Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
Dados da Bolsa por TradingView
2019-12-19T19:18:30-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

E hoje ainda é dia de bolsa

19 de dezembro de 2019
19:14 - atualizado às 19:18
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Está na hora de investir na bolsa? Em diferentes versões, a pergunta se torna mais frequente conforme o Ibovespa alcança novos recordes e troca as manchetes dos jornais de economia pelas do Jornal Nacional.

Não devia ser assim, mas o interesse pelo mercado de ações floresce justamente nos momentos de maior euforia. Mas antes tarde do que tarde demais.

Se pensarmos no Ibovespa, o grande dia para entrar na bolsa já aconteceu e foi em 26 de janeiro de 2016. No dia do aniversário da minha querida cidade de Santos, o principal índice da bolsa afundou aos 37.497 pontos.

O sortudo que investiu nessa data em um fundo de índice (ETF) que segue a carteira do Ibovespa e manteve firme a posição até hoje mais do que triplicou o capital. Mas eu duvido que essa pessoa exista.

Um dos grandes erros do investidor é justamente tentar acertar o momento perfeito de comprar ou vender. É certo que o preço das principais ações listadas na B3 deixou de ser uma pechincha. Mas como diriam Sá, Rodrix e Guarabira, hoje ainda é dia de bolsa.

Com foco no longo prazo e uma seleção criteriosa de onde investir, diretamente ou via fundos, eu iria mais longe: o mercado de ações deveria sempre ser uma opção para uma parcela dos seus investimentos.

Aliás, o Ibovespa alcançou hoje uma nova máxima histórica de fechamento. De quebra, o índice rompeu um novo patamar e bateu nos 115.131 pontos.

A razão para o otimismo do mercado veio do cenário externo positivo e de um indicador da economia brasileira que demorou, mas finalmente deu sinais de reação, como você confere na cobertura do Victor Aguiar.

Não passará

Rodrigo Maia deu sinal negativo para a ideia defendida ministro da Economia, Paulo Guedes, de criar um imposto sobre movimentações financeiras digitais. Segundo o presidente da Câmara, os parlamentares não devem aprovar nenhum tipo de imposto nos moldes da antiga CPMF. Confira os detalhes dessa história.

Tijolo por tijolo

Na onda do crescimento dos fundos imobiliários, o Banco Inter lançou dois índices para acompanhar o desempenho do segmento e que servirão de referência para novos fundos a instituição pretende lançar em janeiro. Os produtos que estão no forno devem apresentar um formato parecido com os já conhecidos ETFs. A Julia Wiltgen conta os detalhes dessa novidade.

Uma a menos

A CPFL Energia aprovou a realização de uma oferta pública de aquisição (OPA) para fechar o capital da CPFL Renováveis e retirar a companhia do Novo Mercado. A empresa já havia sido alvo de uma OPA no ano passado, mas algumas ações permaneceram no mercado. Além disso, a CPFL também anunciou que está de saída da bolsa de Nova York, como você lê nesta matéria.

Linhas (des)cruzadas

A Aneel conseguiu vender todos os lotes de linhas de transmissão de energia oferecidos em leilão nesta quinta-feira. Na última concessão de 2019, a iniciativa privada passou a administrar 2.470 quilômetros de novas linhas, que cruzam nada menos do que 12 Estados. Conheça os vencedores e os valores por trás da disputa.

Questão de prioridades

No dia da divulgação do relatório trimestral de inflação, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, falou sobre quase todos os assuntos relacionados à política monetária. Além de fazer uma análise sobre as taxas, ele abordou temas que andam deixando os investidores inquietos ultimamente, como o câmbio e o futuro da Selic. Saiba em detalhes o que pensa o presidente do BC.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Balanço do mês

Com alívio nos juros futuros, renda fixa atrelada à inflação é o melhor investimento de novembro; bitcoin, FII e ações ficam na lanterna

Passado o pânico com o drible do teto de gastos, queda nos juros futuros deu aos títulos com alguma parcela da remuneração prefixada espaço para se recuperar; mas ativos de bolsa continuaram sofrendo

Dia Agitado

Após receber aporte bilionário, Ânima (ANIM3) compra participação em plataforma para formação de profissionais de saúde

Através de sua controlada Inspirali, a mesma a receber o aporte mais cedo, a companhia fechou um acordo para a aquisição de 51% da IBCMED

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ômicron e Powell assustam mercados, mas criptomoedas escapam da queda; confira os destaques do dia

O fim de novembro chega carregado de expectativa para o início oficial da temporada das festas de final de ano. As tradições natalinas podem variar de família para família, mas algumas coisas são universais — como as retrospectivas pessoais e a presença do clássico “Então é Natal”, da cantora Simone, em quase 100% dos lares […]

Natal antecipado

Dividendos: Blau Farmacêutica (BLAU3) vai distribuir juros sobre o capital próprio (JCP); confira o valor por ação

A ‘data de corte’ para os proventos, que devem cair na conta dos acionistas em 15 de dezembro, é na próxima sexta-feira (3)

FECHAMENTO DOS MERCADOS

PEC dos precatórios caminha e limita queda do Ibovespa, mas índice fecha novembro no vermelho; dólar vai a R$ 5,63

A nova variante do coronavírus e o posicionamento do Fed diante das ameaças amargaram o humor dos investidores no exterior, mas o Ibovespa conseguiu se segurar nos 100 mil pontos com o noticiário político

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies