Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-11-25T17:23:46-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
subindo, de novo

Ibovespa ignora NY e vai acima dos 110 mil pontos; dólar cai 1% com fluxo estrangeiro

Índice renova máxima desde o início da pandemia. Enquanto isso, S&P 500 e Dow Jones seguem em queda, com número maior do que o esperado de pedidos de seguro-desemprego. Moeda americana e juros fecham em queda

25 de novembro de 2020
11:07 - atualizado às 17:23
Selo de mercados que mostra um Touro e indica a alta do Ibovespa
Depois do payroll, o Ibovespa futuro passou a subir antes da abertura do mercado - Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O Ibovespa passou a subir a partir das 14h50 nesta quarta-feira (25), tentando manter o rali recente do índice e ignorando o desempenho de queda dos índices à vista S&P 500 e Dow Jones em Nova York. O principal índice acionário da bolsa brasileira, só em novembro, acumula alta superior a 16%.

Ontem, foi visto um novo forte movimento de ganhos das ações globalmente com a transição de Donald Trump para Joe Biden autorizada nos Estados Unidos, a visão de mais estímulos na praça com a nomeação de Janet Yellen para o Tesouro do país e o otimismo com a vacina pela covid-19 — e o Ibovespa, ao fim da sessão, avançou fortes 2,24%.

Na mesma ocasião, o Dow Jones, em que estão listadas 30 ações de companhias de diversos segmentos da indústria, teve verdadeiramente uma sessão de gala, renovando a máxima histórica e rompendo pela primeira vez o nível de 30 mil pontos.

Os investidores chegaram a se aproveitar para realizar alguns lucros mais cedo, mas por volta das 17h20 o Ibovespa sobe 0,4%, para 110.180 pontos — na mínima, registrou recuo de 0,4%; na máxima, chegou a subir 0,74%, para 110.595,81 pontos.

Papéis como Vale e Magazine Luiza, que juntos representam participação de 14% do índice, sobem e guiam a alta do índice.

As maiores altas percentuais respondem pelas ações PetroRio ON e CVC ON, siderúrgicas como Usiminas e CSN, além de shoppings, como Iguatemi e BR Malls. Veja as maiores altas:

CÓDIGOEMPRESAPREÇO (R$)VARIAÇÃO
CVCB3CVC ON           17,778,69%
PRIO3PetroRio ON           48,737,57%
USIM5Usiminas PNA           13,256,17%
EQTL3Equatorial ON           21,785,22%
NTCO3Natura ON           50,003,54%

Enquanto isso, ações como as de bancos (com exceção para as units do Santander) e Petrobras, que tiveram uma sessão de ganhos elevados ontem, caem hoje. Confira as maiores baixas:

CÓDIGOEMPRESAPREÇO (R$)VARIAÇÃO
COGN3Cogna ON             4,90-2,39%
ELET3Eletrobras ON           31,48-1,90%
YDUQ3Yduqs ON           30,75-1,60%
ITSA4Itaúsa PN           10,79-1,37%
BBDC3Bradesco ON           22,65-1,26%

Agentes financeiros também digerem a agenda econômica americana que detalha o estado da atividade do país em meio aos impactos persistentes do coronavírus.

No radar, a segunda leitura do PIB do terceiro trimestre dos Estados Unidos mostrou crescimento à taxa anualizada de 33,1% — dado idêntico à da primeira leitura.

Além disso, o número de pedidos de seguro-desemprego subiu acima das expectativas de analistas de 730 mil na semana passada, para 778 mil, levantando preocupações a respeito da lentidão da recuperação econômica em meio à segunda onda da covid-19.

Ainda pela manhã, dados de renda pessoal e sentimento do consumidor, por seu turno, recuaram mais do que o esperado, também pesando sobre o humor dos agentes.

À tarde, os investidores voltaram os seus olhos para a política monetária, com a ata do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) relativa à reunião realizada nos dias 4 e 5 de novembro.

O documento mostra que atividade econômica segue se recuperando, mas ainda está em níveis pré-pandemia no país. O coronavírus, segundo dirigentes do Fed, continua a impor consideráveis riscos à frente para a economia, e a sua disseminação e impactos na Europa afetam a economia do país americano, diz a autoridade monetária.

Os dirigentes do BC dos EUA julgam necessário manter o atual patamar de juros, na faixa entre 0% e 0,25%, enquanto não for atingido o objetivo máximo de emprego e de inflação média. Ata também mostra que Fed acha que é apropriado manter a compra de títulos.

Dólar cai com fluxo externo e juros se descomprimem de olho em fiscal

No mercado de câmbio, por sua vez, o dólar abriu em alta mas passou operar em queda nos primeiros 20 minutos de sessão, mantendo a trajetória mensal que já levou a moeda a acumular baixa de 7% em novembro.

A divulgação de dados das contas externas brasileiras e investimentos estrangeiro no país contribuiu com o movimento de depreciação da moeda. Por fim, o dólar recuou 1,03%, para R$ 5,3202.

O Dollar Index (DXY), índice que compara o dólar a moedas fortes como euro, libra e iene, também registra baixa, de 0,2%. Diante de moedas emergentes, o dólar apresenta agora levíssima queda diante de pares do real, como rand sul-africano e peso mexicano.

Os juros futuros dos contratos de depósitos interbancários, por fim, fecharam em queda nesta terça, motivados pela queda do dólar e monitorando a questão fiscal. Veja as taxas para os vencimentos agora:

  • Janeiro/2021: de 1,936% para 1,922%
  • Janeiro/2022: de 3,40% para 3,35%
  • Janeiro/2023: de 5,19% para 5,14%
  • Janeiro/2025: de 7,01% para 6,94%
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Alta da Selic, bons números da Weg, IPO do Nubank e dividendos da Gerdau: veja o que marcou o mercado hoje

Há cerca de um mês, o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, afirmou que a autoridade não mudaria o “plano de voo” a cada novo dado da economia brasileira. Mas, veja só, a realidade obrigou a instituição a recalcular a rota: há pouco, o Copom elevou a Selic em 1,50 ponto percentual, ao […]

Referência em SP

Na corrida do setor de saúde, Rede D’Or (RDOR3) garante fôlego com a compra do Hospital Santa Isabel

O ativo está avaliado em R$ 280 milhões. Porém, conforme explica a empresa, seu endividamento líquido será deduzido na conta final da transação

Ser conservador compensa

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 7,75%

Agora até a poupança ganha da inflação projetada. Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras de renda fixa agora que o Banco Central elevou a Selic mais uma vez

MUDANÇA NOS JUROS

COMPARATIVO: Veja o que mudou no novo comunicado do Copom sobre a Selic

Veja o que ficou igual e o que mudou no comunicado do Copom a respeito da Selic; a taxa básica de juros foi elevada ao patamar de 7,75% ao ano

CRYPTO NEWS

Sobrevivendo aos altos e baixos do bitcoin: veja sete ensinamentos para os ciclos de criptomoedas

Manter a saúde mental e financeira é um desafio para os investidores do mundo cripto, especialmente em meio ao bull market atual

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies