🔴 [EVENTO GRATUITO] COMPRAR OU VENDER VALE3? INSCREVA-SE AQUI

Estadão Conteúdo
EMPREGO

Em 1º ano, Bolsonaro gera mais vagas que Temer, mas fica atrás de Lula e Dilma

Com a economia ganhando tração a partir do segundo semestre do ano passado, o Caged registrou saldo positivo de 644.079 vagas com carteira assinada em 2019

Estadão Conteúdo
25 de janeiro de 2020
9:47 - atualizado às 10:02
Carteira de trabalho
Imagem: shutterstock

Na saída da maior recessão da história do País, o presidente da República, Jair Bolsonaro, gerou menos empregos formais em seu primeiro ano de governo que seus antecessores petistas, que iniciaram seus mandatos em ciclos econômicos mais favoráveis.

Com a economia ganhando tração a partir do segundo semestre do ano passado, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) registrou saldo positivo de 644.079 vagas com carteira assinada em 2019, o melhor resultado desde 2013.

Em seu primeiro ano de governo, em 2003, o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) obteve um resultado um pouco melhor no Caged, com a abertura líquida de 825.133 postos de trabalho. O resultado, porém, representou uma queda em relação aos 975.200 empregos criados em 2002, último ano do governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

No primeiro ano do segundo mandato de Lula, em 2007, a geração de empregos formais chegou, por sua vez, a 1,893 milhão, crescendo sobre o saldo positivo de 1,485 milhão do ano anterior.

O governo da ex-presidente da República Dilma Rousseff (PT) marcou o início da trajetória de queda no ritmo de criação de vagas, ainda que tenha se iniciado com números ainda robustos no mercado de trabalho. Após o recorde de 2,543 milhões de vagas em 2010 (ainda no governo Lula), o primeiro ano de Dilma à frente do Planalto registrou um Caged positivo em 1,944 milhão de empregos em 2011.

Com uma sequência de crescimentos cada vez menores, o primeiro ano do segundo mandato de Dilma representou uma inversão completa na dinâmica do emprego no País, com o fechamento de -1,542 milhão de postos de trabalho em 2015.

Mesmo com o impeachment da ex-presidente no ano seguinte, o governo de Michel Temer (MDB) - que assumiu o País em maio de 2016 - ainda registrou o fechamento de 1,321 milhão de vagas naquele ano.

O primeiro resultado positivo após a recessão que marcou a saída do PT do governo federal ocorreu apenas em 2018, com a abertura de 529.554 vagas no último ano de Temer no Planalto.

Compartilhe

FECHAMENTO HOJE

Fluxo estrangeiro segue impulsionando, e Ibovespa fecha em alta de quase 1%; dólar vai a R$ 5,27

1 de fevereiro de 2022 - 19:27

O setor de mineração e siderurgia encabeçou o movimento positivo, ainda que os investidores estejam sem a referência da cotação do minério de Qingdao, com negociação paralisada devido ao feriado do Ano Novo Chinês.

mercados hoje

Ibovespa ganha fôlego ao longo da manhã e se firma nos 112 mil pontos; dólar vai a R$ 5,28

1 de fevereiro de 2022 - 10:20

As tensões entre Rússia e Ucrânia parecem ter saído do radar dos investidores, que aguardam os balanços das big techs

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa e dólar driblam cautela global e marcam golaço para encerrar o mês; bolsa acumula alta de 7% e dólar cai a R$ 5,30

31 de janeiro de 2022 - 19:42

O dia foi de recuperação para as bolsas americanas e de instabilidade para o Ibovespa, mas a bolsa brasileira encerrou o mês em alta de quase 7%

mercados hoje

Dólar acelera queda acompanhando o exterior e vai a R$ 5,30, enquanto bolsa se firma em alta na segunda metade do pregão

31 de janeiro de 2022 - 10:21

Ainda esta semana ocorre a divulgação da taxa básica de juros, a Selic, aqui no Brasil, o que injeta ainda mais cautela dos investidores

Acima das expectativas

Mercado de trabalho cria mais empregos em julho e registra saldo positivo

26 de agosto de 2021 - 11:21

Segundo o Caged, foram criadas 316.580 vagas de emprego formal no mês passado, acima da mediana de estimativas do mercado, de 300 mil

De olho na Bolsa

Esquenta dos mercados: Crise hídrica deve pressionar a bolsa hoje; exterior opera com cautela antes do Simpósio de Jackson Hole

26 de agosto de 2021 - 7:49

No radar, Paulo Guedes, Ministro da Economia, e Onyx Lorenzoni, do Trabalho e Previdência, têm participação em eventos hoje

Mais vagas preenchidas

Saldo de carteiras de trabalho assinadas em junho é positivo, segundo Caged

29 de julho de 2021 - 11:27

Após a criação de 276.043 vagas em maio, o mercado de trabalho formal brasileiro acelerou no mês passado e registrou um saldo positivo 309.114 carteiras assinadas em junho

Abertura de vagas

Setor de serviços abre 110.956 vagas em maio e puxa Caged, seguido por comércio

1 de julho de 2021 - 11:29

Já a indústria geral abriu 44.146 vagas em maio, enquanto houve um saldo de 42.526 contratações na agropecuária

Melhorando

Brasil cria 120.935 vagas de emprego formal em abril, segundo Caged

26 de maio de 2021 - 12:56

Em abril do ano passado, em meio ao lockdown nacional devido à primeira onda de covid-19, houve fechamento de 963.703 vagas com carteira assinada

Geração de emprego

Brasil gera 184 mil novos empregos formais em março, diz governo

28 de abril de 2021 - 12:33

No acumulado de 2021, foi registrado saldo de 837.074 empregos; Guedes elogiou desempenho

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar