Menu
2019-04-04T12:27:02-03:00
O dia do acordo chegou

GM anuncia investimento de R$ 10 bilhões para fábricas de São Caetano do Sul e São José dos Campos

Anúncio foi feito após quase dois meses de negociações com o governo do Estado para a obtenção de incentivos fiscais que garantissem o valor investido

19 de março de 2019
13:10 - atualizado às 12:27
General Motors
Imagem: shutterstock

Dois meses depois de ameaçar deixar de produzir no Brasil caso não voltasse a ter lucro na operação, a direção da General Motors (GM) no País utilizou o Palácio dos Bandeirantes, sede do governo de São Paulo, para confirmar o plano de investir R$ 10 bilhões de 2020 a 2024 nas duas fábricas instaladas no Estado, uma em São Caetano do Sul e outra em São José dos Campos.

O anúncio contou com a presença do governador de São Paulo, João Doria, do secretário da Fazenda, Henrique Meirelles, e do presidente da GM América do Sul, Carlos Zarlenga, entre outros representantes do governo e da empresa. Atrás da mesa onde o anúncio foi feito, um enorme cartaz alternava a logo do governo do Estado e da GM.

Segundo Zarlenga, os investimentos serão destinados a novos produtos. O executivo não detalhou quanto será investido em cada fábrica.

O anúncio foi feito depois de quase dois meses de negociações com o governo do Estado para a obtenção de incentivos fiscais que garantissem o investimento. Como solução, o governo apresentou no último dia 8 um programa de incentivo ao setor, que dá descontos de até 25% no ICMS para empresas que apresentarem planos de investir pelo menos R$ 1 bilhão no Estado e gerar no mínimo 400 empregos.

Para chegar ao desconto máximo, de 25%, a empresa tem de apresentar investimento de pelo menos R$ 10 bilhões, exatamente o mesmo valor anunciado pela GM.

O presidente da GM América do Sul afirmou que ficou impressionado com a rapidez do governo em apresentar uma solução. “Hoje eu pensei que seria um dia que não ia chegar, mas chegou”, afirmou Zarlenga.

Promessa de 400 empregos

Doria também frisou em sua fala a expectativa para a geração de empregos com o novo projeto da montadora. Segundo ele, são esperados 1.200 empregos entre 2020 e 2024, sendo 400 diretos e outros 800 indiretos.

O governador não detalhou, no entanto, quantos desses empregos diretos serão criados em cada uma das duas fábricas da montadora no Estado.

A estimativa de empregos diretos a serem gerados é exatamente o mínimo exigido pelo programa de incentivo ao setor anunciado pelo governo do Estado.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

mercado aquecido

Cury, da Cyrela, tem preço por ação a R$ 9,35 em IPO

Com a emissão de 18,1 milhões de novas ações, a empresa teve um aumento de capital social de R$ 169,9 milhões

fora do Executivo

Bolsonaro diz que BB, Caixa e Casa da Moeda não serão privatizados em seu governo

Ele afirmou que não está “segurando privatizações” e que qualquer processo é “demorado”

mudança

BC altera assinatura no câmbio e permite conta pré-paga em compra internacional

No caso da assinatura eletrônica em contratos de câmbio, será permitido usar soluções como a gravação de imagem ou de voz, o registro de sinalização gráfica de concordância e o envio ou recebimento de e-mail

Sextou com o Ruy

Como investir bem em um país que insiste em não dar certo

Para não depender do sucesso do Brasil nem da boa vontade dos governantes, o Felipe Miranda decidiu procurar por um ativo que desse grandes lucros e não estivesse ligado a nenhum desdobramento macroeconômico

projeções da corretora

XP Investimentos amplia cobertura e recomenda compra para dois FIIs de lajes corporativas

Cotas dos fundos PVBI11 e RECT11 têm potencial de alta de no mínimo 12% e oferecem rendimento de dividendo de até 8,4%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements