Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2019-04-17T18:49:03-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

Coelhinho da Páscoa ou Papai Noel?

17 de abril de 2019
18:49
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Coelhinho da Páscoa, o que trazes para o mercado? Os investidores não esperavam ovos, mas os 34 votos necessários para a aprovação da reforma da Previdência na sessão de hoje da CCJ da Câmara.

Só que, em meio à desarticulação do governo, a votação na comissão que vai decidir sobre a admissibilidade ou não do projeto acabou adiada por pelo menos mais uma semana.

Foi pela hora do almoço que o relator do projeto na CCJ anunciou que poderá fazer mudanças no parecer, que antes previa o apoio total à proposta entregue pessoalmente por Bolsonaro ao Congresso.

O verdadeiro chocolate que o governo tem levado nas negociações com os deputados começa a minar o clima de otimismo que havia se instalado desde o fim do ano passado, com a perspectiva de que a gestão Bolsonaro levaria adiante uma agenda de reformas para destravar a economia.

A perspectiva de gestores de grandes fundos de investimento já é de uma economia equivalente à metade da desejada pelo ministro Paulo Guedes. E já tem gente achando que a aprovação só vem na época do Papai Noel.

Ninguém sabe exatamente quais alterações no projeto vêm por aí, mas é provável que a reforma já saia um pouco desidratada logo no primeiro passo do longo trajeto que ainda tem pela frente.

O Eduardo Campos acompanhou mais esse “meio-dia” na CCJ e conta em quais pontos o projeto do governo pode ser modificado antes de ir à votação na terça-feira que vem.

De ruído em ruído

Como esperado, o aumento do ruído político em Brasília reverberou na bolsa, que chegou a cair 2% na mínima do dia logo após o adiamento da votação na CCJ. Depois do susto, o humor até melhorou um pouco, mas não o suficiente para reverter o ruim dia para as ações. O impasse político também é combustível para o dólar, que fechou acima dos R$ 3,90 pelo segundo dia. O Victor Aguiar traz para você todos os detalhes do pregão.

Nota vermelha

Não bastasse toda a preocupação dos investidores, quem também não está nada satisfeita com o andamento da pauta econômica brasileira é a Fitch. O pessoal da agência de risco ficou desapontado com os atrasos na tramitação da Previdência e já começou a refazer os cálculos sobre a economia com a reforma. Mas a pior notícia mesmo veio das declarações do diretor-executivo sobre o futuro da avaliação do Brasil.

Pode vir, gringo!

No sábado passado, eu publiquei no Seu Dinheiro uma entrevista com o presidente do Banco Inter, João Vitor Menin. Ele me contou, entre outras coisas, que instituição avaliava receber investimento de um sócio estratégico. Pois hoje o presidente Jair Bolsonaro editou um decreto que autoriza a participação de investidores estrangeiros no capital do banco digital. As ações do Inter reagiram bem e fecharam em alta de quase 4% no pregão de hoje da B3.

Educação em movimento

Se no governo a área da educação ficou paralisada em meio a disputas políticas, no mercado o setor permanece aquecido. Pelo menos é o que indica o movimento da Ser Educacional, que anunciou a aquisição da UniNorte, em Manaus. O anúncio feito na manhã de hoje animou os investidores e impulsionou as ações da Ser na bolsa. Confira os detalhes da operação, inclusive o quanto o grupo educacional vai pagar para ampliar sua presença na Região Norte.

Lenta na largada

Foi uma estreia, digamos, à francesa. Com uma cerimônia bem discreta, a Centauro chegou hoje à B3 depois de captar até R$ 772 milhões em seu IPO (sigla em inglês para oferta pública inicial de ações). Mas o que realmente tirou o brilho da festa foi o desempenho dos papéis, que fecharam em queda no primeiro dia de negócios. Eu estive na sede da bolsa pela manhã para conferir o evento de lançamento das ações e conto para você como foi o clima do primeiro IPO do ano.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

As ações das novas petroleiras valem a pena?

Nos recentes movimentos de rotação de carteiras nos mercados, temos nos deparado com a dicotomia Velha Economia (empresas de segmentos tradicionais) e Nova Economia (empresas ligadas à tecnologia e novas formas de consumo). Dentro do que se convencionou chamar de Velha Economia, temos visto o destaque das empresas de commodities, justamente o forte do Brasil. […]

Problemas no paraíso

Cesp, Engie, AES Brasil e mais: seca reduz brilho de ações do setor de geração hídrica

Com menos água, as empresas geram menos em hidrelétricas, mas não ficam livres de cumprir os contratos de fornecimento de energia

Jabuti do bem?

MP da Eletrobras: contratação de térmicas a gás pode diminuir conta de luz, diz estudo da Abegás

A medida vem sendo criticada pela maioria das elétricas, que alegam que ela vai na contramão da modernização e competitividade do setor

Viagem bilionária

Bilhete dourado: comprador misterioso gasta R$ 1,4 bilhão para ir ao espaço com Jeff Bezos

O turista espacial superou cerca de sete mil ofertas em um leilão beneficente realizado para definir o tripulante da espaçonave New Shepard

Fechamento dos mercados

Vacinação no Brasil volta a fazer preço, e Ibovespa sobe 0,59%, deixando para trás cautela com ‘Super Quarta’; dólar recua mais de 1%

Mercado deve operar em compasso de espera até a próxima quarta-feira, quando os BCs do Brasil e dos Estados Unidos divulgarão as suas decisões de política monetária

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies