Menu
2020-05-08T14:53:19-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
efeitos da crise

Produção de veículos cai 99% em abril e tem pior mês desde 1957

Em abril, as fábricas produziram 1,8 mil unidades, o menor resultado para um mês desde o início da série histórica da Anfavea

8 de maio de 2020
11:49 - atualizado às 14:53
Honda carros veículos
Imagem: Shutterstock

No mês em que praticamente todas as montadoras suspenderam as atividades em razão da pandemia do novo coronavírus, a produção de veículos caiu 99,3% em abril, segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

A comparação é com o mesmo período do ano passado. Em comparação a março, houve queda de 99%

Em abril, as fábricas produziram 1,8 mil unidades, o menor resultado para um mês desde o início da série histórica da Anfavea, em 1957.

"Nem mesmo em períodos de greve, nunca enfrentamos um nível de produção tão baixo no País", disse o presidente da associação, Luiz Carlos Moraes, em coletiva de imprensa online.

Sem citar nomes, o presidente da Anfavea afirmou que há políticos que ainda não perceberam a gravidade da situação e as consequências da crise causada pela pandemia do novo coronavírus.

"Eu fico trabalhando de home office, entro na internet e todo dia tem crise, além da crise de saúde. É crise de manhã, de tarde, no Ministério da Saúde, na Secretaria de Cultura, no Judiciário, no Executivo, no Legislativo", disse.

No ano

No acumulado do ano, a produção atinge 587,7 mil veículos, em soma que considera os segmentos de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. O resultado representa tombo de 39,1% na comparação com o primeiro quadrimestre do ano passado.

A venda de veículos novos, por sua vez, atingiu 55,7 mil unidades, queda de 76% em relação a abril do ano passado e de 65,9% na comparação com abril. No acumulado do ano, foram 613,8 mil emplacamentos, recuo de 26,9% ante igual período do ano passado.

A Anfavea também informou que os pátios das fábricas e das concessionárias contava, no fim de abril, com 237,3 mil veículos em estoque, abaixo dos 266,6 mil veículos no fim de março.

Considerando o ritmo de vendas em abril, o número mais recente do estoque é suficiente para 128 dias, ou um pouco mais de quatro meses.

Exportação

A exportação de veículos, em unidades, caiu 79,3% em abril ante igual mês do ano passado, ainda segundo a Anfavea. Em comparação a março, houve queda de 76,6%.

Foram 7,2 mil unidades vendidas ao exterior, em conta que considera os segmentos de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus.

No acumulado de janeiro a abril, foram 96,2 mil veículos exportados, tombo de 31% em relação a igual período do ano passado.

Em valores, as exportações atingiram US$ 252,7 milhões em abril, queda de 69,7% em relação a igual mês do ano passado e de 64,4% na comparação com março.

No acumulado do ano, são US$ 2,176 bilhões em receita com vendas ao exterior, baixa de 33,5% em relação a igual período de 2019.

Participação de bancos

Com o aumento do risco causado pela crise do novo coronavírus, que deixou os bancos de varejo mais cautelosos, a participação dos bancos das montadoras nos financiamentos de veículos subiu de 45%, na média, para 60% em março, afirmou o presidente da Anfavea.

Moraes, que disse que os bancos das montadoras ajudam no escoamento da cadeia e no suporte à rede de concessionárias, aproveitou para rebater crítica que ouviu de um executivo de banco, que questionou, segundo ele, a necessidade dos bancos das montadoras. "Os bancos das montadoras estão lá quando faz sol e quando faz chuva, como instrumento para facilitar produção, ajudar concessionários com capital de giro e oferecer taxa mais baixa ao consumidor final", comentou.

Ele também lamentou a concentração dos bancos de varejo nos negócios no País. "Temos três ou quatro bancos que têm mais de 80% do volume de negócios e essa concentração não é boa para o país", disse.

Locadoras

O presidente da Anfavea afirmou que as montadoras não registraram nenhuma "grande compra" por parte das locadoras desde o início das medidas de isolamento social em vários Estados e cidades do Brasil.

"As locadoras vinham comprando veículos novos até março, mas, em função da situação, não tivemos mais nenhuma grande compra junto às montadoras, e isso pode continuar por mais tempo", disse ele.

Moraes afirmou que a demanda por locação caiu e falou que recebeu a informação de que cerca de 160 mil veículos foram devolvidos por motoristas de aplicativo.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

apesar da crise...

Mercado de startups do Brasil caminha para ter melhor ano da história em 2020

O número de aportes realizados em novatas também já tem recorde histórico de 322 cheques, superando o melhor ano do setor com folga – em 2017, foram 263 investimentos

altas expectativas

Casa Branca: Negociações por novo pacote fiscal desaceleraram, mas não terminaram

Kudlow argumentou que, embora republicanos e democratas estejam mais perto de um acordo, ainda há divergências importantes.

O que esperar dos número?

JBS, BRF ou Marfrig, quem vai apresentar o melhor resultado no 3º trimestre?

Com a proximidade das datas de divulgações, os analistas do setor de Alimentos do Credit Suisse aproveitaram para revisar as projeções para três das principais empresas do setor

NA MODA

Grupo Soma fecha acordo por marca de blogueira e ações sobem mais de 9%

Acordo prevê que montante a ser pago, parte em dinheiro e outra em ações, equivalerá a sete vezes o Ebitda da empresa de Nati Vozza

Novidade na B3

Com novo modelo, ações da Track&Field estreiam no pregão da B3 após IPO

Oferta da empresa de vestuário e calçados esportivos inaugura modelo em que as ações preferenciais terão direito econômico — incluindo os dividendos — 10 vezes maior que o das ordinárias

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies