Menu
2019-08-23T09:10:09-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
olha o gado

JBS aprova emissão de R$ 600 milhões em debêntures

Serão 600 mil debêntures no valor unitário de R$ 1 mil, destinados à formação dos direitos creditórios do agronegócio que constituirão lastro para a oferta pública dos CRA

23 de agosto de 2019
9:08 - atualizado às 9:10
vaca
Vaca - Imagem: Shutterstock

A JBS informou nesta quinta-feira, 22, que seu conselho de administração aprovou a emissão de até R$ 600 milhões em debêntures (títulos da dívida). No comunicado, a companhia disse que os recursos serão usados para a compra de gado.

Ontem, as ações da industria de alimentos (JBSS3) terminaram o dia cotadas a R$ 29,06 - os papeis acumulam uma alta de 150% desde o início do ano. Veja como será o dia os investidores nesta sexta-feira, na Bula do Mercado.

Segundo a JBS, a emissão será feita em duas séries - uma delas remunerada pelo CDI, com prazo de 48 meses, e outra indexada ao IPCA, com vencimento em 60 meses.

Serão 600 mil debêntures no valor unitário de R$ 1 mil, destinados à formação dos direitos creditórios do agronegócio que constituirão lastro para a oferta pública dos CRA.

Vale lembrar: as debêntures, assim como as CRAs, não contam com a proteção do FGC e, para reaver o dinheiro antes do vencimento, é preciso vender o título no mercado secundário, o que pode sacrificar um pouco a rentabilidade.

Os papéis têm um pouco mais de risco de calote e liquidez do que os títulos das instituições financeiras.

No último tri

No último trimestre, a JBS registrou um lucro líquido e R$ 2,183 bilhões entre abril e junho deste ano, revertendo o prejuízo de R$ 911,1 milhões contabilizado no mesmo período de 2018. A receita líquida avançou 12,5% na mesma base de comparação, chegando a R$ 50,8 bilhões.

Já a geração de caixa livre somou R$ 3,72 bilhões — cifra 92,6% maior que a vista há um ano. Com isso, a dívida líquida da JBS caiu 11,3% na base anual, chegando a R$ 44,77 bilhões. Os números foram elogiados por analistas.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

EM SITUAÇÃO DELICADA

FMI vê País com a pior dívida entre emergentes

Situação fiscal ruim do Brasil só é superada por países menores, como Angola, Líbia e Omã

ESQUENTA DOS MERCADOS

Coronavírus assusta, mas balanços corporativos tentam injetar otimismo nos mercados

O aumento do número de casos do coronavírus e a novela do pacote de estímulos fiscais americanos continuam como os principais fatores de cautela no radar dos investidores

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Lá e de volta outra vez: o maior IPO da história e a pandemia em semana de decisão monetária

Hegel costumava afirmar que a história sempre se repete (como disse, se reordena e retrocede sobre si). Ora, não é que nos deparamos com essas duas ideias nessa última semana de outubro?

Balanços

Santander tem recuperação em “V” e lucro sobe para R$ 3,9 bilhões no trimestre

A unidade local do banco espanhol supera expectativas de longe com lucro líquido de R$ 3,902 bilhões, alta de 5,3% em relação ao terceiro trimestre de 2019

REPARAÇÃO

Eletrobras adere a acordo de leniência da Camargo Corrêa e receberá R$ 117 milhões

Empreiteira assinou acordo de leniência em 2019, confessando ilícitos praticados contra diversas estatais e o governo federal

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies