Menu
2020-05-07T08:14:31-03:00
fala, senador

Alcolumbre quebra silêncio e diz não tolerar ataque à imprensa e às instituições

Presidente do Senado deu uma série de recados ao governo durante a sessão virtual para votar o projeto de auxílio emergencial aos Estados e municípios

7 de maio de 2020
8:11 - atualizado às 8:14
Em pronunciamento, presidente da CDR, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP)
Imagem: Geraldo Magela/Agência Senado

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), deu uma série de recados ao governo Jair Bolsonaro durante a sessão virtual para votar o projeto de auxílio emergencial aos Estados e municípios, no final da tarde desta quarta-feira, 6.

Três dias após Bolsonaro participar de novo ato em defesa da intervenção militar, e com palavras de ordem contra o Congresso e o Supremo Tribunal Federal (STF), Alcolumbre quebrou o silêncio e disse que não vai tolerar ataques à imprensa e às instituições. "Peço para que o governo federal nos lidere, todos os brasileiros. O governo federal lidera, o Parlamento ajuda", afirmou ele.

No último fim de semana, enquanto Bolsonaro participava das manifestações, a equipe do Estadão foi agredida por seus apoiadores. Na terça-feira, 5, em entrevista à imprensa, o presidente também mandou jornalistas calarem a boca. Até a noite desta quarta, Alcolumbre tinha evitado comentar os episódios.

"As coisas estão muito difíceis aqui. Vocês têm acompanhado à distância o enfrentamento a todo o momento. Agressão à imprensa, que é lamentável, lamentável. A agressão à imprensa também é a agressão à liberdade de expressão. Tem a minha solidariedade, o meu apoio e o meu repúdio", disse Alcolumbre.

Em divergência com o discurso de Bolsonaro, Alcolumbre também disse que concorda com o isolamento social como medida de combate ao novo coronavírus. "A gente pede para não colapsar (o sistema de saúde), façam isolamento social para diminuir a curva. Ele (sistema) já está colapsado. Então, estamos ajudando a manter as pessoas vivas com essa manifestação, que eu concordo, que é da OMS e dos cientistas da área da saúde", disse.

Alcolumbre chegou até a citar como referência o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, que também é do DEM e foi demitido. Enquanto Bolsonaro continua em rota de colisão com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), Alcolumbre tem servido como intermediário das negociações do governo com o Congresso. Na segunda-feira, 4, por exemplo, esteve no Palácio do Planalto junto com o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM).

Nesta quarta, Maia conversou com os ministros da Casa Civil, Braga Netto, e da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos. O presidente da Câmara disse ter um ótimo relacionamento com os dois e negou conversas sobre um possível encontro entre ele e Bolsonaro.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

agenda para a crise

G-7, FMI e Banco Mundial vão rever pagamento de dívidas de países de baixa renda

Mnuchin disse que o G-7 deve se reunir regularmente para “melhorar a sustentabilidade da dívida desses países”

erros na crise

TCU vê irregularidades no pagamento do auxílio emergencial a 8,1 milhões

Por outro lado, 2,3 milhões de cidadãos que estão no Cadastro Único de programas sociais podem ter sido excluídos mesmo fazendo jus ao benefício

CPI das fake news

Governo anunciou reforma da Previdência até em canal de deputado do PT

Documento, produzido por consultores legislativos, tem como base informações da própria Secom

frente de preocupação do governo

Moraes autoriza a investigados por fake news acesso total a inquérito

Pelo fato do inquérito tramitar sob sigilo, os advogados terão de fazer agendamento junto ao gabinete de Moraes para ter acesso à cópia digitalizada dos autos

diante da crise

Pela primeira vez, UBS recomenda compra dos papéis da Vale

Especialistas do banco avaliam que a empresa deve ser beneficiada pela recuperação nos preços do petróleo, que puxam a curva nos preços do minério de ferro

exile on wall street

Cratera de Chicxulub

Acho que seria o único desastre natural com algum paralelismo pertinente, assumindo, claro, que os dinossauros também se organizassem por meio de um mercado de trabalho formal.

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quarta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Sem tempo ruim

A festa continua: dólar cai a R$ 5,04 e Ibovespa sobe forte com otimismo se sobrepondo à cautela

O dólar à vista segue em queda firme e já se aproxima dos R$ 5,00, enquanto o Ibovespa sobe e busca os 93 mil pontos. Novamente, os investidores mostram-se otimistas com as perspectivas para a economia global e deixam de lado os fatores de risco

IR 2020

Como a Receita calcula o imposto de renda devido e o valor das restituições

Jeito de calcular o imposto de renda devido e a eventual restituição varia de acordo com o modelo escolhido de declaração, se completo ou simplificado

"Eu voltei..."

Governo brasileiro vai voltar a captar recursos no mercado internacional

O Tesouro Nacional concedeu mandato para a emissão de dois novos papéis. O primeiro com vencimento em cinco anos, o Global 2025, e o outro de dez anos (Global 2030)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements