Menu
2019-10-17T14:44:47-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
dinheiro na conta

Caixa e Banco do Brasl depositam abono salarial PIS/Pasep nesta quinta-feira (17)

Pagamento é feito de acordo com o mês de nascimento do contribuinte: quem é da iniciativa privada e faz aniversário em julho recebeu o benefício primeiro

17 de outubro de 2019
14:21 - atualizado às 14:44
Fachadas da Caixa e do Banco do Brasil
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

A Caixa Econômica Federal realiza nesta quinta-feira, 17, o pagamento do abono salarial PIS/Pasep para trabalhadores da iniciativa privada que nasceram no mês de outubro.

O Banco do Brasil também deposita nesta quinta o benefício para empregados públicos com final da inscrição 3.

O pagamento é feito de acordo com o mês de nascimento do contribuinte: quem é da iniciativa privada e faz aniversário em julho recebeu o benefício primeiro, e o cumprimento total do calendário ocorre de forma escalonada até junho de 2020. Já o pagamento para empregados públicos vai até março do próximo ano.

O que é o PIS?

O fundo PIS/Pasep é formado pelo Programa de Integração Social (PIS), gerido pela Caixa Econômica, e pelo Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), gerido pelo Banco do Brasil.

Até 1988, os depósitos eram feitos em contas individuais, em modelo semelhante ao do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Hoje, porém, os recursos do PIS/Pasep compõem o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que custeia programas como Seguro-Desemprego, abono salarial e os empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Quem tem direito ao abono do PIS/Pasep?

Os contribuintes que tiveram rendimento médio de até dois salários mínimos mensais e trabalharam formalmente por ao menos 30 dias no ano anterior ao do depósito têm direito ao benefício.

O pagamento é anual e pode chegar a um salário mínimo, dependendo do tempo de contribuição: quem trabalhou por 30 dias em 2018 receberá 1/12 do valor do salário mínimo vigente em 2019; quem trabalhou por 60 dias, 2/12, e assim sucessivamente.

Além disso, é necessário ser cadastrado no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e estar com os dados atualizados na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Como consultar o saldo?

Para conferir o saldo do abono salarial, o contribuinte pode acessar o portal da Caixa. Também é possível consultar o saldo do PIS pelo telefone, pelo aplicativo Caixa Trabalhador ou ligando no 0800 726 0207.

Empregados públicos devem consultar o site do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento do BB, nos números 4004-0001 ou 0800 729 0001. Outra opção é o Alô trabalhador, pelo telefone 158.

Como receber?

O abono salarial é depositado de forma automática para correntistas da Caixa. Quem possui o Cartão Cidadão pode procurar lotéricas ou pontos de atendimento da Caixa para sacar o benefício. Os contribuintes que não têm o cartão devem procurar uma agência da Caixa, apresentando documento com foto.

Já no caso de empregados públicos, o valor é creditado pelo Banco do Brasil. Quem não tiver conta no BB pode acessar o site do banco e solicitar gratuitamente a transferência por meio de TED para outra instituição.

Calendário PIS

O calendário de pagamento é feito de acordo com o mês de aniversário do contribuinte. Confira abaixo as datas previstas para 2019/2020:

  • Nascidos em julho: 25 de julho;
  • Nascidos em agosto: 15 de agosto;
  • Nascidos em setembro: 19 de setembro;
  • Nascidos em outubro: 17 de outubro;
  • Nascidos em novembro: 14 de novembro;
  • Nascidos em dezembro: 12 de dezembro;
  • Nascidos em janeiro: 16 de janeiro de 2020;
  • Nascidos em fevereiro: 16 de janeiro de 2020;
  • Nascidos em março: 13 de fevereiro de 2020;
  • Nascidos em abril: 13 de fevereiro de 2020;
  • Nascidos em maio: 19 de março de 2020;
  • Nascidos em junho: 19 de março de 2020;

Calendário Pasep

  • Final da inscrição 0: 25 de julho;
  • Final da inscrição 1: 15 de agosto;
  • Final da inscrição 2: 19 de setembro;
  • Final da inscrição 3: 17 de outubro;
  • Final da inscrição 4: 14 de novembro;
  • Final da inscrição 5: 16 de janeiro de 2020;
  • Final da inscrição 6 e 7: 13 de fevereiro de 2020;
  • Final da inscrição 8 e 9: 19 de março de 2020;

Quem recebeu a cota do PIS tem direito ao abono?

As cotas do fundo PIS/Pasep e o abono salarial são dois benefícios diferentes. A cota é um saldo remanescente para quem trabalhou formalmente até 4 de outubro de 1988 e nunca sacou o benefício.

  • O pagamento é liberado em casos de:
  • Aposentadoria;
  • Aniversário de 70 anos do contribuinte;
  • Idosos ou deficientes atendidos pelo Benefício da Prestação Continuada (BPC);
  • Invalidez do contribuinte ou de um dependente dele;
  • Transferência para reserva remunerada ou reforma, no caso de militares;
  • Morte do contribuinte: nesse caso, o saldo é recebido pelos dependentes ou sucessores.
  • A liberação do fundo, porém, vem sendo usada nos últimos anos como medida para estimular a economia. Em 2017, o então presidente Michel Temer editou uma medida provisória (MP) e autorizou o saque do abono PIS para idosos não enquadrados nas regras previstas.

A MP passou por alterações no Congresso Nacional e, após várias alterações, o saque foi liberado para todos os trabalhadores com valores no fundo. Com a medida, mais de R$ 2 bilhões foram injetados na economia.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

Covid no Brasil

Brasil chega a 465,1 mil casos por coronavírus e 27,8 mil mortes

Do total de casos confirmados, 189.476 pacientes foram recuperados

Agência de telecomunicações

Anatel acata decisão judicial e aprova regra que retira sigilo de ligações

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) regulamentou a questão ontem, 28, em cumprimento a uma decisão da Justiça Federal do Sergipe

seu dinheiro na sua noite

Adam Smith e o PIB da pandemia

A economia funciona desta forma: a produção de bens e serviços só existe em função do consumo. Essa conclusão não é minha, é claro, mas de Adam Smith. Citar o “pai” do liberalismo em um raro momento de consenso sobre a necessidade de maior atuação do Estado para conter os efeitos do coronavírus na economia […]

De novo

CVC adia mais uam vez entrega do balanço do quarto trimestre de 2019

A operadora e agência de viagens CVC informou nesta sexta-feira, 29, que as suas demonstrações financeiras referentes ao exercício de 2019 só devem ser apresentadas até 31 de julho

Auxílio emergencial

Caixa abre mais de 2 mil agências no sábado

Por enquanto, apenas quem recebeu a primeira parcela até 30 de abril e nasceu em janeiro pode sacar o valor

Saldo positivo

Após muita volatilidade, dólar acumula queda de 1,83% em maio; Ibovespa sobe 8,57% no mês

Uma suavização nos fatores de risco domésticos e globais permitiu que o dólar se despressurizasse em maio e levou o Ibovespa de volta aos 87 mil pontos

Presidente da Câmara

Maia rechaça aumento de impostos para suprir queda na receita e defende reformas

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que considera difícil qualquer tipo de aumento na carga tributária para compensar a queda de receita pública por causa da pandemia de covid-19

Para dirigentes de instituições

CMN estende restrição de dividendos até dezembro de 2020

O Conselho Monetário Nacional (CMN) decidiu estender até dezembro de 2020 a regra que proíbe o aumento na remuneração de dirigentes de instituições financeiras e a distribuição de dividendos acima do mínimo obrigatório

Campos Neto fala

Para BC, é possível que efeitos do isolamento persistam até metade de 2021

Para Campos Neto, o medo que as pessoas sentem de serem contaminadas fará com que muitos mantenham hábitos adquiridos durante o período de quarentena

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements