A AÇÃO QUE ESTÁ REVOLUCIONANDO A INFRAESTRUTURA DO BRASIL E PODE SUBIR 50%. BAIXE UM MATERIAL GRATUITO

2019-01-15T08:55:15-02:00
Bruna Furlani
Bruna Furlani
Jornalista formada pela Universidade de Brasília (UnB). Fez curso de jornalismo econômico oferecido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Tem passagem pelas editorias de economia, política e negócios de veículos como O Estado de S.Paulo, SBT e Correio Braziliense.
Xi...

Notícia ruim para Usiminas… Itaú BBA rebaixa papéis da empresa de outperform para market perform

O rebaixamento é porque os preços domésticos para o aço devem se recuperar de maneira mais moderada e ficar abaixo dos valores alcançados em 2018

14 de janeiro de 2019
15:14 - atualizado às 8:55
Trabalhador operando um alto-forno da Usiminas
Trabalhador operando um alto-forno da Usiminas - Imagem: Shutterstock

Diante de um cenário mais complicado para a recuperação dos preços domésticos para o aço no Brasil neste ano, o Itaú BBA rebaixou a nota das siderúrgicas Usiminas (USIM5). A companhia foi rebaixada para market perform - que é quando os analistas esperam que os papéis tenham desempenho idêntico ao do mercado. Antes os papéis da empresa estavam classificados como outperform (performance acima do desempenho do mercado).

No pregão da última sexta-feira (11), a ação fechou cotada a R$ 10,18. E até o início da tarde de hoje (14), os papéis de Usiminas PNA lideravam as maiores baixas do Ibovespa, com queda de 2,85%. Segundo o relatório, o preço-alvo da ação é de R$ 12.

Na avaliação do Itaú BBA, o rebaixamento é porque os preços domésticos para o aço devem se recuperar de maneira mais moderada e ficar abaixo dos valores alcançados em 2018. Aliado a isso, há também a valorização do real e uma possível redução nas tarifas de importação.

A expectativa dos analistas é que as ações de siderúrgicas tenham um desempenho pior do que papéis de companhias atreladas a outras commodities em um cenário de crescimento global mais fraco.

Assim como as ações da Usiminas, os papéis da siderúrgica Ternium também tiveram a nota rebaixada de outperform para market perform, por conta de resultados mais fracos e preocupações no México e na Argentina. Já as ações da Companhia Siderúrgica Nacional (código CSNA3) permaneceram como market perform.

Preferida 

No setor de siderurgia, a ação preferida do Itaú BBA é da Gerdau (GGBR4), que recebeu avaliação de outperform. No relatório do Itaú BBA, o preço-alvo estipulado foi de R$ 20 por ação.

A justificativa para a boa avaliação está ligada ao baixo risco de alavancagem - que é quando uma empresa consegue aumentar o volume de receita líquida sem provocar grandes alterações no total de custos -, ao alto fluxo de caixa livre e ao preço atrativo.

No pregão desta segunda-feira (14), os papéis de Gerdau fecharam o dia cotados a R$15,20.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

AUTOMÓVEIS

Tá difícil comprar carro? 10 dicas que podem ajudar a ter um zero-km (ou quase isso) na garagem

13 de agosto de 2022 - 9:55

Cenário macroeconômico não ajuda, mas há formas de aproveitar o momento e garantir um carro mais novo ou até mesmo zero

TEMPORADA DE BALANÇOS

Lucro líquido da Eletrobras (ELET3) chega a R$ 1,4 bilhão no segundo trimestre, queda de 45%

13 de agosto de 2022 - 9:00

Segundo o balanço da Eletrobras (ELET3), resultado foi impactado negativamente pela provisão para perdas em investimentos no total de R$ 890 milhões

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: ata do Fed, dados de varejo nos EUA e inflação na zona do euro são os destaques da semana

13 de agosto de 2022 - 8:11

A ata da última reunião do Fed é o principal dado da agenda econômica; a inflação ao consumidor (CPI) na Europa também é destaque

PAPO CRIPTO #025

Vai, Brasil! Mercado brasileiro de criptomoedas é o 11º maior do mundo — e diretor de associação aposta em tokenização; entenda

13 de agosto de 2022 - 7:30

Bernardo Srur, diretor da ABCripto, associação criada para fomentar os negócios em criptoeconomia no Brasil, é o convidado do Papo Cripto desta semana

NOITE CRIPTO

Bitcoin (BTC) sobe, mas perde o protagonismo para o ethereum (ETH); entenda

12 de agosto de 2022 - 20:29

Além de aproveitar a inflação dos EUA mais branda, o que ajudou as criptomoedas em geral, o ETH se beneficiou dos progressos na direção do The Merge

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies