Menu
2019-09-25T19:38:07-03:00
Estadão Conteúdo
Passando o bastão

Economista búlgara vai substituir Lagarde no FMI

Kristalina Georgieva é a primeira pessoa nascida em um país emergente a dirigir o FMI desde a fundação da instituição

25 de setembro de 2019
19:38
Kristalina Georgieva
Kristalina Georgieva - Imagem: Shutterstock

A economista búlgara Kristalina Georgieva foi escolhida como a próxima diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), em substituição à francesa Christine Lagarde, que se tornará presidente do Banco Central Europeu (BCE).

Georgieva é a primeira pessoa nascida em um país emergente a dirigir o FMI desde a fundação da instituição, em 1944.

Ela foi selecionada depois de um processo iniciado pelo Conselho Executivo do Fundo em 26 de julho. O comitê tem 24 membros, que representam os 189 países associados ao FMI. A posse está marcada para 1º de outubro.

Georgieva é diretora-executiva do Banco Mundial desde janeiro de 2017. Entre fevereiro e abril, ela ocupou o cargo de presidente do Grupo Banco Mundial. Anteriormente, foi membro da Comissão Europeia.

A búlgara tem Ph.D. Em ciência econômica e mestrado em economia política e sociologia pela Universidade de Economia Mundial e Nacional, de Sófia, capital da Bulgária. Ela foi professora na instituição de 1977 a 1991.

Em um comunicado, Georgieva declarou que o FMI nunca foi tão importante para a economia mundial. "É uma responsabilidade enorme ser a líder do FMI em um momento em que o crescimento da economia mundial segue decepcionando, as tensões comerciais persistem e o nível de endividamento estão em níveis historicamente altos. Nossa prioridade imediata é ajudar os países a minimizar o risco de crise e lidar com os ventos contrários", disse.

Contato: [email protected]

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

fique de olho

Itaú anuncia pagamento de juros sobre capital próprio

Serão R$ 0,05648 por ação, com retenção de 15% de imposto de renda na fonte; pagamento é uma antecipação aos aos dividendos e JPC do resultado de 2021

mudanças na estatal

Conselheiro recém-eleito da Petrobras renuncia

Marcelo Gasparino da Silva foi eleito no último dia 12; executivo indica medida como “irrevogável”

seu dinheiro na sua noite

B3 Fashion Week

A semana de moda da bolsa brasileira está pegando fogo! Flashes por todos os lados, comentários entusiasmados, queixos caídos a cada novo desfile. As grandes marcas não pouparam esforços para a coleção outono/inverno — e, como era de se esperar, um intenso burburinho toma conta dos bastidores. Essa sexta-feira foi particularmente animada, com a Renner […]

Moradia classe A

Pandemia, juros baixos e dólar caro: combo impulsiona o mercado de imóveis de luxo

Uma combinação que prejudicou boa parte das empresas brasileiras acabou beneficiando o segmento imobiliário de alto padrão

fechamento da semana

Brasília impede Ibovespa de decolar, mas saldo da semana ainda é positivo; dólar vai a R$ 5,58

No Brasil, o que garantiu um bom desempenho do Ibovespa foi a alta das commodities e a recuperação econômica de Estados Unidos e China.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies