Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-11-11T17:29:52-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
mercados hoje

Ibovespa se mantém em queda e dólar fecha em alta após fala de Bolsonaro criar temor fiscal

Presidente questiona condição de brasileiros se auxílio emergencial acabar, levantando incertezas sobre a extensão da ajuda e agravando risco fiscal. Principal índice acionário da bolsa brasileira tem sessão volátil, após acumular 12% de alta nas primeiras sessões do mês

11 de novembro de 2020
10:55 - atualizado às 17:29
o presidente da Jair Bolsonaro
Presidente da República, Jair Bolsonaro. - Imagem: Alan Santos/PR

Os mercados locais operam sob instabilidade nesta quarta-feira (11), com o Ibovespa destoando das bolsas americanas, que marcam ganhos percentuais neste momento, e o dólar terminou a sessão apontando para cima em leve alta.

Por volta das 17h30, o principal índice acionário da B3 opera em queda de 0,5%, cotado aos 104.545 pontos, na esteira de um novo ruído político interno, interrompendo uma sequência de seis altas seguidas em que acumulou alta de 12%.

Mais cedo, na mínima, o índice chegou a cair 0,9%, para 104.140 pontos — mas também frequentou o campo positivo, chegando a avançar 0,38% para 105.462,33 pontos.

No radar dos investidores, a grande novidade é a declaração de ontem do presidente Jair Bolsonaro, que sugeriu a possibilidade da manutenção do auxílio emergencial para o ano que vem, o que agrava o risco fiscal.

"Se acaba o auxílio, como ficam quase 40 milhões de invisíveis, que perderam tudo?", disse o presidente, em discurso ontem à noite.

Além disso, uma resposta do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, também contribui para o desconforto político no cenário doméstico.

O deputado reagiu a outras falas do presidente, segundo as quais o Brasil tem que "deixar de ser um país de maricas", em relação ao coronavírus, e outra em que disse "quando acaba a saliva, tem que ter pólvora" ao se referir a possíveis sanções relacionadas à Amazônia, sem citar o presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden.

Maia também fez menção a uma fala do ministro Paulo Guedes de ontem sobre o risco de hiperinflação, levantando o receio dos investidores com vistas para a relação do governo com ele:

Em meio a um estado de paralisia na apreciação de reformas econômica, o líder do governo na Câmara dos Deputados, Ricardo Barros, afirmou que, após o primeiro turno das eleições, haverá votações na casa. "Maia receberá pauta e espero que possamos superar obstrução", diz Barros.

No cenário macroeconômico, uma decepção para atividade brasileira também gera certa cautela nos investidores.

As vendas no comércio varejista subiram 0,6% em setembro, abaixo do esperado pelos analistas, cuja estimativa média era de avanço de 1,4%.

Em 2020, o varejo acumula queda de 3,6%. Nos últimos doze meses, o recuo é de 1,4%. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Top 5

Entre os destaques positivos da sessão de hoje, as ações penalizadas recentemente do setor de e-commerce avançam — Via Varejo ON (VVAR3) e B2W ON (BTOW3) estão entre os principais ganhos —, acompanhando o desempenho positivo de hoje do índice Nasdaq, que reúne ações de tecnologia.

Os papéis Magazine Luiza ON (MGLU3) também sobem, com a recuperação de preços do setor.

Veja as principais altas percentuais agora:

CÓDIGOEMPRESAPREÇO (R$)VARIAÇÃO
VVAR3Via Varejo ON             18,76 5,16%
BPAC11BTG Pactual units             79,69 4,92%
BTOW3B2W ON             74,88 2,48%
B3SA3B3 ON             55,40 2,40%
MRFG3Marfrig ON             14,83 2,13%

Papel que esteve entre as maiores altas ontem, Ultrapar ON (UGPA3) devolve alguns desses ganhos com os investidores optando pela realização de lucros e tem a segunda maior perda do índice. Confira também as principais quedas:

CÓDIGOEMPRESAPREÇO (R$)VARIAÇÃO
UGPA3Ultrapar ON             20,28 -6,54%
BRKM5Braskem PNA             23,97 -5,70%
HGTX3Cia Hering ON             18,09 -4,74%
EQTL3Equatorial ON             21,15 -3,82%
HYPE3Hypera ON             29,92 -3,70%

Bolsas americanas e europeias registram alta

Os índices acionários americanos prosseguem, no geral, se mantendo no azul. O Dow Jones, índice que reúne ações do setor industrial e de serviços, é o que tem comportamento mais volátil hoje.

Em meio a uma recuperação de preços das ações de tecnologia, que sofreu perdas recentemente, o índice Nasdaq tem forte alta.

Recentemente, papéis das empresas do setor caíram forte com a perspectiva de uma vacina contra o coronavírus, após essas ações saírem como as grandes vencedores da pandemia no mundo corporativo.

Os principais índices acionários da Europa, em Londres, Paris e Frankfurt, fecharam em alta de no mínimo 0,4%.

No âmbito político, a equipe do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declinou de realizar um apontamento técnico e rotineiro que permitiria ao presidente eleito Joe Biden o acesso a informações secretas.

Sem o aval, não é possível que Biden ordene o envio de seus representantes para se incorporar às agências governamentais nem ter acesso ao Departamento de Estado para que facilite ligações com líderes estrangeiros.

O democrata, no entanto, não está parado: Biden deverá escolher ao menos dois nomes para a composição de seu gabinete até o feriado de Ação de Graças.

Dólar sobe; juros fecham em alta

O dólar terminou avançando 0,4%, cotado a R$ 5,4164. Na máxima, a moeda subiu forte, em alta de 1,2%, para R$ 5,4560 — na mínima, caiu 0,21%, para R$ 5,3817.

A performance da divisa incorpora tanto a piora do cenário político como a força do dólar no exterior.

O Dollar Index (DXY), índice que compara o dólar a uma cesta de moedas como euro, libra e iene, aponta valorização de 0,3% neste momento.

Os juros futuros, por sua vez, prosseguiram em um movimento de alta durante toda a sessão, em meio ao pior cenário interno, e fecharam para cima.

A percepção dos investidores a respeito do risco fiscal e a deterioração das condições políticas se agravou, elevando as taxas futuras uma vez mais. Veja os principais vencimentos:

  • Janeiro/2021: de 1,926% para 1,932%
  • Janeiro/2022: de 3,32% para 3,41%
  • Janeiro/2023: de 4,87% para 4,95%
  • Janeiro/2025: de 6,58% para 6,68%
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

seu dinheiro na sua noite

Ibovespa recupera mais um degrau – e outros destaques do dia

Os monstros que assombravam o mercado financeiro no começo da semana foram ficando mais dóceis e domesticados com o passar dos dias. E isso graças à atuação dos bancos centrais ao redor do mundo. O Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês) segue injetando bilhões de dólares na economia para minimizar os impactos […]

RH do governo

Reforma administrativa deslanchou? Confira destaques do texto-base aprovado em comissão da Câmara

A proposta traz alguns pontos polêmicos, como a possibilidade de parcerias entre governo e iniciativa privada para a execução de serviços públicos

fique de olho

Dividendos: Equatorial Pará (EQPA3) define data e Marfrig (MRFG3) altera valor

Além disso, Equatorial Maranhão definiu data do pagamento dos proventos e Banco Modal definiu valores para juros sobre capital próprio; confira

Eletrobras, Correios e mais

Ativos na mesa: nova proposta para precatórios pode incluir ações de estatais em acordos de pagamento

Além das estatais, na lista de ativos que poderiam entrar na negociação estão imóveis, barris de petróleo do pré-sal e concessões de rodovias e ferrovias, por exemplo

fala, vale

Vale (VALE3): a receita para a queda das ações, segundo a própria empresa

Empresa teve de emitir um comunicado em resposta a um ofício da B3 que solicitava justificativas para a oscilação das ações da mineradora entre os dias 6 e 20 de setembro

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies