Menu
2019-07-09T13:55:47-03:00
Estadão Conteúdo
NA MESMA SEMANA QUE A PREVIDÊNCIA

Liberação de emendas esta semana foi ação dentro da previsão, diz Ministério da Saúde

O conjunto de portarias editadas na segunda-feira pela pasta somam R$ 1,1 bilhão em liberação de emendas parlamentares.

9 de julho de 2019
13:53 - atualizado às 13:55
Dinheiro; notas e moedas de real
Imagem: Shutterstock

Em um dia, o Ministério da Saúde definiu o destino de 1% do orçamento da área para todo o ano de 2019. O conjunto de portarias editadas na segunda-feira pela pasta somam R$ 1,1 bilhão em liberação de emendas parlamentares. Um valor expressivo, diante dos R$ 130 bilhões reservados pelo governo para todas as ações de saúde ao longo do ano.

O Ministério da Saúde disse não haver relação entre a liberação das emendas parlamentares e a proximidade com a votação da reforma da Previdência, esperada para esta semana. A verba não seria para animar os parlamentares, mas, sim, para atender a demandas de gestores locais, ouvidas durante o Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, que ocorreu em Brasília na semana passada. A liberação estaria ainda dentro da estratégia de fortalecer a atenção básica.

Os valores estipulados pelas emendas poderão ser usados para custear ações na atenção básica de saúde, como atendimento em postos, campanhas de vacinação ou outras ações, por exemplo, para pacientes com hipertensão ou diabetes. O recurso vai carimbado para determinada cidade, mas a forma como o gestor irá usar a verba é livre.

As emendas assinadas nas portarias, no entanto, não representam dinheiro a mais para a saúde. O governo terá de, nos próximos meses, cortar ações que deveriam ser financiadas com o recurso do orçamento do governo federal. Ele adianta o recurso agora para, numa outra etapa, cortar em outras ações.

O montante de R$ 1,13 bilhão em emendas parlamentares foi liberado segunda-feira pelo Ministério da Saúde por meio de 37 portarias publicadas em duas edições extraordinárias do Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Recuperando lentamente

Volkswagen prevê lucro operacional ajustado mais baixo em 2020

A montadora projeta fluxo de caixa líquido de cerca de 6 bilhões de euros.

“HBRE3”

Segmento imobiliário da B3 vai ganhar mais um nome, a HBR Realty

Do mesmo fundador da Helbor, companhia chega à bolsa após levantar R$ 729,6 milhões em oferta restrita de ações

Mercados hoje

Ibovespa recua mais de 1% em meio a risco fiscal e aumento da covid-19; dólar vai a R$ 5,40

Pela manhã, já havia uma expectativa que a bolsa brasileira acompanhasse as quedas das bolsas europeias, índices futuros de Nova York e de commodities no exterior.

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta sexta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

MELHORANDO

Mesmo com avanço do faturamento, prejuízo do IRB cresce em novembro

Perda de R$ 124,5 milhões foi atribuída pelo ressegurador ao aumento das despesas financeiras após mudanças regulatórias

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies