Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-04T08:57:20-03:00
Estadão Conteúdo
Abaixo do esperado

Entregas na aviação comercial da Embraer em 2018 vêm dentro da estimativa mas executiva vem abaixo

Fabricante de aeronaves brasileira encerrou o ano com carteira de pedidos firmes a entregar (backlog) de 368 unidades no valor de US$ 16,3 bilhões, 10,9% abaixo dos US$ 18,3 bilhões em 2017

11 de fevereiro de 2019
10:36 - atualizado às 8:57
Embraer
Imagem: Divulgação

A Embraer anunciou o volume de entregas de jatos em 2018 nesta segunda-feia, 11. Ao todo, a companhia entregou 181, sendo 90 na aviação comercial e 91 na executiva (dos quais 64 leves e 27 grandes).

O primeiro segmento ficou dentro da estimativa de 85 a 95 jatos, já o outro grupo veio abaixo: a previsão para a entrega de jatos executivos era de 105 a 125.

A fabricante de aeronaves brasileira encerrou o ano com carteira de pedidos firmes a entregar (backlog) de 368 unidades no valor de US$ 16,3 bilhões, 10,9% abaixo dos US$ 18,3 bilhões em 2017.

Ainda de acordo com comunicado ao mercado divulgado há pouco, a companhia registrou no quarto trimestre entrega de 33 jatos comerciais e 36 executivos, dos quais 24 leves e 12 grandes.

A empresa destaca no período que foram concluídos os contratos acordados no Farnborough Airshow, que ocorreu em julho, como o da Republic Airways de pedido firme de 100 jatos E175 e direito de compra de mais 100.

Também citou a Azul, com pedido firme de 21 jatos E195-E2, além do contrato de três E190 com a Nordic Aviation Capital (NAC) e que a Binter Canarias encomendou três jatos E195-E2, com direito de compra a dois jatos adicionais do mesmo modelo.

No quarto trimestre a American Airlines assinou um pedido firme de 15 jatos E175 e a Air Kiribati fez dois pedidos firmes do jato E190-E2 e direito de compra de outros dois.

Também a carteira de encomendas do trimestre inclui pedido firme adicional de nove jatos E175 feito pela SkyWest.

Na aviação executiva, a companhia destaca no último trimestre do ano os novos modelos de jatos executivos Praetor 500 e Praetor 600, com certificação e entrada em serviço aguardadas respectivamente para o terceiro e o segundo trimestres de 2019.

Por fim, na área de defesa, a companhia cita o Certificado de Tipo para o cargueiro KC-390 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e na área de serviços e suporte, diversos contratos internacionais.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Ajuste seu relógio

Pregão terá uma hora a mais a partir de novembro; entenda a mudança e veja a nova agenda da bolsa

As alterações começam a valer a partir do dia 8 de novembro; a B3 vai ajustar a bolsa para refletir o fim do horário de verão nos EUA

Nada de penny stock

Na Saraiva (SLED3 e SLED4), uma medida para aliviar a pressão da CVM — mas que não tira a corda do pescoço

A Saraiva (SLED3 e SLED4) quer fazer um grupamento de ações na proporção de 35 para 1, saindo da casa dos centavos — mas perdendo liquidez

Seu Dinheiro no sábado

O que esperar para os seus investimentos até 2024?

Como parte das comemorações de três anos do Seu Dinheiro, montamos um conteúdo especial para discutir o cenário de investimentos até 2024

PAPO CRIPTO #004

Bitcoin (BTC) pode chegar aos US$ 100 mil ainda este ano, tudo depende dos EUA, afirma André Franco ao Papo Cripto

As gamecoins como o Axie Infinity devem movimentar ainda mais o mercado até o final do ano

ATENÇÃO, ACIONISTA

Hapvida (HAPV3) vai recomprar até 100 milhões de ações; papéis acumulam queda de 17% no ano

A operadora de saúde anunciou hoje que dará início a um programa de recompra de papéis com duração de até 18 meses

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies