Menu
2020-01-20T17:06:14-03:00
Victor Aguiar
Victor Aguiar
Jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pelo Instituto Educacional BM&FBovespa. Trabalhou nas principais redações de economia do país, como Bloomberg, Agência Estado/Broadcast e Valor Econômico. Em 2020, foi eleito pela Jornalistas & Cia como um dos 10 profissionais de imprensa mais admirados no segmento de economia, negócios e finanças.
Mercados hoje

Ibovespa tem oscilações tímidas em dia de feriado nos EUA; dólar sobe e vai a R$ 4,18

Após uma abertura em baixa, o Ibovespa reduziu as perdas e, agora, oscila perto do zero a zero. A sessão é marcada pela liquidez reduzida, uma vez que as bolsas americanas estão fechadas

20 de janeiro de 2020
10:21 - atualizado às 17:06
Selo Mercados AGORA Ibovespa dólar
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Os mercados financeiros globais têm um início de semana pouco movimentado, uma vez que as bolsas dos Estados Unidos estarão fechadas nesta segunda-feira (20), em comemoração ao Dia de Martin Luther King. Nesse cenário de liquidez reduzida, o Ibovespa abriu em baixa, mas logo reduziu as perdas e, agora, fica perto do zero a zero.

Por volta de 17h05, o principal índice da bolsa brasileira operava em leve queda de 0,02%, aos R$ 118.460,03 pontos, após chegar a cair 0,46% mais cedo, aos 117.927,53 pontos. Na Europa, as principais praças acionárias fecharam no campo negativo.

Já o mercado de câmbio teve um dia mais pressionado: o dólar à vista fechou em alta de 0,58%, a R$ 4,1887, devolvendo boa parte do alívio registrado na sessão anterior — na máxima, subiu 0,65%, a R$ 4,1916.

Sem o referencial dos mercados americanos e em meio à agenda econômica esvaziada, os investidores promovem apenas ajustes pontuais nas carteiras, sem promover grandes operações.

O grande ponto de instabilidade às negociações em bolsa era o vencimento de opções sobre ações, encerrado às 13h. Segundo a B3, o exercício movimento mais de R$ 12 bilhões, sendo quase R$ 10 bilhões em opções de compra — passado o vencimento, o índice se aproximou da estabilidade.

Vale lembrar, ainda, que o Ibovespa vem de duas altas consecutivas — apenas na última sexta-feira (17), o índice subiu 1,52%. Assim, há espaço para eventuais movimentos de realização de lucros na bolsa brasileira, considerando os ganhos recentes.

Semana agitada

Também é importante ressaltar que, no restante da semana, há diversos fatores que podem mexer com o rumo dos mercados, incluindo o Fórum Econômico Mundial e a agenda de dados econômicos — nos próximos dias, serão revelados indicadores de inflação no Brasil e de atividade nos EUA.

Desta maneira, os investidores optam por assumir uma postura mais cautelosa hoje, embora sem um viés enormemente defensivo, antecipando-se à possível volatilidade que poderá ser verificada nos pregões seguintes.

Juros estáveis

Apesar da pressão vista no dólar à vista, as curvas de juros apresentaram um viés de estabilidade nesta segunda-feira. O mercado ainda está em dúvida quanto aos próximos passos do BC em relação à Selic — há quem aposte em um novo corte, mas também há quem acredite que a taxa permanecerá estável daqui em diante.

Veja abaixo como ficaram os principais DIs nesta segunda-feira:

  • Janeiro/2021: inalterado em 4,42%;
  • Janeiro/2023: de 5,67% para 5,66%;
  • Janeiro/2025: de 6,38% para 6,39%;
  • Janeiro/2027: de 6,75% para 6,77%.

Top 5

Veja a lista com as cinco ações de melhor desempenho do Ibovespa no momento:

  • B2W ON (BTOW3): +4,95%
  • Raia Drogasil ON (RADL3): +2,88%
  • Magazine Luiza ON (MGLU3): +2,83%
  • Gerdau PN (GGBR4): +2,74%
  • Lojas Americanas PN (LAME4): +2,33%

Confira também as maiores quedas do índice nesta segunda-feira:

  • Cia Hering ON (HGTX3): -2,30%
  • Suzano ON (SUZB3): -2,17%
  • Cielo ON (CEL3): -1,80%
  • Bradesco PN (BBDC4); -1,72%
  • Tim ON (TIMP3): -1,77%
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

ficou para esta quinta

Para privatizar Eletrobras, governo aceita mais 19 emendas à MP

Por acordo entre os senadores, o texto da MP será votado apenas amanhã, 17, a partir das 10h, e até lá, eles poderão apresentar sugestões de destaques, que podem alterar o teor do parecer

seu dinheiro na sua noite

A Selic subiu mais um pouco – e na próxima reunião tem mais

Esta “Super Quarta” terminou com os bancos centrais brasileiro e americano apertando um pouquinho mais a torneirinha dos juros. A inflação pressiona, aqui e na terra do Tio Sam, e as autoridades monetárias querem mostrar que permanecem vigilantes. O Federal Reserve ainda não elevou propriamente as taxas de juros, que foram mantidas entre zero e […]

Entrevista

Sinais do Copom apontam para Selic a 7% no fim do ano, diz Padovani, do banco BV

Economista-chefe do banco BV, Roberto Padovani destacou o tom mais ríspido do Banco Central e a indicação de que a Selic continuará em alta

MUDANÇA NOS JUROS

COMPARATIVO: Veja o que mudou no novo comunicado do Copom

Veja o que ficou igual e o que mudou no comunicado da decisão do Copom a respeito da taxa Selic, elevada ao patamar de 4,25% ao ano

Subiu de novo

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 4,25% ao ano

Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras de renda fixa agora que o Banco Central elevou a Selic mais uma vez

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies