Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2020-12-28T19:56:32-03:00
seu dinheiro na sua noite

O governo Bolsonaro acabou

24 de abril de 2020
19:39 - atualizado às 19:56
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Seja qual for o futuro do mandato de Jair Bolsonaro, o governo do presidente tal como o conhecemos não existe mais. Como será a gestão a partir de agora e, mais importante, quanto tempo ela durará vai depender do que acontecer em Brasília nos próximos dias.

Bolsonaro foi eleito por quase 58 milhões de brasileiros com três bandeiras: combate à corrupção, liberalismo na economia e uma agenda de costumes.

O desembarque explosivo de Sergio Moro derrubou um desses pilares. Não tanto pela saída em si, mas pelas graves acusações levantadas pelo agora ex-ministro.

Moro acusou Bolsonaro de interferência política da Polícia Federal ao insistir na saída de Maurício Valeixo do comando do órgão. Algo que não teria ocorrido nem mesmo nos governos petistas durante as investigações da Lava Jato.

Bolsonaro respondeu no fim da tarde em um pronunciamento no mínimo confuso, mas negou interferência no trabalho da PF. Ele disse também que Moro teria concordado com a troca no comando da polícia, mas apenas depois que ele fosse indicado a uma vaga no STF.

Seja como for, uma parte do apoio popular ao presidente deve cair junto com Moro. Outra incógnita é como fica o segundo pilar do governo.

A ala liberal sofreu rachaduras nesta semana quando a equipe de Paulo Guedes foi deixada de fora do programa Pró-Brasil de investimentos em infraestrutura. Mas o ministro demonstrou apoio ao comparecer (de máscara) ao pronunciamento de Bolsonaro.

Ao longo do dia, a temperatura em Brasília pôde ser medida nas cotações do dólar. A moeda norte-americana fechou em alta de 2,40%, cotada a R$ 5,661. Mas chegou a encostar nos R$ 5,75 na máxima do dia.

A bolsa também teve um dia para lá de tenso e por pouco não passou por um novo circuit breaker, mas recuperou uma parte das perdas e fechou em queda de “apenas” 5,45%. Vale a pena conferir com o Victor Aguiar como foi o reflexo da tempestade política nos mercados.

As repercussões na política e no seu bolso

 Para a Ace Capital, o impeachment de Bolsonaro é hoje o melhor cenário para o país. A gestora formada por ex-profissionais da tesouraria do Santander mantém a aposta na alta do dólar mesmo depois da forte alta de hoje.

 Mesmo em meio à saída de um dos pilares do governo, o ex-ministro Moro, a queda de outra referência, Paulo Guedes, não está no radar. Saiba por que essa é a opinião de Carlos Kawall, diretor do Asa Bank.

 O presidente da Caixa reforçou a visão de que a saída de Moro não muda em nada a visão do ministro da Economia para a condução das agendas de reformas e da economia brasileira. Confira o que disse Pedro Guimarães.

 A repercussão política à demissão de Moro foi quase imediata. Minutos depois do anúncio, a Câmara articulou uma CPI para convocá-lo a fim de esclarecer as acusações feitas a Bolsonaro.

 A Força Tarefa da Lava Jato também se manifestou contra a suposta interferência na PF. Para os procuradores, as declarações de Moro sobre tentativas de interferência do presidente Jair Bolsonaro na PF são atos "da mais elevada gravidade".

 Moro não conta com a simpatia dos deputados, mas os pedidos de impeachment de Jair Bolsonaro a serem analisados pela Câmara serão fortalecidos após a fala do ex-ministro, na análise da consultora política da BMJ Consultores Associados, Rebeca Lucena.

No calor dos acontecimentos

Para encerrar, recomendo que você assista à transmissão do podcast Touros e Ursos, caso você tenha perdido. O Victor Aguiar e a Julia Witgen comentaram ao vivo como a demissão do ex-juiz federal, famoso pelo seu trabalho na Lava Jato, afetou os negócios no mercado financeiro local. O dólar disparou e o Ibovespa tombou. O que aflige tanto os investidores? Nossos repórteres explicam.

Um ótimo fim de semana para você.
Aquele abraço!

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Seu Dinheiro na sua noite

O grande respiro do câmbio e mais…

“Ih, vai ser uma semana daquelas”, pensei eu na segunda-feira, ao olhar a agenda de eventos previstos para os dias seguintes. Teríamos decisão do Copom e relatório de empregos nos EUA — e isso sem contar os inúmeros balanços corporativos. Em semanas assim, eu gosto de traçar alguns cenários na minha cabeça: se o BC […]

Fechamento da semana

Real ganha do dólar na semana e bolsa sobe mais de 2% com economia americana nem tão aquecida e Copom incisivo

Os problemas domésticos foram para baixo do tapete e os fatores externos ajudaram o Real a se valorizar e a bolsa a romper resistências importantes. Confira um resumo da semana.

Mudou de ideia?

Elon Musk passa a recomendar cautela com o dogecoin às vésperas de sua participação no SNL

O bilionário, que já fez a moeda-meme disparar 60% com apenas um tweet, exibiu um alerta para as limitações do mercado de criptoativos

pandemia

Estudo aponta relação entre negacionismo de Bolsonaro e evolução da pandemia no Brasil

Segundo o levantamento, em cidades onde o presidente obteve mais de 50% dos votos no segundo turno das eleições de 2018, número de mortes foi 415% maior do que nos municípios onde ele perdeu o pleito

Insistência incomoda

Ex-presidente do BC Affonso Pastore acredita que ajuste parcial da Selic é insustentável

O economista defende o reconhecimento explícito de que a instituição perseguirá o ajuste integral da taxa básica de juros

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies