Menu
2020-01-30T13:56:21-03:00
IPO

BB vai vender mesma proporção de fatia da família Ermírio de Moraes em IPO do BV

O BB vai vender, conforme antecipou ontem a Coluna do Broadcast, R$ 2 bilhões em ações do BV, assim como a família Ermírio de Moraes

29 de janeiro de 2020
20:51 - atualizado às 13:56
Rubem Novaes, presidente do Banco do Brasil
Rubem de Freitas Novaes - Imagem: Reprodução/YouTube

O presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, confirmou a intenção de se desfazer de fatia proporcional à da família Ermírio de Moraes na oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) do Banco Votorantim, atual BV, antecipado na terça-feira, 28, pela Coluna do Broadcast.

"Está programado um IPO para o Votorantim. É muito importante ter a oxigenação para o BV que a abertura para o mercado dá. O Votorantim está passando por um processo de modernização. Esperamos que seja um sucesso o IPO. Vamos vender apenas um pedaço, na mesma proporção dos outros sócios", disse ele, a jornalistas, após evento do Credit Suisse, nesta tarde.

O BB vai vender, conforme antecipou ontem a Coluna do Broadcast, R$ 2 bilhões em ações do BV, assim como a família Ermírio de Moraes. Além desses R$ 4 bilhões, R$ 1 bilhão será ofertado como oferta primária, ou seja, que injetará recursos no caixa do banco para financiar a expansão de suas atividades, com foco no digital.

Assim, os sócios vão manter a mesma proporção na sociedade, a despeito da oferta inicial de ações. Atualmente, a família Ermírio de Moraes detém 50,01% do capital do banco com direito a voto, enquanto o BB tem os demais 49,99%.

Sobre a possibilidade de o banco engordar sua lista de desinvestimentos como uma alternativa à privatização do BB, que foi barrada pelo presidente Jair Bolsonaro, o presidente da instituição disse que os ativos que poderiam ser colocados à venda já foram endereçados e que, agora, faz mais sentido constituir parcerias. Esse foi, por exemplo, o modelo que o banco adotou para deslanchar sua área de mercado de capitais com uma joint venture com o UBS e ainda sua gestora de recursos.

Sobre as áreas de seguros e cartões, Novaes disse que esses segmentos têm sinergia com um banco de varejo e, portanto, um eventual desinvestimento tem menos sentido. Disse, porém, que o BB estuda alternativas para Cielo, da qual é sócio com o Bradesco.

"Estamos sempre estudando como fortalecer a Cielo. Estamos discutindo. A Cielo está em um momento difícil e nós estamos estudando como fortalecê-la", afirmou o presidente do BB, sem dar mais detalhes.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Epidemia mundial

Coronavírus aumenta impacto sobre produção do setor eletroeletrônico, diz Abinee

57% das empresas associadas já enfrentam problemas no recebimento de materiais, componentes e insumos

Texto pronto!

Bolsonaro assina proposta de reforma administrativa que enviará após o carnaval

Presidente retirou do texto analisado a proibição ao servidor público de se filiar a partido político

Ouça o que bombou na semana

Podcast Touros e Ursos: O peso do dólar a R$ 4,40

No Podcast Touros e Ursos dessa semana, a equipe do Seu Dinheiro discute a nova onda de valorização do dólar à vista, levando a moeda americana ao nível inédito de R$ 4,40. Os repórteres também falam sobre o clima mais tenso visto nos mercados globais e os balanços de Petrobras, Vale e IRB. Confira os […]

Abrindo capital

Ambipar registra pedido de IPO na CVM

Serão realizadas ofertas públicas de distribuição primária e secundária de ações ordinárias da empresa, com esforços de colocação no exterior

De qualquer jeito

Governador de MG diz que segue firme na ideia de aderir ao regime de recuperação fiscal

Ideia é aderir ao plano mesmo com os reajustes previstos aos servidores da segurança pública no Estado

Poeira sobre o processo

Impasse no STF trava há um ano inquérito os R$ 20 milhões da Odebrecht a Kassab

Ministro Luiz Fux, relator do caso, já foi alertado pela PF sobre o risco de prescrição

Tudo o que a gente quer ver

Ações das Lojas Americanas disparam mais de 9% com mercado digerindo seus resultados fortes em 2019

Visão dos investidores é de que a companhia entregou números consistentes e bastante satisfatórios

no horizonte

Talvez no início de 2021 seja feito o leilão de Viracopos, diz ministro

Tarcísio de Freitas participou, nesta sexta-feira, 21, da cerimônia de leilão da BR 101/SC, cuja vencedora foi a CCR, ao ofertar tarifa de R$ 1,97012

motivo de preocupação

Reajustes a forças de segurança ameaçam contas estaduais

Ministério de Economia entrou em alerta porque negocia, neste momento, um novo programa de socorro aos Estados, batizado de “Plano Mansueto”

Por um salário maior

Policiais já pressionam 12 estados por aumento

Em cinco dos Estados, policiais já realizaram atos ou paralisações neste mês; políticos da bancada da bala ou do bolsonarismo apoiam movimentos em CE, ES e PB

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements