Menu
2021-02-08T16:42:17-03:00
Estadão Conteúdo
perspectivas

Piora na covid-19 e vacinação lenta podem ameaçar América Latina em 2021, diz FMI

Entidade projeta que a América Latina e o Caribe registrem crescimento de 4,1% em 2021 e de 2,9% em 2022

8 de fevereiro de 2021
16:42
São,Paulo,,Brazil,-,July,8,,2020,-,Movement,In
Julho de 2020 - Movimento no centro de Carapicuíba (SP). - Imagem: Shutterstock

O Fundo Monetário Internacional (FMI) demonstra otimismo sobre a retomada econômica na América Latina e no Caribe, mas também alerta para riscos, como a piora do quadro na pandemia no fim do ano passado ou o risco de vacinação contra a covid-19 mais lenta do que o previsto.

A avaliação foi feita durante entrevista coletiva virtual de Alejandro Werner, diretor do Departamento do Hemisfério Ocidental do Fundo.
Werner disse que uma piora recente nos números da pandemia já representam uma ameaça para a retomada "desigual" e com "enormes custos humanos" atual.

O FMI projeta que a América Latina e o Caribe registrem crescimento de 4,1% em 2021 e de 2,9% em 2022, após contração de 7,4% em 2020. Para o Brasil, espera avanço de 3,6% neste ano e de 2,6% em 2022.

No caso da Argentina, a expectativa é de crescimentos de 4,5% e 2,7%, respectivamente, e no do México, de 4,3% e 2,5%. Já para a economia chilena, espera crescimento de 5,8% em 2021 e de 3,5% em 2022.

O FMI considera que, após a forte contração registrada no segundo trimestre de 2020, houve recuperação rápida em alguns países no terceiro trimestre, superando as expectativas, em nações como Brasil, Peru e Argentina, com o setor manufatureiro mostrando mais impulso do que o de serviços, diante do efeito maior da pandemia sobre estes.

Para o Fundo, a perspectiva da região melhorou diante da expectativa por avanços na vacinação contra a covid-19, que ajudará a normalizar a atividade econômica, pelo impulso na economia dos EUA e também por preços melhores de matérias-primas no mercado internacional. Um atraso na vacinação, porém, pode provocar efeito contrário, advertiu.

Ao alertar para os impactos da pandemia na região, Werner mencionou estimativa segundo a qual mais de 16 milhões de pessoas entraram na pobreza na América Latina e no Caribe diante da pandemia e seus impactos. Nesse quadro, defendeu que os países, a depender de suas condições fiscais e monetárias, continuem a "apoiar as famílias vulneráveis e as empresas".

Argentina

Questionado sobre as negociações com a Argentina, Werner deu poucos detalhes sobre o diálogo. Ele comentou que a meta de tentar chegar a um acordo com Buenos Aires é "ambiciosa", mas que as partes tentarão cumpri-la, "trabalhando intensamente" para isso.

Perguntado sobre se eventualmente o acordo com o país poderia exceder o prazo de dez anos para sua execução, comentou que uma decisão desse tipo não caberia a ele, mas ao conselho executivo do Fundo.

A autoridade do FMI também disse que a entidade avalia um avanço recente na inflação no país e o que pode ser feito pelas autoridades locais para lidar com a situação.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

O melhor do Seu Dinheiro

E hoje ainda é dia de PIB

Os livros de história que contarem como a economia brasileira atravessou a crise provocada pela pandemia da covid-19 obrigatoriamente vão registrar o número que será divulgado logo mais às 9 horas pelo IBGE. Seja qual for o resultado, o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2020 será de fato histórico. A expectativa do mercado […]

alerta

Lockdown maior do que esperado pode gerar 1º semestre um pouco pior, diz presidente do BC

Com a vacina, o segundo semestre deverá registar uma taxa de crescimento econômico melhor, disse Roberto Campos Neto

Esquenta dos Mercados

Destaques do dia incluem saída de conselheiros da Petrobras, votação de PEC emergencial e dados do PIB

Como se não bastasse, a divulgação de dados da economia norte-americana deve influenciar na cautela da bolsa de hoje

temos um desafiante

Via Varejo supera projeções no 4º tri e mostra que quer a coroa do e-commerce

Reestruturação promovida pela administração e mudança de hábito dos consumidores faz vendas pela internet crescerem três dígitos

nova crise?

Após interferência, quatro conselheiros da Petrobras pedem para não ter mandatos renovados

Para Paulo Guedes, decisão de trocar o comando da estatal foi “satisfação política” que Bolsonaro deu aos caminhoneiros

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies