Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-09-19T19:07:53-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

Quando o coadjuvante rouba a cena

19 de setembro de 2019
19:07
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Você já deve ter assistido a algum filme, série ou novela em que o ator ou atriz coadjuvante acaba roubando a cena do protagonista.

Às vezes, a atuação do coadjuvante é tão boa que até salva o filme, como a da atriz Whoopi Goldberg em Ghost, do Outro Lado da Vida.

No “day after” da decisão do Banco Central que reduziu os juros para 5,5% ao ano e escancarou a porta para novos cortes, todas as atenções estavam voltadas para o desempenho da bolsa.

Pelo menos na abertura, a protagonista não decepcionou. Na máxima, o Ibovespa chegou a 106 mil pontos e dava pinta de que poderia fechar o dia batendo um novo recorde.

A maior ousadia do BC no comunicado também levou os investidores a calibrarem suas apostas para os juros, o que levou a uma queda nas taxas futuras negociadas na B3 em quase todos os vencimentos.

Aos poucos, porém, um coadjuvante começou a aparecer. O dólar já era negociado em alta pela manhã, quando o Ibovespa estava nas máximas. Mas foi ganhando ainda mais força ao longo do dia, justamente enquanto a bolsa ia na direção contrária.

A moeda norte-americana acabou se tomando a protagonista desta quinta-feira ao fechar aos R$ 4,16, maior valor desde o começo do mês. O Ibovespa não só perdeu o papel principal como ainda virou para o vermelho e encerrou o dia em queda de 0,18%.

Saiba mais sobre como atuaram os investidores no mercado financeiro depois da decisão do BC e por que o dólar virou a estrela com o nosso crítico de mercados Victor Aguiar.

Remando contra a maré

O comunicado do Banco Central que acompanhou a decisão de redução da Selic em 0,5 ponto percentual levou a maior parte dos investidores a apostar em uma queda ainda maior dos juros em 2019. Mas um peixe grande do mercado decidiu bater o pé e manter as projeções para a taxa básica em 5% no fim deste ano. Confira por que Mario Mesquita, economista-chefe do Itaú Unibanco e ex-diretor do BC, decidiu remar contra a maré nesta matéria da Jasmine Olga.

Entre tantas, apenas uma

Os senadores bem que tentaram, mas o parecer da reforma da Previdência no Senado se mantém firme em sua essência. O relator Tasso Jereissati apresentou uma nova versão do documento nesta quinta-feira com pouquíssimas alterações. O projeto havia recebido uma chuva de emendas (77 no total), mas só uma mudança conseguiu passar pelo guarda-chuva. A proposta que foi incluída traz algum alívio nas regras para os servidores públicos, como você confere nesta matéria.

Entra mais, gasta mais

Depois de bons resultados nas receitas federais dos últimos meses, o governo já pensa em afrouxar um pouco o cinto. A equipe econômica liderada por Paulo Guedes deve desbloquear até R$ 13 bilhões do Orçamento de 2019 para custear despesas correntes, como salários e bolsas. Quem deu detalhes sobre essa nova liberação de verba foi o secretário-adjunto da Fazenda, Esteves Colnago, e você confere todas as declarações nesta matéria.

Aluga-se para longa temporada

Depois de revolucionar o mercado de aluguel online de imóveis, o Airbnb quer se hospedar. Só que agora na bolsa. A empresa anunciou seus planos para ter as ações listadas em 2020. Mas o caminho até a bolsa não deve ser tão tranquilo. A startup deve enfrentar o ceticismo de agentes com as últimas aberturas de capital que ocorreram de gigantes da nova economia após a decepção com os aplicativos de transporte Uber e Lyft. Leia mais sobre os planos do Airbnb.

PT saudações

Alguns leitores sentiram a falta do Eduardo Campos nas matérias do Seu Dinheiro hoje e até me perguntaram se ele havia entrado no bolão dos assessores do PT que faturaram o prêmio de R$ 120 milhões da Mega-Sena. Calma, ele apenas tirou uns merecidos dias de férias. A aposta milionária dos petistas, aliás, foi o assunto o dia hoje nos corredores da Câmara em Brasília. Nesta reportagem do Estadão você fica sabendo como estava o clima nos gabinetes do PT e quem apareceu para trabalhar.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

*Colaboração Fernando Pivetti.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

modelos possíveis

IPO minoritário de projeto em infraestrutura por ente público é erro, diz Albuquerque, do BNDES

Chefe do Departamento de Estruturação de Parcerias do BNDES disse que o mercado não tem recursos para entrar nesses projetos

Governo recusa pedido de elevar mistura de biodiesel para 13% a partir de julho

Demanda visava ajudar a indústria do biocombustível durante a crise da pandemia, que reduziu a demanda por diesel e, com isso, diminuiu a venda dos produtores de biodiesel

diz anp

Três novas empresas são inscritas na oferta permanente de campos de petróleo

Essa uma modalidade de concessão que funciona como um banco de ofertas ininterruptas de campos e blocos devolvidos à ANP e de blocos exploratórios ofertados em licitações anteriores e não arrematados

ficará de licença

Após internação, novo exame de Toffoli dá negativo para covid-19

De acordo com o boletim, Toffoli apresentou “melhora considerável” em seu quadro respiratório, depois de ter sido internado no sábado (23) com sintomas

Forte alívio

Ibovespa sobe forte e dólar cai a R$ 5,46, refletindo o alívio no risco político

O Ibovespa já se aproxima dos 85 mil pontos e o dólar fica abaixo de R$ 5,50. O mercado reage positivamente ao vídeo da reunião ministerial e aproveita o feriado nos EUA para ter um dia tranquilo

Exile On wall street

Ganha-ganha ou tango à beira do precipício?

Na eventualidade de uma surpresa negativa, o mercado vai desafiar o BCB, questionando sua capacidade de conter uma disparada de câmbio, até o limite de sofrermos um ataque especulativo

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta segunda-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

13 notícias para começar o dia bem informado

A semana começa com um feriado lá fora e um “feriadinho” meia boca no estado de São Paulo. Enquanto Wall Street permanece fechado, a bolsa brasileira opera normalmente. O feriado antecipado pelo governo de São Paulo não colou no mercado financeiro. Recebi inúmeros comunicados de empresas e bancos informando que terão expediente normal. Os investidores […]

efeito coronavírus

Confiança do comércio sobe 6,2 pontos em maio, afirma FGV

Nos dois meses anteriores, o índice tinha acumulado uma perda de 38,6 pontos e descido ao menor nível da série histórica

tensão entre potências

China exige que EUA retirem sanções a fornecedores de tecnologia

Ministério de Relações Exteriores chinês acusou o governo americano de interferir em assuntos do país

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu