Menu
2020-12-21T16:52:22-03:00
Estadão Conteúdo
olho em 2021

Retomada e dólar fraco devem impulsionar bolsas na América Latina no 1º semestre, diz Citibank

Brasil deve ser o destaque positivo, uma vez que tem mais exposição a ações “de valor” e maior correlação com a desvalorização da moeda americana, destaca o banco

21 de dezembro de 2020
13:39 - atualizado às 16:52
Mapa da América Latina
Mapa da América Latina - Imagem: Shutterstock

Com o anúncio de vacinas contra a covid-19, as bolsas da América Latina (AL) se beneficiaram recentemente do movimento global de rotação de ações, o que deve continuar no primeiro semestre de 2021, afirma o Citibank, em relatório, citando a "esperança crescente" em uma recuperação econômica e a perspectiva de dólar fraco.

Nesse contexto, o Brasil deve ser o destaque positivo, uma vez que tem mais exposição a ações "de valor" e maior correlação com a desvalorização da moeda americana, destaca o banco.

O Citi projeta que o índice MSCI Latam deve alcançar 2,550 mil pontos no fim de 2021, de 2,416 mil pontos atualmente. O lucro por ação da região deve cair 48% em 2020, mas ter recuperação de 166% em 2021, estima.

"A América Latina é fortemente voltada para os setores de 'valor', especialmente quando comparada aos mercados emergentes da Ásia. A região está bem posicionada para se beneficiar de uma maior rotação de valor global, que esperamos que continue à medida em que os rendimentos dos treasuries aumentem no ano que vem", diz o banco que espera que o rendimento do Treasury de 10 anos atinja 1,25%, de 0,90% atualmente.

No Brasil, a expectativa é de queda de 47% este ano e recuperação de 198% do lucro por ação em 2021. Por setor, o Citi afirma que estão no campo "atrativo" na bolsa brasileira finanças, energia e saúde. O Citi ainda destaca que prefere o Brasil ante o México, onde o lucro por ação deve cair 42% em 2020 e ter retomada de 88% em 2021.

"Esperamos que o dólar se enfraqueça ainda mais em 2021, o que é tradicionalmente útil para as ações da América Latina, especialmente o Brasil. Mas lembre-se de que isso deixa a região vulnerável a quaisquer indícios de aperto monetário nos EUA no final de 2021", explica.

Para o Produto Interno Bruto (PIB), o Citi espera queda de 7,1% para a América Latina em 2020, com retomada de 4,1% em 2021 - abaixo dos emergentes (6,2%).

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Agora vai?

MP da Eletrobras: relator mantém ‘jabutis’ e condiciona venda à compra de energia

No texto, Nascimento manteve a possibilidade de renovação antecipada da usina de Tucuruí, um dos maiores ativos da Eletronorte, e incluiu também a prorrogação da concessão da Hidrelétrica Mascarenhas de Moraes para Furnas.

Cresce a fila

CBA, da Votorantim, registra pedido de IPO na CVM

A empresa, que afirma ser a única companhia integrada de alumínio do Brasil, pretende financiar seu crescimento orgânico e inorgânico com os recursos levantados na oferta

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O quebra-cabeças do mercado e outros destaques

Recentemente, eu fui presenteado com um quebra-cabeças de duas mil peças. “Ah, isso vai ser moleza; é só montar as bordas e depois ir preenchendo aos poucos”, pensei eu. Nem preciso dizer que eu estava redondamente enganado: a mesa da cozinha está tomada por pequenas partes de uma paisagem bucólica. De vez em quando eu […]

FECHAMENTO

Ibovespa tem mais um dia de ‘mais do mesmo’ e fecha em leve alta, contrariando NY

Setores pesos-pesados seguraram o índice no azul. O movimento garantiu uma leve alta de 0,03%, mais uma vez deixando o índice na trave dos 123 mil pontos

Vem oferta por aí

Rede D’Or confirma a avaliação para a realização de um follow on

O anúncio foi feito após o jornal Valor Econômico revelar que a companhia prepara uma oferta de ações que pode chegar a R$ 5 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies