Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-05-20T19:14:22-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

Siga o gringo

20 de maio de 2019
19:14
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Eu costumo medir o interesse dos estrangeiros em colocar dinheiro no Brasil de uma forma bastante particular: a quantidade de entrevistas que leio ou faço com investidores de fora do país.

É claro que se trata de uma medida bastante imprecisa, mas olhando para trás posso afirmar que ela guarda uma boa correlação com o que aconteceu na economia nos últimos anos.

Nos tempos em que o Brasil estava na moda e o Cristo decolava do Corcovado nas capas das revistas, eram frequentes as visitas de investidores de fora, seguidas de entrevistas recheadas de elogios ao país.

O primeiro sinal de alerta do meu “Ibovespa interno” ocorreu em 2013, quando uma gestora britânica anunciou a saída do país pouco mais de seis meses depois de uma entrevista que eu fiz com o principal executivo.

O Brasil acabou sendo riscado de boa parte dos mapas financeiros dois anos depois, com a perda do grau de investimento pelas agências de risco. Nessa época, as entrevistas com gringos minguaram.

Até que no ano passado as visitas e entrevistas voltaram a se tornar frequentes, um sinal (pelo menos para mim) de que os estrangeiros estão prontos para voltar. Eles acabaram perdendo a valorização da bolsa do começo do ano, mas também se livraram do tsunami que varreu os mercados na última semana.

A boa notícia é que a onda de pessimismo local não contaminou os gringos, pelo menos por enquanto. Eu estive hoje de manhã com o presidente da B3, Gilson Finkelsztain, que participou de uma conferência no exterior na semana passada, justamente durante o olho do furacão político.

Embora o interesse dos estrangeiros em voltar para a bolsa brasileira continue, eles mandaram um recado bem claro, como você pode conferir na matéria que eu escrevi.

Com a faca no ar

Se por um lado os investidores seguem aflitos com o clima político ruim em Brasília, por outro sinais de que a reforma respira melhoram o humor na bolsa. Por isso muitos deles se arriscaram a pegar a faca caindo e comprar mais barato o que havia caído de preço nos últimos dias. Esse movimento ajudou o Ibovespa a subir mais de 2% nesta segunda-feira. Com tantas notícias influenciando as ações, vale a pena dar uma olhada na cobertura dos mercados hoje com o Victor Aguiar.

Foco no trilhão que ele vem

Quem se animou a pegar a faca no ar com certeza buscou coragem na fala do relator da reforma da Previdência na Comissão Especial da Câmara. Samuel Moreira tentou abafar todas as especulações sobre o relacionamento ruim entre o governo e o Congresso e foi enfático ao dizer que tem como meta buscar o “trilhão do Guedes”. O Edu Campos acompanhou ao vivo a fala do deputado e trouxe para você todos os detalhes da entrevista.

De volta para o passado

Se o lema de Juscelino Kubitschek era “50 anos em 5”, quantos anos regredimos nesses cinco anos de crise econômica? Que o ritmo de recuperação é bem mais lento que o esperado não há dúvida. Mas os dados mostram que até hoje nenhum setor da economia conseguiu voltar aos níveis de atividade observados antes de 2014. Confira nesta matéria o diagnóstico dos especialistas e os setores que mais “voltaram no tempo”.

Hello

Você compraria ações de uma empresa em recuperação judicial? Quem decidiu não só investir como aumentar a aposta na encrencada operadora de telefonia Oi foi a Soros Fund Management. A firma de investimentos do bilionário George Soros mais que dobrou sua participação em recibos de ações (ADRs) da empresa brasileira negociados em Nova York. O número total de ações que a Soros detém está em 4.173,192 — num valor total de US$ 7,8 milhões.

Raia Onofre Drogasil?

Não sei se a fusão dos nomes vai pegar, mas o fato é que a Raia Drogasil conseguiu hoje a aprovação do Cade para a compra de 100% dos negócios da rede de farmácias. Vale lembrar que, muito além das 50 lojas que a Onofre tem espalhadas pelo Brasil, principalmente em São Paulo, a Raia Drogasil conseguiu tirar do país o grupo americano CVS, que controlava a empresa. Saiba mais sobre a decisão do órgão de defesa da concorrência.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Energia elétrica

IPCA pode ir a 6,5% na bandeira vermelha

A bandeira vermelha 2, que tem custo adicional de R$ 6,243, iria a R$ 7,571 caso adotada a proposta da consulta pública

Esquenta dos Mercados

Relatório da inflação, leitura do PIB dos EUA e queda de ministro devem guiar a bolsa hoje

Assim como uma noite no deserto, o investidor deve ficar atento aos sinais para atravessar um momento de dificuldade

Volta ao original

Câmara rejeita emendas do Senado e retoma texto original de MP que eleva imposto para bancos

Deputados retomaram a alíquota de 25% na CSLL também para as agências de fomento e bancos de desenvolvimento estaduais

Para dar e vender

Defensivas e com potencial de crescimento: como as ações do setor de saúde ainda podem dar muitas alegrias na bolsa

A combinação de baixo endividamento, bons níveis de caixa e espaço para consolidação tornam as ações do segmento muito atrativas, segundo analistas

Fernando Cirne

A importância das fusões e aquisições para a Locaweb

Já avaliamos mais de 1.900 empresas e, desde o IPO, concluímos 10 importantes aquisições, que se somaram às outras seis concretizadas antes da abertura de capital

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies