Menu
2019-03-28T14:03:57-03:00
Estadão Conteúdo
Dados do Caged

Setor eletroeletrônico encerra o 1º bimestre com abertura de 4.192 empregos formais

Números foram levantados pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica, com base em informações do Caged

28 de março de 2019
14:03
Carteira de trabalho
No mês passado o Caged cadastrou as contratações de 173.139 vagasImagem: shutterstock

O setor eletroeletrônico abriu em fevereiro 2.099 vagas de emprego com carteira assinada e fechou o primeiro bimestre de 2019 acumulando a geração de 4.192 vagas, já que em janeiro foram gerados 2.093 empregos formais no segmento. Os dados são da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), com base em informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (Caged).

No mês passado o Caged cadastrou as contratações de 173.139 vagas, cinco vezes mais que as 34.313 vagas abertas em janeiro.

Com o desempenho do primeiro bimestre, o total de empregados diretos na indústria eletroeletrônica passou de 232,2 mil em dezembro de 2018 para 236,4 mil em fevereiro. Com o resultado do bimestre, o total de funcionários do setor retornou aos níveis de outubro do ano passado, compensando a redução ocorrida nos meses de novembro e dezembro de 2018.

Apesar disso, a indústria eletroeletrônica ainda não recuperou as perdas dos últimos anos nos níveis de emprego. Em dezembro de 2014, o setor empregava 294 mil trabalhadores.

Para o presidente da Abinee, Humberto Barbato, o resultado de fevereiro traz um alento para o setor, mas ainda há muito a ser feito para que a retomada se consolide. "Precisamos urgentemente da aprovação das reformas e de outras medidas que mantenham a confiança do setor produtivo para que os níveis de emprego mantenham a tendência de expansão", afirma.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Novo competidor

Grupo catarinense que fatura R$ 8,8 bi vai abrir 1º atacarejo no estado de SP

O Grupo Pereira vai abrir uma unidade da Fort Atacadista, sua bandeira de atacarejo, na cidade de Jundiaí; forte competição em SP é desafio

Tensão em Brasília

Racha no Congresso põe reformas em xeque

A decisão do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), de fatiar a reforma tributária foi vista como a pá de cal nas chances de avanço das reformas no Congresso até o fim do atual governo. Embora Lira tenha prometido abrir o diálogo com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para definir os próximos passos, […]

Rapidinhas da semana

BLINK: Itaúsa, B2W, Eletrobras e mais recomendações rápidas

Felipe Miranda, sócio-fundador e CIO da Empiricus, fala sobre Alpargatas, Eletrobras, Itaúsa, Lojas Americanas e muito mais no Blink

Reserva de emergência

Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo, vende ações da Amazon e põe US$ 5 bi na conta

O bilionário Jeff Bezos vendeu cerca de 1,5 milhão de ações da Amazon nos últimos dias e pode vender outros 500 mil papéis em breve

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies