Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-03-08T13:07:43-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Bolsa e dólar hoje

Ibovespa encerra mês com queda forte

Os fatores da baixa foram o exterior ruim, o PIB fraco, a Petrobras. Mas a cereja do bolo foi Bolsonaro dizendo que a idade mínima para aposentadoria de mulheres ser negociada

28 de fevereiro de 2019
10:25 - atualizado às 13:07
Selo marca a cobertura de mercados do Seu Dinheiro para o fechamento da Bolsa
Castello Branco, da Petrobras, criticou a Lei das SA que obriga a empresa a pagar um mínimo de dividendos. - Imagem: Seu Dinheiro

No último dia de fevereiro, a Bolsa de Valores de São Paulo decidiu se jogar num poço de negatividade. Chegou a cair 2%. Fechou a 1,77% com 95.584 pontos. Com isso, a Bovespa terminou o mês com perda acumulada de 1,86%. O dólar acompanhou o fortalecimento da moeda americana frente a outras divisas emergentes e fechou o dia em alta de 0,62%, a R$ 3,75. Em fevereiro, o acumulado revela ganhos para a moeda de 2,58%.

O dia teve um caldeirão de fatores ruins que puxaram o Ibovespa para baixo: primeiro, o noticiário internacional, com temores relacionados a questões geopolíticas e ao crescimento econômico. As trapalhadas com a reforma da Previdência também foram um fantasma soprando gelado na espinha do investidor. No começo da tarde, o temor virou paúra: em conversa com jornalistas, o presidente Jair Bolsonaro falou que a idade mínima de 62 anos para as mulheres, proposta na reforma da Previdência, é um ponto passível de mudança. E isso não caiu bem no mercado. Denotou que ainda falta ao governo estratégia e coordenação para tratar do tema. Foi nessa hora que a Bolsa teve seu pico que queda.

Petrobras: também não ornou

Como se não bastasse tudo isso, o resultado do balanço da Petrobras, que saiu de prejuízo para lucro no quarto trimestre, poderia dar algum alento ao Ibovespa, porém, a queda do petróleo no exterior talvez limite essa expectativa. Com isso, a ON teve baixa de 2,64%, e a PN, 0,07%.

Para piorar ainda mais, o presidente da estatal, Roberto Castello Branco, em teleconferência com analistas de mercado para apresentar o resultado financeiro de 2018, criticou a Lei das SA que obriga a empresa a pagar um volume mínimo de dividendos. Isso pegou muito mal. "Nós não somos uma utility", disse ele, acrescentando em seguida que, apesar de discordar, a companhia cumprirá  a exigência legal.

"Uma empresa endividada como a Petrobras deveria pagar menos dividendo e criar valor. Mas somos obrigados a pagar dividendo mínimo e continuaremos assim", disse Castello Branco.

Produto Interno Delicado

O PIB brasileiro, divulgado hoje, também não ajudou. Com crescimento de 1,1% em 2018, no piso do intervalo das estimativas dos analistas, deixou uma herança desfavorável para o dado de 2019, com instituições já cortando as previsões deste ano, entre elas JPMorgan e Rabobank. Alguns analistas ponderam que ainda que a Previdência seja aprovada, pode ser insuficiente para acelerar a economia.

Leia entre as linhas

As ações da EDP Energias do Brasil recuaram 7,04%, apesar da alta de 161% no lucro líquido do quarto trimestre, para R$ 524 milhões. O avanço no lucro foi basicamente devido à venda de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs), da ordem de R$ 340,58 milhões, e da Santa Fé, registrados no quarto trimestre do ano passado. Quando retiramos esse valor, o Ebitda ajustado ficou abaixo do consenso. Além disso, desde janeiro, a ação já subiu 26% e diante do resultado mais fraco, abre espaço para uma correção mais acentuada.

Ambev valendo menos

Destacando-se entre as maiores perdas do Ibovespa, com baixa de 6,15%, a Ambev divulgou queda de 17,3% no lucro líquido ajustado consolidado no quarto trimestre de 2018, de R$ 3,724 bilhões. A empresa perdeu tanto que seu valor de mercado encolheu R$ 74,8 bilhões em um ano. Há exatamente um ano, a cervejaria valia R$345,6 bilhões. Hoje está em R$270,8 bilhões.

O resultado divulgado foi impactado negativamente por despesas financeiras maiores, que afetaram o ritmo de crescimento do Ebitda orgânico. A Ambev segue com dificuldades em manter o domínio do mercado brasileiro de cervejas, mais concorrido agora. No quarto trimestre, o volume de vendas no País caiu 2,1%. "O resultado foi uma amostra de que a busca da Ambev para recuperar a participação de mercado e as margens perdidas no Brasil pode levar tempo", escreveram os analistas do UBS, em relatório a clientes.

Eletrobras no STF

A Eletrobras teve um dos piores desempenhos do Ibovespa. Hoje, a companhia informou que o julgamento sobre a correção dos empréstimos compulsórios da companhia no Superior Tribunal de Justiça (STJ) foi reiniciado ontem. Porém, logo em seguida, foi suspenso com votos de quatro ministros contra a tese da companhia, enquanto dois foram favoráveis. A discussão da ação da Eletrobras contra a União envolve o empréstimo compulsório cujos valores são estimados em R$ 18 bilhões.

O presidente da Eletrobras, Wilson Ferreira Junior, disse ontem que a companhia planeja endereçar neste ano uma solução para o empréstimo compulsório. O tema atualmente é alvo de provisões que somam R$ 18 bilhões, lembrou o executivo. Eletrobras ON caiu 8,01% e PNB recuou 4,37%.

Bancos no cheque especial

Os bancos voltaram a cair em bloco nesta quinta-feira influenciados por uma pior perspectiva econômica e cautela com a reforma da Previdência. As Units do Santander tombaram 4,14, as ON de Bradesco caíram 2,63%, enquanto as PN perderam 1,17%, as ON de Banco do Brasil baixaram 2,50% e PN de Itaú Unibanco desvalorizavam 1,89%.

Marfrig: lucrou, subiu

As ações ON de Marfrig tiveram avanço de 2,23%, após a empresa registrar o primeiro lucro desde 2010, de R$ 2,2 bilhões no quarto trimestre ante igual período de 2017. Os resultados foram impulsionados pelo recebimento dos recursos com a venda da subsidiária Keystone, concretizada em novembro, e pelo desempenho operacional positivo nas operações da empresa na América do Norte e na América do Sul.

Mas a BRF...

...caiu 4,77%. Pelos resultados divulgados, em 2018, a empresa teve prejuízo de R$ 4,46 bilhões, quatro vezes maior que o de 2017, de R$ 1,1 bilhão. As perdas de 2017 eram, até agora, as maiores da sua história. Segundo a empresa, o prejuízo reflete as vendas de ativos na Europa, Argentina e Tailândia, além de despesas de quase R$ 1 bilhão atreladas à Operação Carne Fraca/Trapaça e da reestruturação corporativa que está em curso.

CSN: 30% mais

Depois de cair quase 4% ontem, a ação da CSN voltou a subir praticamente recuperando o preço de fechamento de terça. Desde a divulgação do balanço referente ao quarto trimestre de 2018, o papel acumula alta de quase 30%. CSN ON teve avanço de 3,15%, maior alta do Ibovespa. Já as outras siderúrgicas tiveram queda, com Gerdau PN (1,88%) e Usiminas PNA (2,23%).

Uma bolada par a Oi

Fora do Ibovespa, as ações PN da Oi subiram 4,65%m 5,23%, enquanto as PN tiveram alta de 4,07%. A Oi anunciou hoje uma vitória dupla numa disputa societária travada há anos nos bastidores da Unitel, maior operadora móvel de Angola, na qual tem 25% das ações. Ao todo, a Oi receberá US$ 666,2 milhões (ou o equivalente a R$ 2,4 bilhões pelo câmbio atual) dos demais acionistas e o direito de indicar a maioria dos membros do conselho de administração da empresa.

O tribunal, que realizou a arbitragem do caso no âmbito da Câmara de Comércio Internacional, determinou que a Oi deve receber US$ 339,4 milhões por abusos praticados pelos demais acionistas. A corte avaliou que os sócios da Unitel violaram o acordo de acionistas ao negar o direito da Oi de nomear a maioria dos membros do conselho de administração desde junho de 2006; realizar transações em benefício próprio; deixar de informar questões corporativas relevantes; e tentar suspender os direitos da Oi como acionista. O tribunal arbitral também estabeleceu que os demais acionistas deverão pagar US$ 314,8 milhões à Oi por dividendos abaixo do devido nos últimos anos, bem como US$ 12 milhões de honorários e custos legais do processo.

 

 

 *Com Estadão Conteúdo
Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Dia Agitado

Após receber aporte bilionário, Ânima (ANIM3) compra participação em plataforma para formação de profissionais de saúde

Através de sua controlada Inspirali, a mesma a receber o aporte mais cedo, a companhia fechou um acordo para a aquisição de 51% da IBCMED

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ômicron e Powell assustam mercados, mas criptomoedas escapam da queda; confira os destaques do dia

O fim de novembro chega carregado de expectativa para o início oficial da temporada das festas de final de ano. As tradições natalinas podem variar de família para família, mas algumas coisas são universais — como as retrospectivas pessoais e a presença do clássico “Então é Natal”, da cantora Simone, em quase 100% dos lares […]

Natal antecipado

Dividendos: Blau Farmacêutica (BLAU3) vai distribuir juros sobre o capital próprio (JCP); confira o valor por ação

A ‘data de corte’ para os proventos, que devem cair na conta dos acionistas em 15 de dezembro, é na próxima sexta-feira (3)

FECHAMENTO DOS MERCADOS

PEC dos precatórios caminha e limita queda do Ibovespa, mas índice fecha novembro no vermelho; dólar vai a R$ 5,63

A nova variante do coronavírus e o posicionamento do Fed diante das ameaças amargaram o humor dos investidores no exterior, mas o Ibovespa conseguiu se segurar nos 100 mil pontos com o noticiário político.

Correria no Congresso

Governo quer esperar, mas presidente do Senado estuda votar PEC dos precatórios ainda hoje

O governo acredita já ter os votos necessários para aprovar a proposta, mas esperava garantir uma margem maior antes da votação

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies