🔴 RENDA MÉDIA DE R$ 21 MIL POR MÊS COM 3 CLIQUES – SAIBA COMO

Cotações por TradingView
Estadão Conteúdo
olho em 2021

Retomada e dólar fraco devem impulsionar bolsas na América Latina no 1º semestre, diz Citibank

Brasil deve ser o destaque positivo, uma vez que tem mais exposição a ações “de valor” e maior correlação com a desvalorização da moeda americana, destaca o banco

Estadão Conteúdo
21 de dezembro de 2020
13:39 - atualizado às 16:52
Mapa da América Latina
Mapa da América Latina - Imagem: Shutterstock

Com o anúncio de vacinas contra a covid-19, as bolsas da América Latina (AL) se beneficiaram recentemente do movimento global de rotação de ações, o que deve continuar no primeiro semestre de 2021, afirma o Citibank, em relatório, citando a "esperança crescente" em uma recuperação econômica e a perspectiva de dólar fraco.

Nesse contexto, o Brasil deve ser o destaque positivo, uma vez que tem mais exposição a ações "de valor" e maior correlação com a desvalorização da moeda americana, destaca o banco.

O Citi projeta que o índice MSCI Latam deve alcançar 2,550 mil pontos no fim de 2021, de 2,416 mil pontos atualmente. O lucro por ação da região deve cair 48% em 2020, mas ter recuperação de 166% em 2021, estima.

"A América Latina é fortemente voltada para os setores de 'valor', especialmente quando comparada aos mercados emergentes da Ásia. A região está bem posicionada para se beneficiar de uma maior rotação de valor global, que esperamos que continue à medida em que os rendimentos dos treasuries aumentem no ano que vem", diz o banco que espera que o rendimento do Treasury de 10 anos atinja 1,25%, de 0,90% atualmente.

No Brasil, a expectativa é de queda de 47% este ano e recuperação de 198% do lucro por ação em 2021. Por setor, o Citi afirma que estão no campo "atrativo" na bolsa brasileira finanças, energia e saúde. O Citi ainda destaca que prefere o Brasil ante o México, onde o lucro por ação deve cair 42% em 2020 e ter retomada de 88% em 2021.

"Esperamos que o dólar se enfraqueça ainda mais em 2021, o que é tradicionalmente útil para as ações da América Latina, especialmente o Brasil. Mas lembre-se de que isso deixa a região vulnerável a quaisquer indícios de aperto monetário nos EUA no final de 2021", explica.

Para o Produto Interno Bruto (PIB), o Citi espera queda de 7,1% para a América Latina em 2020, com retomada de 4,1% em 2021 - abaixo dos emergentes (6,2%).

Compartilhe

FUGINDO DE PUTIN?

Como os bancos de Wall Street estão driblando as sanções contra Rússia e negociando no país

11 de março de 2022 - 20:22

Goldman Sachs, JP Morgan e Deustche Bank são os primeiros a anunciar que estão deixando o país e podem ser seguidos por outras instituições financeiras globais

CRÉDITO DO FUTURO

Maior gestora do mundo, BlackRock passará a aceitar bitcoin (BTC) e outros criptoativos como garantia de empréstimo

10 de fevereiro de 2022 - 13:15

Vários dos grandes de bancos de Wall Street estão se aproximando das criptomoedas. Goldman Sachs, Morgan Stanley e Citi já estão escolhendo cuidadosamente suas estratégias para mergulhar nesse mercado.

BANCOS BOMBAM NOS EUA

Aumento nos lucros impulsiona ações do BofA, do Wells Fargo, do Citigroup e do Morgan Stanley no pré-mercado em NY

14 de outubro de 2021 - 9:44

Os quatro bancos norte-americanos registraram resultados bem melhores que o esperado no terceiro trimestre de 2021

Bitcoin popular

Goldman Sachs e Citibank anunciam novos investimentos em bitcoin

7 de maio de 2021 - 12:40

A ideia é tentar oferecer a maior variedade de serviços e evitar as oscilações, típicas e comuns no mundo das criptomoedas

Bitcoin no mundo

Sem meio termo: bitcoin pode virar moeda universal ou implodir, afirma Citibank

2 de março de 2021 - 8:14

Entre as dificuldades de adoção da moeda, estão a melhoria dos sistemas digitais e a alta especulação em torno do ativo

pandemia e economia

Vacinação é essencial para sustentar retomada, diz Citi

10 de dezembro de 2020 - 16:00

País vive segunda onda de contaminação de covid-19 e isto está freando a retomada, diz economista-chefe do banco

BOMBOU NA SEMANA

MAIS LIDAS: De olho no calendário

10 de agosto de 2019 - 11:28

A Bruna Furlani contou tudo sobre os brasileiros que estudam fora, mas que voltam ao país para fazer um estágio de férias em grandes bancos — não perca!

Cases de sucesso

Brasileiros que estudam fora voltam ao país para os estágios de férias em grandes bancos

10 de agosto de 2019 - 6:00

Se, para eles, o grande benefício é a possibilidade de ter uma “espécie de degustação” do mercado financeiro; para as empresas, a vantagem é entrar em contato com jovens com visão diferenciada e com uma formação mais baseada em cases

E ainda estamos em maio...

Para analistas, economia caminha para ano perdido

31 de maio de 2019 - 8:06

Em 2019, 11 instituições financeiras já estão com estimativas inferiores a 1,0% para o crescimento desta ano. Em pesquisa anterior, apenas 3 previam crescimento menor

Bancos

Longe das ruas mas perto das empresas, Citi quer atingir receita de US$ 1,5 bilhão no país

18 de fevereiro de 2019 - 15:54

Depois de vender as operações de varejo no Brasil, banco americano mantém foco no atacado e vê oportunidade de atuar como assessor financeiro nos processos de privatização que serão conduzidos no governo de Jair Bolsonaro

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies