Menu
2019-07-24T17:05:06-03:00
Eduardo Campos
Eduardo Campos
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo e Master In Business Economics (Ceabe) pela FGV. Cobre mercado financeiro desde 2003, com passagens pelo InvestNews/Gazeta Mercantil e Valor Econômico cobrindo mercados de juros, câmbio e bolsa de valores. Há 6 anos em Brasília, cobre Banco Central e Ministério da Fazenda.
Detalhes só amanhã

Guedes sobre FGTS: todo ano vai ter liberação

Ministro da Economia, Paulo Guedes, também falou que medida terá impacto de R$ 42 bilhões, sendo R$ 30 bilhões em 2019 e R$ 12 bilhões em 2020

23 de julho de 2019
18:25 - atualizado às 17:05
O ministro da Economia Paulo Guedes, durante cerimônia de posse aos presidentes dos bancos públicos.
Ministro da Economia Paulo Guedes - Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, estimou que a liberação de contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) vai somar cerca de R$ 42 bilhões, sendo R$ 30 bilhões agora em 2019 e outros R$ 12 bilhões em 2020.

As novidades, segundo o ministro, serão apresentadas amanhã quarta-feira. Mas ele antecipou que serão mesmo liberadas contas ativas e inativas e que ao contrário do movimento feito no governo Michel Temer, que fez a liberação uma única vez, “nós vamos soltar para sempre, todo ano vai ter”.

Desde que o tema voltou ao noticiário, já tivemos diversos balões de ensaio sobre como seria a liberação desses recursos do FGTS. A última ideia que o governo fez circular é de que as retiradas seriam limitadas a R$ 500 para contas ativas e inativas e que em 2020 seria instituído um “saque aniversário”.

O desenho final será conhecido amanhã à tarde. Mas o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, falou que o valor deve ficar mesmo ao redor desses R$ 500, mas que a equipe econômica ainda estuda o assunto. O que importa, segundo Barros, é o montante total que será movimentado e que o governo quer dar oportunidade de acesso ao dinheiro que é do trabalhador.

Paulo Guedes falou com a imprensa após participar de cerimônia no Palácio do Planalto sobre o novo mercado de gás. O ato formal foi a assinatura de um decreto que instituiu o Comitê de Monitoramento da Abertura do Mercado de Gás Natural. Mas foi, mesmo, uma forma de defender o livre mercado e a concorrência como pilares do governo.

O presidente Jair Bolsonaro fez um discurso curto e “de coração” afirmando que o Brasil começa a dar certo, pois teve a liberdade de escolher pessoas competentes e patriotas para estarem ao seu lado.

Hacker

O ministrou também foi questionado sobre a invasão de seu telefone por hacker. Segundo Guedes, esse tipo de ação é “banditismo, invasão de privacidade, um retrocesso enorme”. “Estamos querendo reconstruir o país e tem, infelizmente, marginais, bandidos, que ficam fazendo esse tipo de coisa. Mas vamos em frente”, disse o ministro.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Cadastre-se agora em nossa newsletter
Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

CORONAVÍRUS

Xi Jinping alerta para a ‘grave situação’ criada pela disseminação ‘acelerada’ do novo coronavírus

Até agora, as autoridades disseram que a doença já infectou mais de 1.300 pessoas e matou 41. Mas a Comissão Nacional de Saúde anunciou que 237 pacientes estão em condições graves

ECONOMIA

‘Recessão profunda torna retomada lenta’, diz economista do Insper

“Um ponto a se considerar é que, somando com os resultados de 2018, já são quase 1,2 milhão de empregos desde a crise. O mercado de trabalho demorou para responder, porque a recessão foi muito profunda, mas está respondendo”, falou Sergio Fripo

AINDA SOBRE A 'CAIXA-PRETA'

TCU dá 20 dias para BNDES explicar auditoria milionária da ‘caixa-preta’

Após um ano e dez meses focado em oito operações com as empresas JBS, Bertin, Eldorado Brasil Celulose, a auditoria não apontou nenhuma irregularidade

DE OLHO NA VALE

Vale paga multas ao governo mineiro, mas questiona cobranças do Ibama

De acordo com dados da Semad, foram aplicados até o momento 11 autos de infração em decorrência do rompimento da barragem no dia 25 de janeiro de 2019

OLHO NAS STARTUPS

Volume de aportes em startups do País cresce 80% e atinge US$ 2,7 bi em 2019

O número de aportes, por sua vez, cresceu 8,3% na comparação com 2018, mas não bateu recordes – em 2017, foram 263 investimentos no País, mas com valor individual menor, totalizando US$ 905 milhões

ACORDOS

Bolsonaro assina 15 acordos com a Índia e fala que comércio poderá superar US$ 50 bilhões até 2022

O principal acordo assinado é o de cooperação e facilitação de investimentos (ACFI), segundo o jornal Folha de S.Paulo

MAIS LIDAS DO SEU DINHEIRO

MAIS LIDAS: O sonho da aposentadoria rápida

Caro leitor, O que te assusta mais: o coronavírus ou a fila do INSS? Não tenho dúvidas de que a nova doença foi o assunto da semana no mundo todo, mas o desejo de se aposentar rápido – e sem depender do governo – foi o que bombou aqui no Seu Dinheiro.  O projeto Aposente-se aos […]

DE OLHO NA TECNOLOGIA

Toyota investe US$ 394 milhões em companhia de táxi aéreo elétrico, Joby Aviation

Parecida a um drone, a aeronave tem capacidade para quatro passageiros mais o piloto, possui seis hélices, um alcance de 150 milhas (aproximadamente 240 km) e pode voar até 200 milhas por hora (cerca de 320 km/h)

POLÍTICA

Em Davos, Doria se ‘afasta’ de Bolsonaro

Nesses 12 meses de intervalo, o clima entre os dois não apenas esfriou como houve troca de farpas tendo como pano de fundo o cenário político de 2022

EMPREGO

Em 1º ano, Bolsonaro gera mais vagas que Temer, mas fica atrás de Lula e Dilma

Com a economia ganhando tração a partir do segundo semestre do ano passado, o Caged registrou saldo positivo de 644.079 vagas com carteira assinada em 2019

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements