Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-05T14:22:32-03:00
Estadão Conteúdo
Mudanças no radar

Governo está revendo o Rota 2030, mas não há proposta alternativa, diz secretário

Projeto começou a ser discutido pelo governo Temer com representantes do setor automotivo em 2017 e foi aprovado no fim do ano passado

15 de fevereiro de 2019
14:51 - atualizado às 14:22
Montadora de carros e veículos
Mudanças no Rota 2030 estão no radar do governoImagem: Shutterstock

O secretário da Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos da Costa, afirmou na manhã desta sexta-feira, 15, em palestra para empresários em São Paulo, que o governo está revendo o Rota 2030, programa criado pelo governo Michel Temer e destinado ao setor automotivo, com incentivo fiscal em troca de investimento em pesquisa e desenvolvimento.

"Assim como todos os programas, estamos revendo o Rota 2030. É um programa que já é uma grande evolução em relação ao Inovar-Auto (antigo programa para o setor), que foi aprovado, que tem de ser bem executado, que os recursos têm de ser bem direcionados, mas temos de rever para garantir efetividade e que os incentivos sejam adequados aos fins", disse o secretário.

Ele afirmou, no entanto, que o governo ainda não tem uma proposta concreta alternativa ao Rota 2030. Mas garantiu que não serão mudanças bruscas. "Não pretendemos fazer proposta que mude tudo. Mas quando há outro governo eleito de maneira legítima, há coisas que precisam ser revistas. É governo com linha bastante diferente em relação a anteriores", disse.

Todas as mudanças que serão propostas, segundo ele, serão planejadas, previsíveis, anunciadas e com o objetivo de garantir o Estado de Direito.

O Rota 2030 começou a ser discutido pelo governo Temer com representantes do setor em 2017. Após negociações, o projeto foi enviado ao Congresso e aprovado no fim do ano passado.

Impostos

Segundo Carlos da Costa, o governo pretende reduzir a carga tributária do Brasil, que hoje está em mais de 30% do PIB, para 20%.

"Não vamos aumentar impostos. Pelo contrário, vamos diminuir, primeiro de uma forma leve e depois queremos chegar aos 20% de carga tributária, que é um valor razoável. Para o nível de renda brasileira, o projetado é 22%, enquanto nós temos mais de 30%", disse o secretário, enquanto enumerava as prioridades do novo governo.

Aos empresários, o secretário pediu ainda que ninguém o procurasse no governo para pedir subsídio ou proteção, como, segundo ele, ocorria em governos anteriores. "O MDIC, antigo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, era um balcão. Esse balcão está fechado", afirmou, sendo aplaudido em seguida.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Ao Vivo

Apple apresenta novos modelos de MacBook Pro e Airpods; acompanhe o lançamento

Apresentado pelo CEO da companhia, Tim Cook, este é o segundo evento da empresa para lançamento de produtos neste ano

Benefício perto do fim

Sem substituto para o Bolsa Família, Bolsonaro afirma que definição sobre extensão do auxílio emergencial sai nesta semana

O presidente não revelou quantas serão as novas parcelas do benefício, mas afirmou que o valor já foi decidido pelo governo no último sábado

Movimentando o mercado

Fleury (FLRY3) compra Laboratório Marcelo Magalhães; saiba mais sobre aquisição, a segunda maior na história do grupo

O grupo pagará R$ 384,5 milhões pela empresa, que, com 64 anos de história, é referência em medicina diagnóstica no estado de Pernambuco

DIA DE ESTREIA

Getnet (GETT11) ganha vida própria e estreia na B3 com o pé direito; ações ordinárias e preferenciais disparam mais de 100%

As units (GETT11), papéis com maior liquidez, subiam cerca de 59,45%, cotadas a R$ 7,51. Como parte da cisão de SANB11, integrante do Ibovespa, as ações já integram o principal índice da bolsa brasileira

Venda de ativos

A Oi (OIBR3 e OIBR4) está mais perto da virada com um sinal verde do Cade

As ações da Oi (OIBR3 e OIBR4) sobem nesta manhã, reagindo ao sinal verde dado pelo Cade para a venda de parte da V.tal/InfraCo ao BTG

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies