Menu
2019-06-06T09:35:50-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Sem tempo para espera

Se o governo não tiver sua agenda, vamos fazer a nossa, diz Alcolumbre

Presidente do Senado, Davi Alcolumbre, afirmou que deputados e senadores possuem uma ‘vontade gigante de ajudar’ e cobrou que o governo retribua as ações, deixando de lado a postura que busca se afastar da política

6 de junho de 2019
9:35
Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa ordinária
Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa ordinária - Imagem: Moreira Mariz/Agência Senado

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), discutiu em entrevista à GloboNews na noite desta quarta-feira (5) o relacionamento do governo com o Congresso. Segundo Alcolumbre, o modelo instituído por Bolsonaro não está funcionando e tem atrapalhado o andamento da agenda do próprio governo.

Ao comentar a a declaração sobre a falta de agenda para o País, feita pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), Alcolumbre afirmou que o Congresso não ficará de braços cruzados. "Se o governo não tiver sua agenda - e parece que não tem -, vamos fazer a nossa, não vamos ficar esperando".

O senador ainda destacou que toda a cobrança tem recaíd sobre o Congresso, citando as críticas que parlamentares têm sofrido nas redes sociais e nos recentes movimentos populares nas ruas. Para o presidente do Senado, existe uma criminalização da política.

A falta de reciprocidade na relação entre Congresso e governo também foi motivo para críticas. Alcolumbre afirmou que deputados e senadores possuem uma 'vontade gigante de ajudar' e cobrou que o governo retribua as ações, deixando de lado a postura que busca se afastar da política. "Se tivesse mais política (por parte do governo), teríamos votado o crédito suplementar hoje (quarta)", alertou.

Embora insatisfeito, Alcolumbre não acredita que este seja o melhor momento para se discutir o parlamentarismo no Brasil. Segundo Alolumbre, o debate agora transmitiria uma mensagem negativa, de que o Parlamento está tentando se impor sobre o presidente Jair Bolsonaro.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

reta final de negociações

Senado americano aprova “pacote Biden” de US$ 1,9 trilhão

Agora, o pacote voltará para a Câmara dos Representantes, que analisará as alterações feitas no texto pelos senadores. Se for aprovado, o projeto será enviado à Casa Branca para a sanção do presidente

entrevista

‘Episódio Petrobras deu um susto grande nos investidores’, diz economista do Itaú

O economista-chefe do Itaú Unibanco, Mario Mesquita, diz também estar preocupado com as incertezas políticas, que ameaçam o crescimento do PIB

Dificuldades À vista?

Deputados falam em reduzir medidas de ajuste fiscal do texto da PEC do auxílio

Embora defenda celeridade na análise da proposta, Albuquerque admite que o texto pode ser enxugado

escolha da CEO

Investir no Brasil: se correr o bicho pega, se ficar o bicho come

Confira uma seleção de matérias feita pela CEO do Seu Dinheiro, Marina Gazzoni

Efeitos da pandemia

PEC do auxílio aprovada no Senado prevê abater R$ 100 bi da dívida pública

Pelos cálculos do governo, a necessidade de financiamento da dívida pública federal (DPF) neste ano é de R$ 1,469 trilhão, valor que aumentou por causa do maior volume de títulos de curto prazo que o governo precisou emitir para conseguir captar recursos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies