Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-12-03T18:20:50-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
mercados hoje

Ibovespa busca 113 mil com Petrobras e NY; dólar cai a R$ 5,14 com fluxo estrangeiro

Investidores reagem à agenda econômica cheia aqui e lá fora; juros longos despencam e dólar fecha em menor nível desde 22 de julho

3 de dezembro de 2020
10:55 - atualizado às 18:20
Podcast alta Ibovespa rotação carteiras foguete
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O Ibovespa opera em alta firme nesta quinta-feira (03), em meio aos leves ganhos das bolsas americanas após a queda maior que a esperada no número de pedidos de seguro-desemprego dos Estados Unidos.

No geral, os investidores reagem a uma agenda macroeconômica lotada, tanto com a divulgação de dados na maior economia do mundo quanto no Brasil.

Por volta das 17h, o principal índice acionário da bolsa brasileira avançava 1,1%, cotado aos 113.106 pontos, depois de romper o patamar de 113 mil por volta das 13h30, renovando as máximas do índice no período de pandemia de coronavírus.

Ações bastante descontadas de empresas aéreas como Gol, além da rede de agência de viagens CVC, voltam a liderar a alta percentual do índice, enquanto bancos e Petrobras contribuem para o ganho em pontos do Ibovespa.

O maior destaque de ganho percentual vai para Embraer ON, papel que perdeu 50% de valor no ano e hoje vai marcando uma alta de 13%, com a perspectiva de vacina mais próxima e fortes descontos atraindo compradores.

Enquanto isso, a maior pressão de alta em ganhos é da Petrobras, cujas ações sobem mais de 3%. A Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) decidiu por diminuir os cortes na produção da commodity de 7,7 bilhões de barris por dia (bpd) para 7,2 bilhões de bpd a partir de janeiro. Ainda assim, a oferta de petróleo continuará restringida, fato que instigou forte alta nos preços do produto no exterior.

Veja as maiores altas:

CÓDIGOEMPRESAPREÇO (R$)VARIAÇÃO
EMBR3Embraer ON                9,5813,78%
GOLL4Gol PN             27,348,71%
PCAR3GPA ON             72,548,64%
CVCB3CVC ON             20,998,53%
BPAC11BTG Pactual units             86,287,98%

Pela manhã, lote com insumos para a produção da "coronavac", a vacina da farmacêutica chinesa Sinovac desenvolvida em parceria com o Instituto Butantan, chegou a São Paulo e foi recebida pelo governador do Estado, João Doria.

Além disso, a aprovação do uso emergencial da vacina da Pfizer no Reino Unido continua a animar, fazendo o FTSE 100 em Londres fechar em alta e destoar de índices em Paris e Frankfurt, que registraram leves quedas.

Na ponta perdedora do Ibovespa, ações de empresas com forte perfil exportador sofrem os impactos do novo tombo do dólar e lideram as quedas. Os papéis de Suzano e Klabin, ligados à celulose, estão entre as principais baixas, bem como Gerdau e Metalúrgica Gerdau.

Confira as maiores baixas:

CÓDIGOEMPRESAPREÇO (R$)VARIAÇÃO
SUZB3Suzano ON             51,34-5,94%
GOAU4Metalúrgica Gerdau PN             10,34-3,72%
GGBR4Gerdau PN             22,63-3,46%
KLBN11Klabin units             24,00-3,42%
USIM5Usiminas PNA             13,42-2,89%

Os investidores repercutem o PIB do Brasil referente ao terceiro trimestre ignorando a alta menor do que a esperada do dado. A economia do país avançou 7,7% na comparação com o segundo trimestre, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado frustrou as expectativas do mercado, já que os economistas aguardavam um crescimento de 8,8% do PIB no período, na comparação trimestral. O Kaype Abreu preparou uma análise com 6 pontos do que você precisa saber sobre o PIB do país.

A alta menor do que a expectativa se refletiu hoje nos juros dos depósitos interbancários (DI), que fecharam em forte queda com o horizonte de que as pressões inflacionárias provenientes da aceleração da atividade econômica estão mitigadas no curto prazo.

Mas os juros de vencimento de maior prazo operaram em queda ainda mais intensa. As taxas para janeiro/2025 despencaram 27 pontos-base (aproximadamente 0,3 ponto percentual), o que indica sensível redução na percepção do risco fiscal por parte dos investidores.

Enquanto isso, os juros para os contratos de DI para janeiro/2027 fecharam pela primeira vez abaixo de 7% desde 14 de setembro.

Pela manhã, o Tesouro Nacional vendeu o lote integral de títulos ofertados, dentre os quais 20 milhões de LTNs (Letras do Tesouro Nacional), títulos prefixados curtos — 1 milhão com vencimento em abril de 2021; 4 milhões com vencimento em outubro de 2022, e 15 milhões, em janeiro de 2024.

Os restantes vendidos foram 450 mil NTN-Fs (Notas do Tesouro Nacional Série F), prefixados longos — 300 mil para janeiro de 2027 e 150 mil para janeiro de 2031 —, além de 1 milhão de LFTs (Letras Financeiras do Tesouro), atrelados à Selic — 69,5 mil para março de 2020 e 930,5 mil para março de 2027.

Veja as taxas dos principais vencimentos:

  • Janeiro/2021: de 1,914% para 1,916%
  • Janeiro/2022: de 3,050% para 3,025%
  • Janeiro/2023: de 4,62% para 4,54%
  • Janeiro/2025: de 6,38% para 6,11%

O dólar, por sua vez, volta a recuar forte, operando em queda de 1,9%, cotado a R$ 5,1401, refletindo a continuidade de entrada de fluxo estrangeiro no país, que aumenta a oferta da divisa. Foi o menor patamar de fechamento da moeda desde 22 de julho, quando terminou cotada a R$ 5,1161.

O novo tombo ocorre em meio à fraqueza global da moeda como o indicado no Dollar Index (DXY), que cai 0,4%, para 90,72, mantendo-se nos menores níveis vistos desde abril de 2018. O DXY compara o dólar a uma cesta de moedas fortes como euro, libra e iene.

O dólar também opera em queda frente aos pares emergentes do real brasileiro, como o peso mexicano e o rublo russo.

Nos Estados Unidos, líderes democratas aceitaram reduzir as suas demandas para o pacote de estímulos fiscais a fim de socorrer a economia do país e agora tomam como um bom ponto de partida uma ajuda de US$ 910 bilhões, segundo previsto em proposta bipartidária.

Com isto, as esperanças de que um acerto possa ser alcançado com os republicanos foram renovadas. O dólar também se enfraquece com essa perspectiva de maior oferta de moeda disponível.

Além disso, os dados de seguro-desemprego mostraram declínio para 712 mil na semana passada, a primeira queda em três semanas, o que estimula a tomada de risco dos investidores. O dado de índice de gerente de compras (PMI, da sigla em inglês) de serviços nos Estados Unidos veio acima do esperado, mostrando avanço de 56,9 para 58,4 — superando também as expectativas dos analistas.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Fusão cheia de travas

Na Omega Geração (OMGE3), um grupo importante de acionistas está descontente — e quer barrar os planos da empresa

Fundos detentores de 28,6% da Omega Geração (OMGE3) se uniram e dizem que não vão aprovar a fusão com a Omega Distribuição nos termos atuais

Potencial de 36% de alta

Como fica a XP após a separação do Itaú? Para o JP Morgan, é hora de comprar as ações da corretora

A equipe do JP Morgan vê as pressões vendedoras nas ações da XP após a separação com o Itaú se dissipando; assim, a recomendação é de compra

Digitalização

A hora e a vez do e-commerce: com pandemia, comércio online mais que dobra e já chega a 21% das vendas do varejo

O fechamento das lojas físicas promovido pela pandemia fez o setor de varejo acelerar a aposta no e-commerce e nas vendas digitais

A bolsa como ela é

Stone, Inter e Méliuz caem forte na bolsa. É o fim das fintechs como as conhecemos?

Muito desse movimento tem a ver com a subida dos juros. Mas alguns fatores específicos também pesaram sobre as ações. Em alguns casos, pesaram com razão; em outros, nem tanto

Ajuste seu relógio

Pregão terá uma hora a mais a partir de novembro; entenda a mudança e veja a nova agenda da bolsa

As alterações começam a valer a partir do dia 8 de novembro; a B3 vai ajustar a bolsa para refletir o fim do horário de verão nos EUA

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies