Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2018-12-04T12:12:19-02:00
Estadão Conteúdo
DONA DAS REDES RICARDO ELETRO E INSINUANTE

Após aporte de R$ 300 milhões, gestora deve assumir controle da Máquina de Vendas

Resultado da fusão da Ricardo Eletro, do empresário Ricardo Nunes, e da Insinuante, de Luiz Carlos Batista, em 2010 – a varejista tem dívidas de R$ 3 bilhões, metade delas com bancos, e está sem linha de crédito no mercado

4 de dezembro de 2018
12:12
Fachada da Loja Ricardo Eletro no centro do Rio de Janeiro.
Fachada da Loja Ricardo Eletro no centro do Rio de Janeiro. - Imagem: Fabio Mota/Estadão Conteúdo

A Máquina de Vendas, dona das redes Ricardo Eletro e Insinuante, deve homologar nas próximas semanas seu plano de recuperação extrajudicial com seus fornecedores, que têm débitos de R$ 1,5 bilhão com varejista, apurou o jornal O Estado de S. Paulo. Esse acerto será importante para que a Starboard, especializada em reestruturação em empresas com problemas financeiros, faça um empréstimo de cerca de R$ 300 milhões à companhia - esse valor deverá ser convertido em ações, tirando os fundadores do controle do negócio.

Resultado da fusão da Ricardo Eletro, do empresário Ricardo Nunes, e da Insinuante, de Luiz Carlos Batista, em 2010 - a varejista tem dívidas de R$ 3 bilhões, metade delas com bancos, e está sem linha de crédito no mercado. O aporte da Starboard permitirá à companhia ganhar mais fôlego. Os reestruturadores, que têm o fundo americano Apollo como sócio, terão ao final 72,5% da Máquina de Vendas e, os fundadores, incluindo a família Salfer, o restante.

Em agosto, a companhia entrou com pedido de recuperação extrajudicial na Justiça. À época, 60% dos fornecedores de linha branca e eletroeletrônicos consentiram em renegociar as dívidas com o grupo. Agora, essa renegociação será estendida aos demais credores, que concordaram em voltar a entregar produtos para empresa. A mudança de controle da varejista está prevista para os próximos 30 a 60 dias.

Nas últimas semanas, cerca de 15 fornecedores, que respondem por 80% dos R$ 1,5 bilhão de débitos, voltaram a abastecer a loja com produtos. A iniciativa foi importante para a varejista faturar durante a Black Friday, promoção relâmpago realizada no mês de novembro. A expectativa da companhia é elevar as receitas no Natal.

Terceira maior rede de eletroeletrônicos e linha branca do País, atrás de Magazine Luiza e Via Varejo, a empresa teve dificuldade de fazer a integração de suas bandeiras - além da Insinuante e Ricardo Eletro, é dona das redes City Lar, Salfer e Eletro Shopping - e foi perdendo espaço para os rivais, de acordo com especialistas ouvidos pelo jornal O Estado de S. Paulo.

A rede, que chegou a faturar R$ 10 bilhões por ano, deve encerrar 2017 com receita de cerca de R$ 3 bilhões. No ano passado, as vendas foram de R$ 5 bilhões. Com 650 lojas, a varejista chegou a ter quase 1,2 mil unidades em todo País. Fontes a par do assunto afirmaram que a prioridade da companhia é retomar as vendas. Expansão de número de lojas, por ora, está descartada. A aposta da empresa de reestruturação é que o faturamento da rede volte a crescer com a retomada do crescimento da economia.

Crise aguda

Não foram poucos os fundos de investimento que desde 2013 olharam os números e a operação da Máquina de Vendas. As margens baixas do setor, o complexo processo de integração do grupo e os perfis conflitantes dos donos afastaram os potenciais interessados, segundo fontes. O projeto inicial da Máquina de Vendas era atrair um sócio minoritário para a compra de 20% a 40% da companhia.

Antes da Starboard, outras empresas de reestruturação tentaram fazer o "turnaround" (virada) da empresa. Em julho de 2015, a consultoria de Enéas Pestana, ex-presidente do Grupo Pão de Açúcar (GPA), chegou a fazer um plano de reestruturação. Ricardo Nunes chegou a ser afastado da gestão, mas acabou voltando ao negócio seis meses depois, com a saída de Pestana.

No plano atual da Starboard, Nunes deverá se manter na gestão comercial do grupo.

Procuradas pela reportagem, a gestora Starboard e a Máquina de Vendas não comentaram o assunto. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

ÚLTIMO ADEUS?

De malas prontas para deixar a B3, Banco Inter (BIDI11) reverte prejuízo em lucro líquido de R$ 19,2 milhões no terceiro trimestre

O banco digital também celebrou a marca de 14 milhões de clientes no período, um salto de 94% na comparação com o terceiro trimestre de 2020

Tecnologia em foco

As big techs na balança: veja como foi o trimestre de Google, Microsoft e Twitter

Três das principais big techs americanas reportaram seus balanços nesta noite; veja como se saíram Alphabet/Google, Microsoft e Twitter

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Pressão nos juros, Elon Musk mais rico e o brilho das ações das elétricas

As projeções de bancos e economistas para a alta da Selic não param de subir. É possível ver essa tendência semanalmente no boletim Focus, divulgado toda segunda-feira pelo Banco Central, em relatórios de diversas casas de análise e na curva dos juros futuros — que não param de ser revisados para patamares cada vez mais […]

ACIONISTAS FELIZES

Farra dos dividendos: Santander (SANB11), Klabin (KLBN11) e Porto Seguro (PSSA3) anunciam proventos; banco espanhol vai pagar R$ 3 bilhões aos acionistas

Confira mais detalhes sobre os valores por ação, previsão para o pagamento e a data-limite para entrar na festa de cada uma das três empresas

MERCADOS HOJE

Ibovespa volta a cair mais de 2% na véspera da decisão do Copom; inflação salgada e fiscal deteriorado comandaram o dia

O mercado financeiro aguarda ansioso pelas palavras do BC, que devem pesar a recente deterioração do cenário fiscal e a elevação dos preços. O Ibovespa teve novo dia de perdas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies