Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
Dados da Bolsa por TradingView
2019-02-20T20:00:08-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

O primeiro dia do resto da sua vida

No principal dia do governo Bolsonaro (até agora), reforma da Previdência foi a grande protagonista e causou rebuliços em Brasília

20 de fevereiro de 2019
20:00
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Jair Bolsonaro ainda nem havia pisado no Congresso hoje pela manhã quando começamos a nos debruçar sobre o novo projeto de reforma da Previdência, que será intensamente debatido nos próximos meses.

A aprovação das mudanças no sistema de aposentadorias é fundamental para o equilíbrio das contas públicas. Se a proposta for aprovada da forma como chegou à Câmara, o que é improvável, o ganho fiscal pode atingir R$ 1,164 trilhão ao longo de 10 anos.

De todo modo, a expectativa é que a reforma seja suficiente para garantir a manutenção da taxa básica de juros (Selic) nos atuais níveis civilizados, o que favorece a economia e as empresas (alguém aí falou em bolsa?).

Só que, para tudo isso acontecer, não tem jeito: todos nós precisaremos trabalhar por mais tempo. Uns mais e outros menos, dependendo basicamente da idade e do tempo de contribuição.

Aqui na redação do Seu Dinheiro, como somos relativamente jovens (o mais velho é este humilde escriba, com seus 41 anos), vamos pegar integralmente a “nova Previdência”, sem os benefícios da regra de transição. No meu caso, isso significa que precisarei contribuir por 40 anos e chegar aos 65 para ter direito à aposentadoria pelo teto do INSS.

E você, já sabe quando será o primeiro dia do resto da sua vida com a nova Previdência? A Julia Wiltgen preparou um pequeno roteiro com as principais mudanças previstas no projeto do governo para te ajudar a fazer os cálculos preliminares.

Cavando as trincheiras

Se o tema da reforma monopolizou as conversas na nossa redação, imagine em Brasília. Entre os governistas e a oposição, nenhuma novidade: Maia elogiou a reforma, Alcolumbre sinalizou conversas com os parlamentares e lideranças de esquerda vieram com uma chuva de críticas. A grande dúvida estava mesmo na reação dos governadores ao texto, já que eles estão entre os principais articuladores dentro da Câmara e do Senado. Saiba tudo o que a classe política disse sobre a reforma.

Quatro horas depois

Concorde ou não com a reforma, é consenso que as regras propostas são complexas. Tanto que a entrevista coletiva da equipe do ministro Paulo Guedes para detalhar o texto levou quatro longas horas. Ainda assim, persistem as dúvidas sobre como será a articulação do governo com o Congresso, o que vai passar e o que vai ficar pelo caminho e se o famoso lobby de algumas categorias de servidores vai prevalecer. O Eduardo Campos, nosso infiltrado em Brasília, acompanhou de perto os bastidores da divulgação do projeto e fez uma análise especial sobre o que esperar daqui para frente.

Dia 51 de Bolsonaro - Reconhecendo o erro

Como política também se faz com gestos, o presidente Jair Bolsonaro fez dois movimentos relativamente importantes neste dia. Foi ao Congresso Nacional entregar pessoalmente o projeto da reforma da Previdência e disse que... (leia mais)

Faltou combinar com o Fed

Os olhos dos investidores no mercado financeiro também passaram boa parte do dia em Brasília. Quem esperava algum tipo de euforia com a entrega da proposta da reforma da Previdência certamente ficou decepcionado. O Ibovespa ficou bastante volátil, mas sempre perto do zero a zero, até o meio da tarde, quando a queda se consolidou. Alguma declaração equivocada de alguma autoridade do governo sobre a reforma? Nada disso. Foi a divulgação da ata da última reunião do BC americano que ajudou a azedar de vez o humor, como você pode ler na nossa cobertura de mercados.

Quer pagar quanto?

A Marina Gazzoni comentou na newsletter da manhã que a Via Varejo tropeçou (e feio) com mais um prejuízo no 4º trimestre de 2018, o segundo consecutivo. Então, a queda das ações da dona da Casas Bahia e Ponto Frio no pregão de hoje era uma bola mais que cantada. Mas a reação dos analistas de mercado aos números em geral não foi assim tão ruim, tendo em vista o tamanho da decepção. E eles têm um motivo claro: a perspectiva sobre o futuro da companhia. Veja como a Faria Lima reagiu ao balanço da varejista.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Esquenta dos Mercados

Pré-mercado: ajuste pós-Copom e balanço da Petrobras devem movimentar a bolsa hoje

E mais: a temporada de balanços não dá trégua, com os ruídos de Brasília destoando do coro do Ibovespa

Olho na safra

Balanços que vão movimentar o mercado: Veja os números de BB, Braskem e Totvs

Resultados divulgados na noite de ontem se juntam aos da Petrobras no radar dos investidores, que devem ficar atentos à reação das ações

Palavra do CEO

Eduardo Ragasol, da Neogrid: Como o sucesso do cliente pode ajudar no desenvolvimento do seu negócio

Conhecimento é poder. Entenda a fundo seu cliente. Utilize toda a tecnologia e informações que estão à disposição. Alinhe expectativas. E meça o desempenho dos envolvidos

Se cuida, bitcoin!

Atualização EIP-1559: Ethereum (ETH) sobe mais de 5% com o ‘London Fork’; saiba o que muda para criptomoeda

Batizada de “hard fork London”, a Proposta de Melhoria do Ethereum 1559 (EIP-1559) deve reduzir taxas e tornar a moeda deflacionária

olho lá fora

Petrobras dispara 14% em NY, após balanço e antecipação de dividendos

Por volta das 21h (horário de Brasília), PBR subia 14%; empresa reportou forte fluxo de caixa e lucro surpreendeu analistas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies