Menu
2019-10-14T14:14:57-03:00
Após duas décadas de negociação...

Acordo Mercosul/União Europeia tem grandes chances de ser fechado nesta sexta, diz porta-voz

Em contato com representantes do Brasil que estão na Europa, um porta-voz da Presidência disse que recebeu como informação a avaliação de que o acordo estava “muito avançado”

28 de junho de 2019
9:56 - atualizado às 14:14
União Europeia e Mercosul
União Europeia e Mercosul - Imagem: Shutterstock

Há grandes chances de o acordo entre Mercosul e União Europeia ser fechado nesta sexta-feira, 28, de acordo com o porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros. Questionado em Osaka, no Japão, durante encontro do G20, sobre se as chances estariam em torno de 80%, ele respondeu: "Eu diria mais".

De Bruxelas, uma fonte comunicou ao Broadcast/Estadão, no entanto, que as negociações avançam e que os dois lados estão muito perto de encerrar um processo que se arrasta há 20 anos, mas que ainda há "desafios a superar".

A grande expectativa, segundo o porta-voz, é que as duas partes cheguem a um consenso suficiente para que o anúncio seja feito, mas vai depender "do que acontecer lá (em Bruxelas)" nas próximas horas. O Japão está sete horas à frente de Bruxelas e 12 horas à frente do Brasil.

Em contato com representantes do Brasil que estão na Europa, o general disse que recebeu como informação a avaliação de que o acordo estava "muito avançado". "Não sei o que está faltando", afirmou. Um dos pontos que tratavam as negociações há um mês envolvia a questão dos vinhos.

O governo aposta todas as suas fichas para finalmente destravar esta questão que dura duas décadas. Por causa da mudança na composição da Comissão Europeia, há um interesse em fechar logo o acordo antes que novos empecilhos possam surgir com a próxima equipe. Há pouco mais de um mês, um integrante do governo brasileiro avaliou, em relação ao fechamento do acordo Mercosul-União Europeia, que era "now or never" (agora ou nunca).

Entrada na OCDE

O Brasil está muito bem posicionado em seleção de países para entrar na Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). A avaliação foi reforçada ao governo brasileiro, após encontro do presidente Jair Bolsonaro com o secretário-geral da entidade, José Ángel Gurría, e também após a reunião bilateral com o presidente americano Donald Trump, segundo o porta-voz da Presidência, Otavio Rêgo Barros.

Um dos motivos que levam a crer nessa "vantagem" do Brasil diz respeito ao adiantamento da adesão do País aos requisitos exigidos pela instituição que tem sede em Paris. Mesmo sem ter a sua candidatura ainda confirmada, o governo vem trabalhando para se adequar aos 248 instrumentos e normas exigidos por ela. Em maio, o secretário-executivo do Ministério da Economia, Marcelo Guaranys, afirmou que cerca de 200 deles teriam o aval da Organização.

O porta-voz lembrou nesta sexta, no entanto, que há uma questão cronológica para que novos membros passem a disputar uma vaga na entidade. Além de Brasil, também estão na corrida Argentina, Romênia, Peru, Bulgária e Croácia. Há um impasse, no entanto, sobre como esses novos participantes devem entrar na OCDE na visão europeia e na americana. Gurría apresentou a proposta de uma entrada sequencial, que ainda não foi definida. O Brasil estaria na terceira posição, após Argentina e Romênia, mas ainda não há uma definição fechada.

Em março, Donald Trump prometeu a Bolsonaro que passaria a apoiar o ingresso brasileiro na instituição, o que foi feito em maio. "Avançou numa expectativa positiva na inserção do Brasil", disse o porta-voz sobre os encontros de hoje. "Houve um alinhamento entre o que ocorreu com a reunião da OCDE e na de Trump e Bolsonaro", acrescentou.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

mercado de trabalho

EUA surpreendem e criam 2,5 milhões de empregos em maio

A economia dos Estados Unidos criou 2,509 milhões de empregos em maio, segundo dados do payroll divulgados nesta sexta-feira (5). A previsão de analistas, segundo consulta do Projeções Broadcast, era de fechamento de 8 milhões de vagas. *Conteúdo em atualização

Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

14 notícias para começar o seu dia bem informado

Há alguns anos tudo era mato e só a XP estava aí para bater de frente com os bancos. Agora você tem opção, meu caro. E como! As plataformas de investimento independentes se espalharam pelo mercado financeiro como os restaurantes de “poke” em São Paulo. Mas quem diria que no meio da quarentena mais uma […]

expandindo atuação

Yduqs anuncia compra de grupo Athenas por R$ 120 milhões

Empresa é formada por cinco instituições localizadas no Rio Branco (AC), JiParaná (RO), Rolim de Moura (RO), Pimenta Bueno (RO) e Caceres (MT)

nas redes

Pandemia faz presidente perder seguidores, diz FGV

Para o diretor de Análise de Políticas Públicas da FGV, Marco Aurélio Ruediger, o governo falhou na avaliação sobre o impacto que a pandemia teria

entrevista

‘JBS abriu 3 mil vagas em maio à pandemia’, diz presidente da empresa

Empresa tem sofrido, especialmente no sul do País, questionamentos pelo alto índice de contaminação de funcionários por covid-19

esquenta dos mercados

Exterior positivo em dia de payroll deve impulsionar a bolsa brasileira

Mercado acionário global volta a mostrar otimismo com a reabertura econômica e pacotes de estímulos para recuperação da economia. O destaque do dia é a divulgação do payroll americano

país não é bem visto por democratas

Comitê da Câmara dos EUA se opõe a acordo com o Brasil

Ex-embaixador em Washington, Rubens Ricupero afirma que a carta dos democratas da Ways and Means “enterra” qualquer possibilidade de acordo

medida anticrise

Governo deve estender auxílio emergencial por mais dois meses

Equipe econômica avalia editar uma medida provisória para ampliar o período de duração do benefício, criado para dar suporte a trabalhadores informais, autônomos, desempregados e microempreendedores individuais

dinheiro no caixa

Centauro levanta R$ 900 milhões em oferta de ações

Empresa deve usar os recursos para o financiamento de aquisições de empresas em curso e futuras que possam contribuir para a execução de sua estratégia de crescimento

em meio à crise

Governo transfere R$ 83,9 milhões do Bolsa Família para investir em propaganda

Medida atinge os recursos previstos para a região Nordeste do País; Secom já havia aumentado para R$ 17,8 milhões suas despesas com propaganda

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements