Menu

Projetos Especiais

2020-07-31T12:52:31-03:00
Leticia Camargo
Leticia Camargo
É repórter do Seu Dinheiro. Está cursando jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP), já passou por agência de marketing digital, onde trabalhou com estratégias de SEO e marketing de conteúdo.
oportunidade na crise

Este fundo imobiliário pode pagar 9,65% ao ano em dividendos e ainda se valorizar 10%, na visão de Alexandre Mastrocinque; entenda

Alexandre Mastrocinque abriu em sua coluna um fundo imobiliário que tem boas chances de retorno positivo mesmo com o cenário incerto; confira aqui

31 de julho de 2020
13:00 - atualizado às 12:52
gráfico com prédios mostra variação do mercado de fundos imobiliários
Imagem: Shutterstok

O atual momento dos fundos imobiliários, para falar a verdade nua e crua, não anda nada bem. Como você deve estar acompanhando, neste mês o Santander arrumou uma confusão ao entrar com ação judicial para baixar o valor dos aluguéis dos imóveis de suas agências.

Só a ameaça de um bancão foi suficiente para assustar o mercado. As cotas de fundos imobiliários sofreram uma queda no mês de julho de -2,59%, considerando os dados do Ifix (índice de fundos imobiliários da bolsa brasileira) até o dia 30. Os papéis de fundos que têm imóveis alugados para bancos caíram até mais, podendo chegar a -16% em um exemplo que vou detalhar abaixo. Isso em um mês em que a bolsa brasileira subiu mais de 10%.

No entanto, no ponto de vista de Alexandre Mastrocinque, não há motivo para tanto desespero. Na coluna para o SD Premium de ontem (30/07), ele falou sobre o que os fundos imobiliários reservam para o próximo trimestre de 2020.

Para ele, a queda nas cotas dos fundos em julho foi exagerada. Elas ficaram baratas demais, e esse pode ser um bom ponto de entrada para o investidor.

Ele enxerga potencial, mais especificamente, em um fundo imobiliário com imóveis alugados para outro grande banco. Mastrocinque fez as contas e, considerando o fechamento do papel no dia 29/07, ele vê potencial de rendimentos anuais de 9,65% só com proventos.  

Isso sem falar na possibilidade de recomposição dos preços da cota do fundo. Na sua visão, há potencial de alta de cerca de 10% no médio prazo.

QUERO SER ASSINANTE DO SD E RECEBER OS MELHORES FUNDOS DE INVESTIMENTOS

Isso até já começou a acontecer. No mesmo dia em que o Alexandre deu a sua recomendação, as cotas desse fundo imobiliário subiram 3% na bolsa brasileira.

Sim, como todo investimento em renda variável, há um risco envolvido. Mas vou te explicar nas linhas abaixo o porquê Alexandre acha que esse investimento vale o risco.

O que está em jogo

Para ilustrar a sua certeza em apostar nos fundos imobiliários, o Alexandre trouxe dois casos de bancos muito conhecidos para a sua coluna. E em ambos, tudo girou em torno do rendimento com aluguéis.

O caso é o seguinte: com a pandemia da Covid-19, apesar dos bancos seguirem trabalhando, o fluxo de clientes dentro das agências diminuiu e houve limitação do horário de expediente dos funcionários.

Com isso em mente, o Santander solicitou a revisão dos valores cobrados nos contratos de aluguéis. No entanto, estes contratos são firmados com natureza atípica, o que significa que, basicamente, pouco importam as circunstâncias e não há correção de preços caso não se trate da inflação.

Dessa forma, ele ficou sem muitas alternativas a não ser entrar com ação judicial reivindicando o reajuste. E isso gerou um grande pânico para o mercado de fundos, que já imaginou outros bancos tendo a mesma atitude.

Mas, para Alexandre, é pouco provável que isso se concretize.

O motivo disso é bastante simples: as gestoras dos fundos imobiliários farão de tudo para defender os interesses dos cotistas, e também do próprio fundo.

Assim, apesar do risco de o Santander conseguir baixar o seu aluguel pela Justiça, o economista acredita que a redução tem pouca chance de acontecer e, caso realmente aconteça, não terá tantos impactos como o previsto.

Então vale a pena investir?

De acordo com o Alexandre, vale. Mas também é preciso lembrar que, ao mesmo tempo em que pode haver retorno, não se pode ignorar o risco. Assim a sua principal recomendação é: investir estando ciente do que pode acontecer.

Como eu disse lá no começo, a sua coluna de ontem fez uma recomendação de um fundo que pode gerar um yield (dividendos) de até 9,65% ao ano. O que é bastante atraente para a realidade atual do mercado.

Lembre-se: a taxa básica de juros da economia brasileira está na mínima histórica, de 2,25% ao ano. E há grandes chances de cair ainda mais.

Por isso, eu aconselho você que está lendo a acessar a coluna do Alexandre para descobrir o fundo do qual estou falando aqui. Todo mês o Alexandre dá uma indicação do que comprar na bolsa exclusiva para os assinantes do Seu Dinheiro.

Essa é a área VIP do Seu Dinheiro, com conteúdos exclusivos. Veja aqui tudo que você vai encontrar no Premium. A assinatura custa R$ 5 por mês, menos do que uma corrida de Uber pertinho de casa.

Você tem 30 dias para acessar todos os nossos conteúdos Premium sem compromisso. Entra lá, experimenta, e se não gostar é só solicitar 100% do reembolso.

QUERO SER ASSINANTE DO SD E RECEBER OS MELHORES FUNDOS DE INVESTIMENTOS

 Com essa assinatura você terá acesso a:

  • Os segredos da Bolsa: um panorama semanal do que vai mexer com os mercados;
  • A lista das três melhores ações e fundos imobiliários das carteiras recomendadas das corretoras;
  • Um papel para comprar todo mês na bolsa, indicado pelo Alexandre Mastrocinque;
  • Descontos em todos os cursos do Seu Dinheiro;
  • Grupo exclusivo no Telegram com novidades e comentários exclusivos da equipe do Seu Dinheiro;
  • Uma crônica mensal exclusiva do Ivan Sant’Anna.

Esse é sem dúvidas o menor (e melhor) investimento que você pode fazer em sua vida financeira hoje.

QUERO SER ASSINANTE DO SD E RECEBER OS MELHORES FUNDOS DE INVESTIMENTOS

Não fique aí parado esperando as coisas acontecerem. Você pode estar deixando uma oportunidade, como a que contei aqui hoje, passar diante dos seus olhos.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

estatal do RS

Privatização da Corsan, com IPO na B3, terá assessoria do BNDES

Primeiro serviço prestado pelo banco deve ser o de fornecer metodologia para seleção das instituições financeiras que coordenarão a abertura de capital

diversificação

Westwing compra Zarpo Viagens, ampliando lifestyle

Empresa adquirida trabalha em parceria com hotéis, resorts, pousadas e companhias aéreas; valor da operação não foi revelado

FECHAMENTO DO DIA

China e Estados Unidos aumentam cautela dos mercados globais e Ibovespa amarga queda de 3%; dólar avança

Apesar da Petrobras ter mais uma vez protagonizado atritos no cenário local, os maiores focos de cautela vieram do exterior e o Ibovespa acompanhou o ritmo

Nova rodada na mesa

Prestes a acabar, auxílio emergencial pode ser novamente prorrogado; entenda

O ministro da Cidadania revelou que outra extensão do benefício é considerada para atender aqueles que ficariam de fora do Auxílio Brasil

Sem correria

‘Comigo não funciona pressão’, avisa relator da Reforma do Imposto de Renda no Senado; veja os próximos passos da proposta

O governo pede pressa pois amarrou a aprovação do projeto ao financiamento do Auxílio Brasil, programa social que substituirá o Bolsa Família

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies