Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-02-13T20:03:03-02:00
Seu Dinheiro na sua noite

Leia antes da macarronada do domingo

Cade ganha os holofotes com a aprovação do negócio entre Correios e Azul e o pedido de explicações à XP sobre venda para o Itaú

13 de fevereiro de 2019
20:03
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Que atire a primeira almôndega do almoço de domingo com a família quem não se meteu em discussões sobre política nesses últimos anos de polarização. Lá em casa não foi diferente, ainda que as divergências muitas vezes tenham ocorrido mais na forma do que no conteúdo.

Veja o caso da minha irmã. Funcionária pública concursada praticamente desde que ingressou no mercado de trabalho, ela acompanha com certa apreensão as discussões em torno da reforma da Previdência.

Não que ela esteja no grupo dos que negam a existência de déficit no sistema de aposentadorias e pensões como quem diz que a terra é plana. Mas ela defende que tomou suas decisões de vida, como trocar o dinheiro do fundo de garantia pela estabilidade do serviço público, tendo como base a perspectiva de aposentadoria com as regras atuais.

É claro que eu entendo o ponto de vista dela, mas o que eu tento explicar é que, se as regras não mudarem, provavelmente não haverá dinheiro para pagar a aposentadoria dela no futuro. Aliás, para pagar os benefícios hoje o governo já precisa se endividar - e muito. E isso tem relação direta com os seus investimentos.

A reforma da Previdência mexe não só com o futuro, mas também - e principalmente - com o nosso presente. A votação esperada no Congresso para os próximos meses afeta o dinheiro que você tem na bolsa, CDB, Tesouro Dinheiro ou até no colchão! Sim, porque se não tivermos reforma, o dragão da inflação pode voltar a cuspir fogo.

Se você quiser saber todos os impactos da reforma para as suas aplicações, eu recomendo muito este vídeo que a Julia Wiltgen preparou. Assista, curta nossa página no YouTube e compartilhe no grupo da família do WhatsApp!

Dia 44 de Bolsonaro - "Voltando para casa"

Depois de 18 dias internado em São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro está de volta a Brasília. A rotina de trabalho deve ser retomada aos poucos, mas urge uma definição sobre o... (leia mais)

Na mira do Cade

A venda da participação de 49,9% da XP Investimentos para o Itaú Unibanco em um sistema financeiro altamente concentrado sempre preocupou o Cade, o órgão de defesa da concorrência. Tanto que o negócio só foi aprovado depois de um acordo firmado com o banco e com a corretora. Só que o cumprimento desse acordo foi questionado por uma denúncia anônima e outra feita pelo BTG Pactual, que trava com a XP uma batalha feroz no mercado de plataformas de investimento. A Procuradoria do Cade resolveu agora pedir explicações à corretora, como eu te conto em detalhes nesta matéria. Eu recomendo também a leitura da coluna da Luciana Seabra, que fala sobre as consequências dessa briga para você.

Azul da cor dos Correios

Falando em grandes negócios, faltava só o aval do xerife da concorrência para que um acordo de peso fosse fechado entre os Correios e a Azul. E ele veio nesta quarta-feira: o tribunal do Cade aprovou a criação de um negócio de logística e transporte de cargas entre as duas empresas, e ele já nasceu com uma meta clara: ser a melhor plataforma para o comércio eletrônico do país e movimentar 100 mil toneladas de carga por ano. Em tempos de Amazon investindo pesado no Brasil, esse esquema tem tudo para movimentar o mercado.

Bolsa sem bússola

Foi difícil acompanhar o sobe e desce da bolsa nesta quarta-feira. Os investidores se deixaram levar por várias notícias ao longo do dia, tanto positivas como negativas, o que acabou deixando o Ibovespa sem um rumo definido. Falas vindas de Brasília, as novidades de Trump sobre a guerra com a China e até os dados de inflação nos Estados Unidos ajudaram a apimentar o pregão de hoje. O dólar, porém, só teve uma direção durante todo o dia: alta. Saiba por que na nossa cobertura de mercados.

Que o bitcoin esteja com você?

Paciência, força e a busca pela sabedoria estiveram presentes em todas as grandes falas do mestre Yoda, o guru de Star Wars. E se eu te dissesse que todo esse discurso se aplica ao mundo das criptomoedas? Quem disse isso não foi o Yoda, mas sim o nosso guru de cripto, André Franco. Na coluna de hoje ele explica esse paralelo maluco entre a história das moedas virtuais com os pensamentos do mestre.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

O melhor do seu dinheiro

Alguém chame os bombeiros

Hoje tivemos mais um dia de grande volatilidade nos mercados brasileiros, que entraram em parafuso com o temor de que o teto de gastos poderia vir a ser furado. Os investidores aguardam com grande ansiedade a votação da PEC Emergencial, aquela que permitirá o retorno do auxílio emergencial. E rumores de que ela seria desidratada […]

FECHAMENTO

Em dia de alta volatilidade, Lira salva Ibovespa de um fiasco e segura o dólar em R$ 5,66

A volatilidade reinou absoluta nesta quarta-feira (03) e mais uma vez Brasília foi responsável por movimentar os negócios no Brasil. Lá fora, o dia foi de cautela com a alta dos juros futuros

Luz no fim do túnel?

Ministério da Saúde avança em negociações com laboratórios para comprar vacinas

A declaração do MS foi dada pelo titular da pasta, Eduardo Pazuello, em reunião com a Confederação Nacional de Municípios (CNM).

Crypto News

Bitcoin para leigos e descrentes também

Descrever algo tão complexo como o Bitcoin exige repertório, dedicação e um pouco de sedução de quem apresenta.

Ruim, mas nem tanto?

“É um dos países que menos caíram no mundo”, afirma Bolsonaro, sobre queda de 4% no PIB

Para Bolsonaro a queda do PIB só não foi maior devido a movimentação da economia gerada pelo auxílio emergencial.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies