Menu
Julia Wiltgen
O melhor do Seu Dinheiro
Julia Wiltgen
2019-09-03T19:45:32-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

Tinha um hambúrguer sem carne na minha mesa

3 de setembro de 2019
19:45
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Quando voltei para a minha mesa de trabalho hoje à tarde, depois de um almoço longo com fontes, me deparei com nada mais, nada menos, que um hambúrguer do Burger King. Não entendi nada. O que era aquilo? A cesta de frutas que recebemos todos os dias de café da manhã veio menos saudável?

Foi aí que meus colegas me explicaram que estávamos fazendo um teste: provando um novo item do cardápio da rede de fast-food, um hambúrguer de carne que não é carne. O quê? Isso mesmo, um hambúrguer vegano - portanto, sem ingredientes de origem animal -, mas que tenta imitar o sabor e a textura de carne bovina de verdade.

A novidade é fruto de uma parceria entre o BK e outra companhia de capital aberto na bolsa, o frigorífico Marfrig. Aqui na redação, temos um certo fascínio pelo tema, desde que a americana Beyond Meat viu o preço das suas ações praticamente multiplicar por oito nos três meses posteriores à sua abertura de capital.

A Beyond Meat é uma empresa focada na produção desses preparados vegetais que visam a imitar fielmente o aspecto das carnes de verdade, inclusive naquele “sanguinho” que escorre quando a gente corta.

Vegetarianismo e veganismo não são hábitos novos, mas se até pouco tempo atrás os adeptos dessas práticas tinham que se contentar com carne de soja, hambúrguer de falafel e bife à milanesa de lentilha, agora eles também têm a opção de algo que, em tese, parece carne, mas não é. E quem quer apenas reduzir o consumo de carne pelo bem do planeta, também.

O Victor Aguiar é o autor da reportagem que conta a história dessa parceria entre o Burger King e a Marfrig e que traz também as avaliações dos meus colegas sobre o sabor da novidade.

Minha opinião não está registrada no texto, então eu a deixo aqui: até que, para um hambúrguer de fast-food, o vegano da Marfrig engana bem. Mas confesso que, se eu quiser comer um bom sanduíche vegetariano, o hambúrguer de falafel, para mim, é imbatível.

Hora de ir às compras

A Itaúsa, empresa de investimentos dos donos do Itaú Unibanco, anda com bastante apetite para compras. Depois de dar um lance pela Liquigás no processo de privatização da empresa, a holding, que tem capital aberto na bolsa, cogita investir em mais 15 negócios - foi o que revelou hoje o seu presidente, Alfredo Setubal. Em evento com analistas e investidores, o executivo comentou sobre as estratégias da Itaúsa. O Vinícius Pinheiro acompanhou o evento de perto e te conta o que mais Setubal disse.

O gênio e os três desejos

Se os investidores encontrassem uma lâmpada mágica, certamente seus três desejos seriam: o fim da guerra comercial EUA-China, o fim da guerra comercial EUA-China e o fim da guerra comercial EUA-China. Nada tem tirado mais o sono dos agentes financeiros do que a indefinição desse conflito, que levou o Ibovespa a perder novamente o patamar dos 100 mil pontos nesta terça-feira. E os tuítes que Donald Trump publicou hoje sobre esse tema só serviram para colocar mais lenha na fogueira. O Victor Aguiar, que acompanha de perto cada movimento da bolsa, conta tudo para você nesta matéria.

Para evitar o apagão

Depois de a equipe econômica do governo cortar despesas para garantir o cumprimento da meta fiscal (que permite rombo de até R$ 139 bilhões), a máquina pública corre o risco de sofrer um “apagão”. Para evitar a total paralisação, Congresso e Executivo já articulam mudanças nas regras do orçamento do País. Segundo o jornal “Estadão”, é cogitada até uma descriminalização de um eventual estouro da meta fiscal. Saiba o que está em jogo nesta matéria.

Os milhões da Odebrecht

A terça-feira também foi de nova fase da Lava Jato, e dessa vez o alvo principal foi a Odebrecht. Ex-executivos da construtora tiveram R$ 102 milhões confiscados pelo Banco Central como parte da investigação de um esquema de propinas destinadas a importantes nomes dos governos petistas. Os detalhes sobre os envolvidos você confere neste link.

*Colaboração de Fernando Pivetti e Kaype Abreu.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Oportunidade para o investidor

Conselho da Iguatemi aprova emissão de R$ 264 milhões em debêntures

Trata-se da oitava emissão dos títulos pela empresa, que serão negociados em série única e vinculados a uma emissão de CRI

Seu Dinheiro na sua noite

O que mudou e o que não mudou na bolsa

Quando surgiram as primeiras notícias sobre o surto do coronavírus na China, havia poucos elementos para afirmar se estávamos ou não diante de uma crise de saúde de proporções globais. Hoje já não temos mais dúvidas disso. A dolorosa queda de 7% da bolsa na quarta-feira de cinzas marcou a passagem da incerteza que tínhamos […]

É dólar na veia

Na luta para conter o dólar, Banco Central anuncia oferta de US$ 1 bilhão em contratos de swap nesta sexta-feira

Negociação será realizada na bolsa entre 9h30 e 9h40 e deve contemplar até 20 mil contratos

Dados do Banco Central

Reservas internacionais subiram US$ 976 milhões no dia 26 de fevereiro, para US$ 360,578 bilhões

Resultado reflete sobretudo a oscilação do valor de mercado dos ativos que compõem as reservas

Menor nível em quatro meses

Pressionado pelo coronavírus, Ibovespa cai mais 2,59% e fecha na mínima do dia; dólar sobe a R$ 4,47

O mercado até ensaiou um movimento de recuperação no meio da tarde, mas a cautela com o surto de coronavírus prevaleceu, derrubando o Ibovespa — apenas quatro ações do índice fecharam em alta. O dólar cravou mais uma máxima

No radar

Abimaq diz não ter dado que indique desabastecimento por causa do novo coronavírus

Setor de máquinas está promovendo ações preventivas para evitar qualquer risco de desabastecimento

Negócio em aberto

Bayer concorda com nova revisão sobre aquisição da Monsanto

Empresa vai permitir que um especialista independente revise suas regras e examine os seus principais negócios

Enchentes

Chuvas de fevereiro dão prejuízo de R$ 203 milhões ao comércio do sudeste, diz CNC

Mais da metade do rombo foi concentrado no Estado de São Paulo

Não vai dar

Facebook e Microsoft cancelam participação em eventos por temor com coronavírus

Sony, Electronic Arts e Unity Technologies também já tinham informado que não participariam de conferência

Embraer monitorada

S&P mantém rating BBB da Embraer em observação para eventual rebaixamento

Avaliação reflete a aprovação ainda pendente da Comissão Europeia sobre o acordo entre a empresa brasileira e a Boeing, diz agência

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu