🔴 HERANÇA EM VIDA? NOVO EPISÓDIO DE A DINHEIRISTA! VEJA AQUI

O sonho acabou?

XP e Rico limitam investimentos em renda fixa no mesmo dia em que Gustavo Bebianno ganhou sobrevida no governo. De bônus, um vídeo sobre cervejas e maconha

15 de fevereiro de 2019
19:54
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Quando eu terminei a pós-graduação em finanças, a proposta do meu Trabalho de Conclusão de Curso foi investigar o que motivava os clientes das corretoras não ligadas a grandes bancos a investirem por essas instituições “independentes” e não pelo banco onde eles tinham conta.

Os principais motivos citados, lá em meados de 2016, eram os custos altos e a rentabilidade baixa dos produtos oferecidos pelos bancões, e a tendência dos gerentes a quererem “empurrar” produtos mais interessantes para eles do que para os clientes.

A questão do atendimento, aliás, foi muito citada pelos pesquisados. Eles não gostavam do fato de que, nos bancos, o pequeno investidor - aquele que não tem altas somas para investir - parecia ser menosprezado, tratado como “apenas mais um na multidão”, e acabava com investimentos ruins.

As corretoras menores, em contrapartida, eram descritas como instituições financeiras onde investidores de menor porte seriam bem tratados e teriam acesso a produtos rentáveis e de baixo custo.

A XP, que na época ainda não tinha vendido participação para o Itaú, e a Rico, que ainda não havia sido comprada pela XP, figuraram entre as corretoras preferidas dos entrevistados.

Há muito a XP se autointitula um supermercado financeiro, e não há dúvidas de que esse colosso do universo das corretoras tem contribuído, em muito, para a educação financeira do brasileiro e a democratização dos investimentos.

Mas neste mês aconteceu uma coisa que deixou os pequenos investidores um tanto chateados e pode nos levar a questionar se, afinal, o sonho da democratização está chegando ao fim. XP e Rico aumentaram bastante o valor mínimo para investir em títulos de renda fixa, para a casa das dezenas de milhares de reais.

Nos grupos de investidores no Facebook, a reação foi de #revolta. A mudança ocorreu logo em alguns dos produtos favoritos da pessoa física. Vários clientes disseram que trocariam de corretora, que a XP e a Rico estavam tentando se livrar do investidor “pobre” ou forçar os clientes a migrarem para ações, fundos e COE, que seriam mais rentáveis para a instituição. Eu mesma fui choramingar para o meu consultor da XP, que por acaso também é meu amigo, só que de outros Carnavais.

O repórter Vinícius Pinheiro foi atrás desta história e também ouviu o outro lado. A XP alega que a mudança é uma medida de proteção ao pequeno investidor, e não de exclusão. Você acompanha todos os detalhes nesta reportagem do Vini.

A vida continua...

...e Gustavo Bebianno também. O presidente Bolsonaro resolveu colocar um fim às tensões políticas envolvendo o ministro e seu filho, Carlos Bolsonaro, e disse que manterá o secretário-geral da Presidência no cargo.

As desavenças e o suposto esquema de desvio de verbas eleitorais pelo PSL por meio de laranjas, na época em que Bebianno presidia o partido, causaram grande desconforto na base aliada do governo e trouxeram insegurança sobre o futuro da reforma da Previdência. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, tentou amenizar o mal estar ao dizer que a crise não afetará o andamento da reforma no Congresso.

O mercado está de olho nessas negociações com o legislativo. A consultoria de risco Eurásia, por exemplo, acredita que o projeto elaborado pela equipe Bolsonaro deve sofrer uma boa desidratada conforme as discussões na Câmara e no Senado avançam. E até estimou quanto daquela economia de R$ 1,1 trilhão para os cofres públicos deve ir pro saco. Confira nesta matéria.

A bolsa das três pautas

Nos últimos dias, o mercado parece que só pensa em três coisas: a reforma da Previdência, a crise política do governo e o acordo China-EUA. Apesar do otimismo internacional com relação ao avanço das negociações entre as duas potências mundiais, o Ibovespa não conseguiu evitar a queda no último pregão da semana. A realização de lucros depois da alta de ontem predominou, e o clima azedou lá fora quando Trump afirmou ter assinado a declaração de emergência para conseguir construir o muro na fronteira com o México. Não deixe de conferir nossa cobertura de mercados, que traz os detalhes de todas essas histórias.

Uma coisa puxa a outra

Nosso colunista Gabriel Casonato, o analista Enzo Pacheco e a nossa editora-chefe, Marina Gazzoni, fizeram hoje um happy hour aqui no Seu Dinheiro, que foi transmitido ao vivo no site e nas redes sociais. O papo do dia foi o interesse das fabricantes de cerveja no mercado de maconha. Esse casamento (talvez não tão) inusitado ganhou fama e já movimenta muito dinheiro por aí. Se você perdeu a live, não tem problema. O vídeo gravado com os detalhes dessas novas parcerias você confere na íntegra aqui.

‘Brazuca’ no comando

E por falar em cerveja, o grupo Heineken anunciou hoje cedo que vai ter um brasileiro no comando da companhia no país pela primeira vez. O escolhido da vez foi o economista Mauricio Giamellaro, que deve assumir a gestão da empresa a partir de março. Leia mais detalhes sobre esta história no Seu Dinheiro.

Dia 46 de Bolsonaro - A tal crise do Palácio

Um dia depois de apresentadas as linhas principais da reforma da Presidência, o noticiário ficou muito concentrado no que se chama de “crise” no Palácio do Planalto, envolvendo o... (leia mais)

Compartilhe

efeito pandemia

Após ‘onda’ de devoluções, total de escritórios disponíveis em SP sobe 50%

15 de fevereiro de 2021 - 16:04

Situação tende a se agravar neste ano, tanto pela adoção massiva do home office quanto pela contínua inauguração de novos edifícios em São Paulo

perspectivas

Cresce a dependência comercial do Brasil para a China

14 de fevereiro de 2021 - 17:37

Com a pandemia, a participação chinesa nas exportações explodiu, avançando 4 pontos porcentuais: de pouco mais de um quarto para um terço das exportações, batendo em 32,3% em 2020

saída da ford

Governos e indústria buscam saída para Troller

14 de fevereiro de 2021 - 17:30

Há um esforço para salvar a marca brasileira que produz, no Ceará, o Troller T4, jipe que tem frota total em circulação de cerca de 20 mil unidades

estreias na b3

Novatas levantam R$ 3,5 bilhões na Bolsa nesta semana

10 de fevereiro de 2021 - 19:36

Em fevereiro, somente em IPOs foram levantados R$ 8,7 bilhões em ofertas primárias e secundárias

Paralisação

Funcionários do Banco do Brasil iniciam greve de 24h a partir desta quarta-feira

10 de fevereiro de 2021 - 12:59

A greve foi acordada durante assembleia virtual do sindicato e contou com a adesão de 87% dos trabalhadores, informa o sindicato

ICMS IRREGULAR

Aneel propõe devolver R$ 50,1 bi a consumidores em até cinco anos

10 de fevereiro de 2021 - 8:53

Após processos judiciais que se arrastaram por mais de dez anos, a Justiça entendeu que a cobrança dos encargos era feita de forma irregular

esquenta dos mercados

Debate sobre autonomia do BC e auxílio emergencial são destaques do dia para o mercado

10 de fevereiro de 2021 - 8:36

Auxílio emergencial, interferência na Petrobras e pacote de ajuda trilionário: o que você precisa saber hoje para estar preparado para o mercado

dinheiro no caixa

Petrobras conclui venda de participação na BSBios e recebe R$ 253 milhões

9 de fevereiro de 2021 - 20:51

Além deste montante, serão mantidos mais R$ 67 milhões em conta vinculada para indenização de eventuais contingências e liberados conforme o previsto em contrato

balanço da tech

Twitter registra alta de 87% em lucro do 4º trimestre; ação sobe

9 de fevereiro de 2021 - 19:23

Número de usuários ativos diários monetizáveis do Twitter entre outubro e dezembro de 2020 subiu 27% e chegou a 192 milhões

resultados do 4º tri

Neoenergia tem lucro aos controladores de R$ 996 milhões, alta de 61%

9 de fevereiro de 2021 - 19:12

No acumulado de 2020, o lucro atingiu R$ 2,809 bilhões, 26% superior em relação ao R$ 2,229 bilhões anotados no exercício anterior

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar