Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-03-11T18:09:37-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Renda fixa

Investidor de debêntures da Rumo vai receber juros de 4,50% ao ano mais IPCA, isento de IR

Empresa de logística controlada pela Cosan capta R$ 600 milhões com debêntures de infraestrutura, que possuem benefício fiscal para pessoas físicas

11 de março de 2019
11:17 - atualizado às 18:09
Trem com o logo da Rumo
Imagem: Divulgação

O investidor que fez seu pedido de reserva na oferta de debêntures de infraestrutura da Rumo Logística, fechada na semana passada, vai receber um rendimento de 4,50% ao ano, mais a variação da inflação medida pelo IPCA.

A taxa ficou abaixo do teto proposto pela companhia, que podia chegar a IPCA mais 5,05% ao ano (ou o equivalente à remuneração do Tesouro IPCA com vencimento em 2030 mais 0,50% ao ano).

Em outro sinal de que a demanda dos investidores pelas debêntures foi grande, a empresa de ferrovias controlada pela Cosan captou R$ 600 milhões com a emissão. O valor ficou acima dos R$ 500 milhões pretendidos inicialmente pela companhia.

A Rumo pretende usar os recursos no investimento em infraestrutura de sua malha sul. Trata-se de um trecho de 7.223 quilômetros de via férrea que passa pelos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

A emissão foi enquadrada na lei que concedeu isenção fiscal para pessoas físicas e estrangeiros no investimento em debêntures usadas para financiar obras de infraestrutura.

As debêntures da Rumo têm prazo de vencimento de dez anos. Isso significa que, durante esse período, você só poderá sair do investimento se conseguir vender os títulos para outro investidor no chamado mercado secundário. Para aumentar a liquidez dos papéis, o Santander foi contratado para fazer o trabalho de formador de mercado.

A oferta da Rumo recebeu classificação de risco "AA+", a segunda melhor na escala nacional da agência Standard & Poor’s (S&P). Isso significa que o risco de a empresa dar calote nos investidores é baixo, pelos critérios da agência.

A emissão foi coordenada por BTG Pactual, Santander, Bradesco BBI, BB - Banco de Investimento, XP Investimentos e Itaú BBA.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Ventos contrários

Renova Energia não consegue “proteção” contra minoritários da própria empresa

Empresa perdeu ação no TJ-SP que tentata impedir os acionistas de produzirem provas contra a empresa, relativas à investigação sobre desvio de recursos

Preocupação

Vidas secas? Bolsonaro admite que Brasil vive “enorme crise hidrológica”

Presidente citou a falta de chuvas como um dos grandes problemas econômicos do país, juntamente com os efeitos causados pela pandemia

MESA QUADRADA

“Não me arrependo de nada. Só não posso dar conselhos financeiros para ninguém”, diz Bob Wolfenson, o fotógrafo das celebridades entrevistado no 7º episódio do Mesa Quadrada

Em em conversa para o podcast Mesa Quadrada, Dan Stulbach, Teco Medina e Caio Mesquita, conversam sobre dinheiro e carreira com Bob Wolfenson, ícone da fotografia brasileira

Situação preocupante

Cuidado com as luzes acesas! Aneel mantém taxa adicional mais alta na contas de agosto

Tarifa cobrada na bandeira vermelha nível 2 é de R$ 9,49 por 100 quilowatts-hora (kWh), e agência continua avaliando se vai elevar o valor

O melhor do Seu Dinheiro

Os melhores investimentos do mês e as notícias que foram destaque na semana

lém do ranking, tivemos o Ibovespa em queda de 2,60, e uma entrevista exclusiva com o CEO da Ânima Educação, que busca um “modelo Magalu”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies