Menu
2019-04-05T14:21:12-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Na mira

S&P coloca rating da Natura em observação para um potencial rebaixamento

Agência de classificação de risco aponta que as negociações para a compra da Avon poderiam impactar negativamente na nota da empresa

25 de março de 2019
20:09 - atualizado às 14:21
Fachada de uma loja da Natura
Negociações com a Avon pesaram na decisão da S&PImagem: Divulgação

Má notícia para a fabricante de cosméticos Natura. A agência de classificação de risco S&P anunciou nesta segunda-feira, 25, que vai colocar o rating da empresa em observação para um possível rebaixamento.

A decisão ocorre após a confirmação de que a Natura está negociando uma fusão com a sua principal concorrente no Brasil, a Avon.

Em comunicado, a S&P diz que uma transação como essa poderia trazer um impacto negativo no rating da companhia. O documento também aponta que a observação só cessará após a divulgação dos termos envolvendo a compra.

Para a agência, a aquisição traria um grande desafio para a Natura: o de "renovar as operações da Avon, que apresentaram declínio nos últimos anos". Além disso, haveria também uma "pressão potencial sobre os indicadores de crédito" da companhia no curto prazo.

Vale lembrar que atualmente a nota da Natura pela S&P é "BB".

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

primeiro aporte foi de US$ 900 mi

Latam recebe investimento de R$ 1,3 bi e subsidiária no Brasil é incluída em recuperação judicial

Aporte ocorre em meio ao processo de reestruturação de dívidas do grupo nos Estados Unidos. Latam Brasil continuará a negociar empréstimo junto ao BNDES

BRKM5 cai 6% na bolsa

Braskem prevê despesas de R$ 1,6 bilhão em medidas para evento geológico em Maceió

Por volta das 13:30, as ações PN da Braskem (BRKM5) caíam 6%, cotadas a R$ 23,82

REFLEXOS DA CRISE

Pedidos de seguro-desemprego somam 653.160 em junho (-32% em relação a maio)

O número de pedidos de seguro-desemprego chegou a 653.160 em junho, uma queda de 32% em relação a maio, quando foram registrados 960.309 requerimentos. De acordo com dados divulgados nesta quinta-feira pelo Ministério da Economia, os pedidos do beneficio feitos no mês passado representam um aumento de 28,4%, quando comparados com julho de 2019. De […]

NÃO COMPARECE BANANAS E MAÇÃS

Anomalias de um mercado em ebulição

Especulações sobre varejistas dominam o mercado e podem indicar futura bolha a frente: no final, a “mão forte” tende a vencer.

mercado de trabalho

Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caem 99 mil na semana, a 1,314 milhão

O resultado surpreendeu analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam 1,388 milhão de solicitações.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements