Menu
2019-01-11T19:04:03-02:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Bolsa e dólar hoje

Ibovespa fecha em baixa, realizando lucros

Ainda com a baixa, o índice garantiu valorização de 1,98% na primeira semana inteira do ano e de 6,57% em janeiro

11 de janeiro de 2019
10:22 - atualizado às 19:04
Selo marca a cobertura de mercados do Seu Dinheiro para o fechamento da Bolsa
A Bolsa brasileira encerrou a sessão da quinta-feira com máxima histórica pela sexta vez neste ano - Imagem: Seu Dinheiro

Depois de passar três dias batendo recordes consecutivos, a Bolsa de Valores resolveu dar um tempo e fechou o dia em baixa, de 0,16% e 93.658 pontos. O investidor resolveu vender ações enquanto o preço estava bom para poder fazer algum dinheiro. Ainda com a baixa, o Ibovespa garantiu valorização de 1,98% na primeira semana inteira do ano e de 6,57% em janeiro. O movimento de baixa foi compatível com o de seus pares em Nova York, ainda que um pouco mais ameno.

Câmbio

O dólar fechou dia em alta de 0,16%, a R$ 3,71. O dólar teve a quarta semana consecutiva de queda, acumulando baixa de 5,12% nos últimos 30 dias. O real é a divisa que mais se valorizou ante a moeda americana neste começo de 2019, considerando um ranking de 143 países preparado pela Austin Rating. Hoje, a moeda americana teve um dia de instabilidade, em dia de fraca liquidez, acompanhando o movimento do dólar no exterior, que subiu ante o euro e moedas de alguns emergentes, como o México e a Turquia, em meio a preocupações sobre o fechamento do governo americano, que já dura três semanas, a desaceleração da economia mundial e os rumos das conversas comerciais entre a Casa Branca e Pequim. Pela manhã, o dólar chegou a superar os R$ 3,72, refletindo um fluxo de saída de recursos do País por conta de uma operação de uma grande empresa.

Embraer

O aval do presidente Jair Bolsonaro para a fusão da Embraer com a Boeing fez as ações da companhia aérea brasileira dispararem 10% no começo do dia. Na máxima, os papéis bateram R$ 23,09, próximo do valor registrado em dezembro de 2017 quando foram anunciadas as primeiras negociações entre as duas empresas.

Na semana passada, Bolsonaro provocou apreensão no mercado ao levantar a possibilidade de não aceitar alguns termos do acordo. Agora, o governo afirmou que deu sinal positivo ao negócio porque a produção das aeronaves já desenvolvidas e os atuais empregos serão mantidos no Brasil, assim como capacidade do corpo de engenheiros da Embraer. Também informou que a empresa brasileira terá um caixa inicial de US$ 1 bilhão.

No entanto, a agência de classificação de risco Standard & Poors colocou o rating BBB da empresa em posição para rebaixamento. Com isso, as ações diminuíram o ritmo de alta e fecharam o dia com 2,57%.
"Se a transação for concluída conforme a proposta, os negócios da Embraer serão reduzidos às suas unidades de jatos executivos e de defesa, que têm margens menores e maior volatilidade do que a divisão de aviação comercial. No entanto, a Embraer manterá uma participação de 20% em uma joint venture com perspectivas de crescimento mais fortes, beneficiando-se da especialização e capacidade comercial da Boeing", comentou a S&P em comunicado divulgado nesta sexta-feira. Para a agência, apesar da melhora na posição de equilíbrio da Embraer, "acreditamos que a cisão enfraquecerá consideravelmente o perfil de risco de negócios e a qualidade de crédito da empresa".

Petrobras

Os contratos futuros de petróleo encerraram o pregão desta sexta-feira em baixa. A desaceleração da economia global voltou a ter impacto nos preços do óleo. Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o petróleo WTI para entrega em fevereiro fechou em queda de 1,90%, cotado a US$ 51,59 por barril. Já na Intercontinental Exchange (ICE), o barril do Brent para março cedeu 1,95%, para US$ 60,48.

Com isso, Petrobras ONteve queda de 0,63% e a PN, recuo de 1,07%.

Log

Maior alta do Ibovespa, as ações da Log Commercial Properties subiam 12,06%. A companhia informou que espera expandir seu portfólio imobiliário em pelo menos 17% na comparação de 2019 com 2018. Nesse período, a Log estima que a área bruta locável (ABL) do seu conjunto de galpões passará de 768 mil m², registrado neste começo de janeiro, para 898 mil m² até o fim de dezembro.

Gol avante

A revisão do guidance (perspectivas) da Gol para os anos de 2018 e 2019 foi bem recebida pelos investidores, que levaram a ação a ser a segunda maior alta do Ibovespa hoje, com ganho de 7,35%. De acordo com relatório da Coinvalores, a revisão foi positiva, uma vez que as margens Ebitda e Ebit ficaram "bem acima do estimado anteriormente. Além disso, a Gol revisou para cima a oferta de assentos nos dois anos", apontou. A receita líquida deve ter crescimento de dois dígitos nos próximos dois anos, sendo que para 2019, a projeção passou de R$ 12,8 bilhões para R$ 12,9 bilhões.

Indicações na Petrobras

Os papéis ON da Petrobras caíram 0,63%, enquanto PN registrou redução de 1,07%. Além das mudanças promovidas na diretoria e da renúncia de dois membros do conselho, o presidente da companhia, Roberto Castello Branco, estaria pressionando pela saída de mais dois integrantes do colegiado para abrir caminho para o governo indicar quatro nomes de um total de onze membros.
Em relatório, os analistas da Rico consideraram a notícia negativa, pois caso se concretize, poderia sinalizar um conflito de interesses e uma ingerência que vai contra a posição liberal do governo.

Vergalhão

As ações da Gerdau fecharam em queda, com a ON em baixa de 2,64% e a PN em retração de 2,37%, em meio a rumores no mercado de redução nos lucros da empresa no quarto trimestre por conta de uma fraca demanda por aço no mesmo período, "principalmente no cenário interno", aponta Bruno Madruga, sócio e chefe de renda variável da Monte Bravo. A empresa divulga seu balanço corporativo no dia 21 de fevereiro.

Dona baratinha

As ações ON da Cielo foram as que tiveram a maior queda do dia (para variar), de 3,43%. O movimento foi de realização de lucros, após fecharam em alta superior a 9% na sessão anterior. Como o papel da empresa sofreu muito no ano passado diante da perda de market share da companhia, uma vez que existem agora mais rivais, a Cielo tem investido para tentar abrandar os impactos da concorrência, o que tem gerado fortes ganhos para a ação neste ano, com alta de 20% em janeiro. Alem disso, como existe uma grande procura por ações baratinhas, a Cielo saiu ganhando nesses dias.  A queda de hoje é natural devido ao forte aumento do papel ontem e, neste início de ano, com o investidor especulativo realizando lucros.

BRF: adiós mi Argentina

As ações da BRF apresentaram queda de 2,13%. Em janeiro, as ações registram alta de quase 5%. Ontem, após o fechamento do mercado, a companhia informou que fechou contratos para a venda de sua controlada Campo Austral, que produz alimentos à base de suínos na Argentina. O valor da empresa considerado para essa transação foi de US$ 35,5 milhões. Com isso, a BRF conclui o anúncio de venda de todos os seus ativos na Argentina. O Valor da Empresa (Enterprise Value) agregado para todas as operações anunciadas naquele país, considerando Quickfood, Avex e Campo Austral, totalizou US$ 145,500 milhões.

Ariovaldo Santos, gerente da mesa Bovespa da H. Commcor, explica que os desinvestimentos da companhia, dona das marcas Sadia e Perdigão, já estavam precificados. "O preço do papel vem sendo influenciado pelos desinvestimentos anunciados pela empresa. Isso já havia acontecido quando a BRF negociou a venda de fábricas para a Marfrig. Mas essa é uma ação que trabalha no giro. No dia 8, por exemplo, subiu mais de 4,5% à espera das tratativas entre Estados Unidos e China", diz Santos.

Mais privatizações

As ações da CCR subiram 3,80% e as ON da Ecorodovias avançam 2,45%. Os papeéis se destacaram entre as maiores altas, ampliando os ganhos obtidos nesta semana, impulsionados pela expectativa de privatização de rodovias pelo governo.
Além disso, hoje à tarde, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), anunciou ter assinado contrato de concessão de "quatro das mais importantes rodovias federais gaúchas". O leilão, realizado em novembro do ano passado, foi vencido pela Companhia de Participações em Concessões, empresa do grupo CCR.

Mais bonzinho

O papel ON da Cyrela teve alta de 2,80% depois que o Credit Suisse elevou o preço-alvo das ações da empresa de R$ 15,50 para R$ 18,50, o que representa um potencial de valorização de 15% em relação à cotação do papel no fechamento do último pregão. O relatório aponta ainda um cenário mais benigno para a demanda imobiliária, o que acabou beneficiando outras empresas do setor. A ação ON da Gafisa sobe 0,74% e a ON da Direcional avança 1,33%.

Chega de shopping

As ações da Multiplan e da Iguatemi, duas empresas de shopping centers, operaram em queda nesta manhã. De acordo com operadores, o Morgan Stanley rebaixou a recomendação dos papéis da Multiplan de "equal-weight" (em linha com o mercado) para "underweight" (abaixo da média do mercado). O preço-alvo foi elevado de R$ 22 para R$ 23, o que significa uma desvalorização de 4,8% em relação ao último fechamento. O Morgan Stanley também cortou a recomendação da Iguatemi ON de "overweight" (acima da média de mercado) para equal-weight, sendo o preço alvo de R$ 42, um potencial de alta de 3%. Há pouco, os papéis ordinários da Multiplan tiveram baixa de 1,99%. Já Iguatemi ON registrou perda de 1,67%.

Gringos

A conta-gotas, os investidores estrangeiros começam a voltar à Bolsa e ingressaram com R$ 63,543 milhões na última quarta-feira (09). Ainda assim, o saldo acumulado é negativo em R$ 1,138 bilhão.

Semana que vem

Para o início da próxima semana de negócios, o exterior ainda pesará sobre as decisões, uma vez que está prevista a votação do Brexit, as negociações entre Estados Unidos e China ainda estão em andamento e há divulgação de dados econômicos nos dois países, como varejo americano e balança comercial chinesa. Esses dados dão indicações a respeito do ritmo de aquecimento da economia global. No Brasil, o mercado fica atento ao IBC-BR do Banco Central.
*Com Estadão Conteúdo
Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

medida anticrise

Governo vai prorrogar novamente corte de jornada e salário

Programa foi anunciado em abril como medida para evitar um aumento ainda maior do desemprego diante da pandemia do novo coronavírus

defesas na corte

STF julga ação sobre venda de refinarias da Petrobras; veja o que já foi dito

Corte analisa um pedido de autoria do Senado Federal que alega que o governo federal estaria desmembrando a empresa para vender ativos; julgamento acontece nesta quinta

atenção, acionista

Hypera paga R$ 185,4 milhões em juros sobre capital próprio

Segundo a empresa, serão de R$0,29290 por ação ordinária, com retenção de imposto de renda na fonte; veja condições

PANDEMIA NO PAÍS

Brasil registra 1.031 mortes por coronavírus nas últimas 24 horas

O último registro acima de mil mortes pela covid-19 havia ocorrido em 15 de setembro

privatizações

‘Paulo Guedes está desequilibrado’, diz Maia após acusação

Ministro falou que há boatos de que o deputado fez um acordo com a esquerda para não pautar as privatizações

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements