Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-05-15T18:15:19-03:00
Estadão Conteúdo
Agronegócio

Receita com exportações brasileiras em abril supera pela primeira vez US$ 10 bilhões

O valor é 25% superior ao registrado em abril do ano passado, quando os embarques renderam US$ 8,18 bilhões

15 de maio de 2020
18:15
exportação logística
Imagem: Shutterstock

A receita cambial com exportações do agronegócio brasileiro atingiu a máxima histórica em abril, superando pela primeira vez os US$ 10 bilhões. O valor é 25% superior ao registrado em abril do ano passado, quando os embarques renderam US$ 8,18 bilhões. Em nota, o Ministério da Agricultura informou que o recorde refletiu o incremento nos embarques de soja em grão, cujo principal mercado importador foi a China.

De acordo com o Ministério, os embarques da oleaginosa cresceram 73,4% no mês de abril, chegando a um total de 16,3 milhões de toneladas exportadas, quase 7 milhões de toneladas a mais na comparação interanual. O volume gerou um salto na receita, que passou de US$ 3,30 bilhões em abril de 2019 para US$ 5,46 bilhões em abril deste ano.

O cenário de pandemia do novo coronavírus elevou a demanda pela soja brasileira, com um forte movimento de antecipação das exportações do produto, de acordo com a Secretaria de Comércio e Relações Internacionais (SCRI) do Ministério da Agricultura. "Essa elevação aliada à redução da demanda pelos demais produtos da balança comercial (-27,1%) ajudou a aumentar a participação dos produtos do agronegócio no total exportado pelo Brasil", informa em nota.

A secretaria acrescenta que a participação do setor nos embarques brasileiros atingiu o patamar recorde de 55,8% em abril. Um ano antes, a participação foi de 42,2%.

Acumulado do ano

Nos primeiros quatro meses do ano, a receita com os embarques do setor somou US$ 31,4 bilhões, valor 5,9% superior ao mesmo período do ano passado.

De acordo com a SCRI, as vendas externas tiveram o melhor resultado da série histórica nos meses acumulados e foram responsáveis por quase metade da receita das exportações totais brasileiras (46,6%). Por outro lado, as importações caíram 4,5%, atingindo US$ 4,57 bilhões. O saldo da balança comercial do agronegócio, portanto, foi superavitário em US$ 26,83 bilhões no período.

Ainda no período do primeiro quadrimestre do ano, as exportações de soja alcançaram um recorde tanto na receita de US$ 11,5 bilhões, quanto no volume embarcado, de 33,66 milhões de toneladas.

A China adquiriu 73,4% do grão brasileiro, um aumento de 26,6% na comparação interanual. Já no setor de proteínas, a carne bovina se destacou no período, correspondendo a 45,3% do valor exportado. As vendas também chegaram a um recorde em valor (US$ 2,13 bilhões) e volume (469,76 mil toneladas), com o gigante asiático sendo o principal importador do produto no quadrimestre, com 49,6% das compras de carne brasileira.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Ventos contrários

Renova Energia não consegue “proteção” contra minoritários da própria empresa

Empresa perdeu ação no TJ-SP que tentata impedir os acionistas de produzirem provas contra a empresa, relativas à investigação sobre desvio de recursos

Preocupação

Vidas secas? Bolsonaro admite que Brasil vive “enorme crise hidrológica”

Presidente citou a falta de chuvas como um dos grandes problemas econômicos do país, juntamente com os efeitos causados pela pandemia

MESA QUADRADA

“Não me arrependo de nada. Só não posso dar conselhos financeiros para ninguém”, diz Bob Wolfenson, o fotógrafo das celebridades entrevistado no 7º episódio do Mesa Quadrada

Em em conversa para o podcast Mesa Quadrada, Dan Stulbach, Teco Medina e Caio Mesquita, conversam sobre dinheiro e carreira com Bob Wolfenson, ícone da fotografia brasileira

Situação preocupante

Cuidado com as luzes acesas! Aneel mantém taxa adicional mais alta na contas de agosto

Tarifa cobrada na bandeira vermelha nível 2 é de R$ 9,49 por 100 quilowatts-hora (kWh), e agência continua avaliando se vai elevar o valor

O melhor do Seu Dinheiro

Os melhores investimentos do mês e as notícias que foram destaque na semana

lém do ranking, tivemos o Ibovespa em queda de 2,60, e uma entrevista exclusiva com o CEO da Ânima Educação, que busca um “modelo Magalu”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies