a primeira semana de 2021 nos mercados refletiu o otimismo geral com o novo ano que se iniciava, com perspectivas de vacinação contra o coronavírus e recuperação econômica, na segunda semana do ano, os investidores optaram pela cautela. Por ora, 2020, o ano do qual todos queríamos nos livrar, ainda não ficou para trás. […]

FECHAMENTO

Atritos políticos e covid-19 voltam para assombrar o mercado e Ibovespa recua mais de 2%; dólar sobe forte

Existe uma certa desconfiança de que o plano de US$ 1,9 trilhão apresentado por Biden encontre dificuldades de ser aprovado pelo Congresso, ainda que o democrata tenha conquistado a maioria das duas casas. No Brasil, situação do coronavírus reacende a pressão sobre o cenário fiscal

match com o mercado?

Concorrente do Tinder, Bumble pode levantar US$ 100 milhões em IPO

Ações da empresa estreiam em fevereiro na Nasdaq; companhia, que é dona do Badoo, não deu lucro no ano passado

pandemia

Itamaraty confirma que Índia atrasará entrega de vacinas

Chanceler indiano atribuiu o atraso na liberação a “problemas logísticos” decorrentes das dificuldades de conciliar o início da campanha de vacinação no país de mais de 1,3 bilhão de habitantes

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies