Menu
2019-04-04T14:00:42-03:00
Estadão Conteúdo
Fala de Christine Lagarde

Economia mundial está desacelerando mais rápido do que o esperado, diz FMI

Diretora-gerente do fundo afirmou que não há uma recessão neste momento, mas que ficou claro que os riscos aumentaram

1 de março de 2019
19:05 - atualizado às 14:00
christine-lagarde
Diretora do FMI alertou também para o crescente endividamento mundial, que subiu a US$ 182 trilhões no fim de 2017 - Imagem: Shutterstock

Diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde afirmou nesta sexta-feira que, embora em 2018 o crescimento econômico no mundo tenha permanecido próximo das máximas após a última crise, a expansão "está desacelerando e mais rapidamente do que o esperado". Segundo ela, não há uma recessão neste momento, "mas é bem claro que os riscos aumentaram".

Em discurso em Lisboa, Lagarde listou desafios ao quadro global, entre eles o aumento das tensões comerciais. Ela citou que uma nova escalada em barreiras comerciais pode reduzir o crescimento global em quase meio ponto porcentual, com cadeias de produção afetadas e ambiente de investimentos mais incerto.

A diretora-gerente do FMI apontou também para o crescente endividamento mundial, que subiu a US$ 182 trilhões no fim de 2017, quase 60% superior a 2007. Isso deixa governos, empresas e famílias mais vulneráveis a um crescimento menor e sem sincronia, bem como a taxas de juros mais elevadas, alertou.

Lagarde afirmou ainda que a transição para um crescimento menor e mais sustentável na China é "bem-vinda", mas ponderou que há risco de desaceleração mais rápida do que o previsto na potência asiática. Mesmo com medidas de estímulo eficazes, elas podem estar orientadas para atividades menores intensivas em importações, com isso o restante do mundo continuará a sentir a desaceleração chinesa.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Ano de eleição

Promessas de Bolsonaro estouram “folga” do Orçamento em 2022

A ampliação do Bolsa Família e um eventual aumento de 5% nos salários do funcionalismo público já superam o espaço adicional de R$ 25 bilhões para o próximo ano

Nova esperança?

Estados Unidos planejam investir US$ 3,2 bilhões em antivirais para tratar covid-19 e outras doenças

Segundo o Dr. Fauci, principal conselheiro do presidente Joe Biden no combate à pandemia, novo programa vai acelerar o que já está em andamento

PODCAST MESA QUADRADA

De pintor de parede a chef renomado, Alex Atala diz que competitividade foi empurrão: ‘se não fosse provocado, seria um bundão’

Chef de cozinha fala sobre sua trajetória e comenta crises e investimentos bem sucedidos

Amor e presentes

Demanda por crédito no País sobe 13% em maio, impulsionada por Dia das Mães

Índice Neurotech revela que o aumento das vendas no varejo, especialmente nas lojas de departamento e vestuário durante a data comemorativa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies