Menu
2019-06-27T13:38:34-03:00
indícios de recuperação

Atacadistas impulsionam alta de 7% na receita do comércio em 2017, diz IBGE

Atividade comercial arrecadou R$ 3,4 trilhões em receita operacional líquida no ano de 2017, segundo a Pesquisa Anual do Comércio, divulgada nesta quinta-feira, 27

27 de junho de 2019
13:36 - atualizado às 13:38
Comércio
Imagem: Fotos Públicas

A atividade comercial arrecadou R$ 3,4 trilhões em receita operacional líquida no ano de 2017, segundo a Pesquisa Anual do Comércio, divulgada nesta quinta-feira, 27, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado representou um crescimento de 7,0%, já descontada a inflação do período. O maior avanço na receita ocorreu no comércio atacadista, com alta de 11,1% em relação a 2016, seguido pelo comércio de veículos e peças (7,2%) e varejo (3,2%).

Os dados mostram indícios de recuperação econômica da atividade comercial, após o "contexto de incerteza, instabilidade institucional e retração econômica que atingiu a economia brasileira no biênio 2015/2016", avaliou o IBGE.

"Essa retomada do comércio pode estar relacionada à melhoria no consumo das famílias, possivelmente influenciada pela queda nos preços, refletida no menor nível do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) desde 1998; à queda da taxa Selic (taxa básica de juros), que se reflete em melhores condições de crédito; bem como à política de liberação do saque do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) em contas inativas, que aumentou o poder de compra de uma parcela significativa da população", explicou o IBGE, em nota oficial.

As empresas comerciais geraram R$ 583,7 bilhões de valor adicionado bruto no ano de 2017. O País tinha 1,5 milhão de empresas comerciais, englobando um total de 1,7 milhão de unidades locais, 1,8% a menos do que no ano anterior. Apesar da redução no total do comércio, o atacado cresceu, com 2,3% unidades locais a mais em 2017.

O comércio ocupou cerca de 10,2 milhões de trabalhadores, que receberam R$ 226,7 bilhões em salários e outras remunerações. Tanto o número de empregados (1,0%) quanto a massa salarial (2,1%) cresceram em relação a 2016.

A margem de comercialização - que corresponde à diferença entre a receita líquida de revenda e os custos das mercadorias revendidas - foi da ordem de R$ 765,1 bilhões no ano de 2017, sendo o segmento de comércio varejista responsável por 56,4% desse valor, o atacadista, por 36,0%, e o de veículos, por 7,6%.

A taxa de margem de comercialização - que indica o quanto determinado setor é capaz de definir sua receita líquida de vendas acima dos seus custos com aquisição de mercadorias para revenda e variação de estoques - foi de 39,1% no varejo, 23,3% no atacado e 21,9% no comércio de veículos e peças.

O ranking das atividades com maior taxa de margem permanece relativamente constante nos últimos 10 anos, liderado em 2017 pelo comércio varejista de tecidos, vestuário, calçados e armarinho (82,2%). A lanterna ficou com o comércio atacadista de combustíveis e lubrificantes (8,1%).

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Mais alívio no câmbio

R$ 5,35: com uma ajuda do exterior, o dólar zerou os ganhos no mês e virou para queda

O clima tranquilo visto nos mercados globais abriu espaço para mais uma queda no dólar à vista — a sexta nas últimas sete sessões. Com isso, a moeda americana voltou aos níveis do fim de abril, afastando-se cada vez mais do patamar dos R$ 6,00

Títulos públicos

Tesouro Direto tem emissão líquida recorde de R$ 1,57 bilhão em abril

Com a emissão recorde, o estoque do programa fechou abril em R$ 60,24 bilhões, um aumento de 3,1% em relação ao mês anterior (R$ 58,44 bilhões)

Em meio à pandemia

56,6 milhões de brasileiros já receberam auxílio emergencial, diz Caixa

Todos receberam o pagamento da primeira parcela do benefício, no valor total de R$ 39,9 bilhões, enquanto 44,2 milhões de brasileiros também já receberam a segunda parcela, em um total de R$ 30,9 bilhões

Em pronunciamento

Em pronunciamento, Maia faz convite à “pacificação dos espíritos”

Sem citar as crises institucionais do Executivo ou mesmo chefes de outros Poderes, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, fez um pronunciamento nesta terça-feira

Renda imobiliária

Vitreo lança primeira carteira de fundos imobiliários e quer captar R$ 100 milhões

Após colocar em operação sua distribuidora de valores no início de maio, a Vitreo lança sua primeira carteira administrada composta de diferentes fundos imobiliários

Esperanças para o fim da crise

Conheça três dos principais estudos que buscam uma vacina contra o coronavírus – e que mexem com o mercado

Notícias do avanço de pesquisas sobre vacinas contra o coronavírus costumam impactar o mercado, que espera ansiosamente por uma solução que permita uma retomada das economias

Coronavírus na estatal

Petrobras tem 181 empregados com covid-19 e 510 recuperados, diz MME

A empresa não registra nenhum óbito entre os seus contratados, segundo o MME

De mãos dadas

Ministros militares agora negociam com o Centrão

Partiu do general reformado Augusto Heleno Ribeiro, o atual ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), na convenção do PSL que confirmou a candidatura de Jair Bolsonaro ao Planalto em julho de 2018, um dos mais duros ataques ao Centrão. Agora, andam de mãos dadas

ENERGIA

Aneel propõe empréstimo de R$ 15,4 bi a elétricas para evitar tarifaço

O financiamento visa cobrir custos gerados pela crise da covid-19 no setor elétrico e evitar um reajuste médio imediato de cerca de 12% no meio da pandemia.

em meio à crise

Governo pretende gastar R$ 44 mil com esteira ergométrica para Mourão

Justificativa para a procura é que o Palácio do Jaburu não tem aparelho “minimamente adequado” e que atenda aos “princípios da ergonomia e biomecânica”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements