2019-02-28T15:41:51-03:00
Estadão Conteúdo
Pauta antiga na petroleira

Presidente da Petrobras defende que revisão da cessão onerosa envolva apenas a União e a estatal

Com sua posição, Roberto Castello Branco afirma que não há necessidade de a revisão passar pelo Congresso

28 de fevereiro de 2019
15:41
roberto-castello-branco
Roberto Castello Branco - Imagem: José Cruz/Agência Brasil

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, defendeu que a revisão do contrato de cessão onerosa fique a cargo exclusivamente das partes envolvidas - União e a empresa. "O contrato de cessão onerosa envolve duas partes, então não deve ser objeto de lei", afirmou em coletiva de imprensa para apresentar o resultado financeiro do ano passado. A sugestão, portanto, é que não há necessidade de a revisão passar pelo Congresso.

Questionado se o ministro da Economia, Paulo Guedes, está de acordo com isso, Castello Branco respondeu que ele participou da negociação. "Mas não posso me arvorar como porta-voz (do ministro Guedes)", disse o presidente, sinalizando que o desenho de revisão do contrato anunciado nesta quinta-feira, 28, pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) satisfaz o ministro Guedes.

Durante a coletiva, o presidente da Petrobras comentou também o programa de venda de refinarias. A intenção é adotar um novo modelo de venda, diferente do que foi apresentado pelo ex-presidente da companhia Pedro Parente. A ideia é vender um pacote de refinarias, com o cuidado de não estimular a formação de monopólios regionais, disse ele. O dinheiro arrecadado será usado para reduzir o endividamento.

A avaliação de Castello Branco é que o modelo apresentado inicialmente não era competitivo, entre outros motivos, porque exclui compradores. O diretor Financeiro da empresa, Rafael Grisolia, destacou, porém, que a ideia não é suspender o processo, "ele está aberto". A intenção é "revisitá-lo".

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

DESTAQUES DO DIA

Commodities brilham e Gerdau (GGBR4), Braskem (BRKM5) e PetroRio (PRIO3) puxam recuperação do Ibovespa

Enquanto o Ibovespa sobe mais de 1%, o bom desempenho das empresas ligadas ao setor de commodities puxam a recuperação do índice

Bitcoin (BTC) hoje

Bitcoin começa dezembro em alta e se mantém nos US$ 58 mil; Terra (LUNA) e Shiba Inu (SHIB) são destaques entre as altcoins

As criptomoedas deixam para trás um final de mês difícil e avançam apesar das últimas declarações da secretária do Tesouro dos EUA sobre a regulamentação de stablecoins

Conteúdo NovaDAX

NovaDAX diversifica portfólio com listagem de cinco novas moedas

Os investidores da plataforma agora tem mais opções de trade

BURACO NEGRO

Empresa de Elon Musk à beira da falência? Bilionário admite que o risco é real se a SpaceX não decolar

Em e-mail enviado aos funcionários, CEO descreve a existência de uma crise muito pior do que a imaginada no desenvolvimento dos motores Raptor

Índice em expansão

Casa cheia: Porto Seguro (PSSA3) e Positivo (POSI3) entram na primeira prévia do novo Ibovespa

As units da GetNet (GETT11) foram excluídas da carteira nessa primeira prévia; com isso, o Ibovespa começaria 2022 com 93 ativos