Menu
2020-03-06T13:54:10-03:00
Fala, Tarcísio

Brasil não pode passar mensagem de irresponsabilidade em concessões, diz ministro

Projeto é o maior e mais sofisticado do mundo e ministério tem se esforçado para dar resolução de problemas, diz Tarcísio de Freitas

6 de março de 2020
13:54
Ministro da infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas
Imagem: Divulgação/PPI.gov

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, disse nesta sexta-feira, 6, que o Brasil não pode mais passar para o exterior uma mensagem de irresponsabilidade no seu projeto de concessões, que é, de acordo com ele, o maior e mais sofisticado do mundo. Segundo Freitas, o ministério tem se esforçado para dar resolução de problemas do passado.

Participante de evento do Movimento Brasil Competitivo (MBC), ele lembrou que vários projetos de concessões fracassaram por problemas de modelagem.

"A gente precisa resolver estes problemas com muita firmeza porque a gente não pode passar a mensagem regulatória errada para o investidor no exterior. Ou seja, o Brasil não pode ser visto lá fora como um país de eleitos, onde a gente faz uma estruturação de qualquer jeito, em que eleitos vão lá e fazem seus lances de forma irresponsável sem ter condições de tocar seus contratos e o governo vai lá e faz uma espécie de indulgência", disse o ministro.

Isso, segundo o ministro, leva quem está participando a pensar que não sabe com quem está competindo. "Então estamos investindo muito na direção de mostrar que o Brasil é um país que respeita contratos. Não podemos passar a mensagem de que somos irresponsáveis nas nossas modelagens de concessões", disse Freitas.

Aparato institucional

O ministro insistiu ao enfatizar que um dos pilares do programa de concessões brasileiro é a melhoria do aparato institucional. "Não é possível levar a termo um vigoroso programa de concessões sem, por exemplo, um fortalecimento da regulação das agências reguladoras e o Brasil foi extremamente leniente com isso também", criticou o ministro.

De acordo com Freitas, foi permitido que se tivesse gente desqualificada nas agências "sempre à mercê de interesses políticos". "E esse é um cenário que temos que mudar."

"Felizmente, a sociedade está enxergando isso. Agora, uma coisa que sempre me queixei foi da falta de protagonismo da iniciativa privada. A acomodação do empresariado, achando e esperando que o governo tem que resolver todos os problemas do mundo. Governo nenhum resolve problemas, governos agem por provocações, governos são empurrados, são compelidos a apresentar soluções. Felizmente essa é uma coisa que está mudando", disse Freitas, acrescentando que o MBC é uma prova viva dessa mudança, ao ser propositivo e a cobrar.

O empresariado, de acordo com Freitas, é uma força viva e precisa ajudar a impulsionar o Brasil, porque foi assim que o Congresso sentiu a necessidade de se fazer uma reforma da Previdência. "Só que a reforma da Previdência não é suficiente. Nós precisamos de outras reformas e muitas delas estarão no Congresso", disse.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Funcionários com covid-19

Secretaria do Espírito Santo confirma 53 infectados na plataforma Macaé da Petrobras

Segundo a Sesa, a comunicação da Petrobras sobre a ocorrência aconteceu nesta quarta-feira. Estatal disse mais cedo ao Broadcast que a plataforma era da SBM

Seu Dinheiro na sua noite

Sobe no tuíte, cai no (quase) fato

Você já deve ter ouvido alguma vez a expressão “sobe no boato, cai no fato”. Alguém se lembra dela toda vez que a bolsa sobe diante de algum rumor e cai logo depois da confirmação. Isso acontece porque o tal mercado sempre tenta se antecipar aos acontecimentos. Quando eles se materializam, os preços em geral […]

Atualização sobre covid-19

Brasil registra 941 mortes por coronavírus desde início de pandemia

O resultado marca um aumento de 17% de mortes no Brasil em relação a ontem, quando foram registrados 800 óbitos

Alívio intenso

Ibovespa fecha em queda, mas ainda acumula ganhos de mais de 11% na semana; dólar cai a R$ 5,09

O Ibovespa teve a melhor semana desde março de 2016, sustentado pelo viés mais otimista visto no exterior nos últimos dias. O dólar à vista também passou por um alívio importante, recuando mais de 5% na semana

Socorro financeiro

Maia acusa equipe econômica de dar informações falsas em projeto para estados

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) acusou a equipe econômica de dar informações falsas no projeto de socorro emergencial a Estados e relacionou o impasse em torno da proposta à disputa do presidente Jair Bolsonaro com governadores

Crédito contra covid-19

Boa parte do valor liberado ainda não foi usada pelos bancos, diz presidente do BC

Presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou nesta quinta-feira, 9, em entrevista por videoconferência ao portal UOL, que a instituição já anunciou a liberação de cerca de R$ 1,2 trilhão para os bancos, para combater os efeitos da pandemia do novo coronavírus

Ouça o que bombou na semana

Podcast Touros e Ursos: um presente de Páscoa para os mercados

O podcast de hoje faz o balanço de uma semana positiva para os mercados, mesmo em meio à crise do coronavírus

Prontos para auxiliar

Bancos estão sólidos para ajudar a preservar empregos e empresas, diz presidente da Febraban

presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Isaac Sidney, garantiu nesta quinta-feira, 9, que o setor bancário está pronto para ajudar as empresas a preservar empregos

Recessão pior que 2008

IIF prevê que PIB global cairá 2,8% em 2020, e do Brasil, 4,1%

IIF revisou para baixo sua projeção para o PIB global e passou a prever contração de 2,8% em 2020

Títulos privados

BCs de emergentes podem necessitar ser comprador de última instância, diz Campos Neto

Roberto Campos Neto fez nesta quinta-feira, 9, em reunião com senadores, uma defesa da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 10, que permite que o BC compre títulos privados durante o período de crise

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements