Menu
2018-11-29T14:56:09-02:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Gigante de papel e celulose

‘Cade europeu’ aprova a fusão entre Suzano e Fibria

Pedido de aprovação havia sido enviado no início de outubro e foi julgado neste mês

29 de novembro de 2018
14:53 - atualizado às 14:56
Suzano Papel e Celulose
Suzano Papel e Celulose - Imagem: Amanda Oliveira/Governo da Bahia

A Fibria e a Suzano deram mais um importante passo no seu processo de fusão nesta quinta-feira, 29. Isso porque a autoridade da concorrência da Europa (o Cade europeu) aprovou o negócio com base nos termos aprovados em Assembleias Gerais Extraordinárias das companhias, realizadas no dia 13 de setembro de 2018.

O pedido foi enviado em 11 de outubro deste ano, depois que o negócio foi validado por países como Estados Unidos, China e Turquia. De acordo com a Suzano, o negócio será concluído em 14 de janeiro de 2019 e resultará na quarta companhia mais valiosa do Brasil (excluindo financeiras). Serão 11 milhões de toneladas de celulose e 1,4 milhão de toneladas de papel produzidos por ano.

As companhias informaram também que a operação ainda estava sujeita ao encerramento antecipado do contrato para fornecimento de celulose de fibra curta celebrado entre Fibria e Klabin.

Sobre esse tema, a Klabin informou que após avaliar os benefícios mercadológicos e estratégicos de assumir a comercialização de celulose de fibra curta BEKP (Bleached Eucalyptus Kraft Pulp) atualmente realizada pela Fibria, protocolou memorando às autoridades europeias propondo o encerramento antecipado do contrato de comercialização de BEKP firmado com a Fibria como um remédio à operação entre Suzano e Fibria.

A empresa ressalta que muitos compradores de BEKP já mantêm relacionamento direto com a Klabin por também serem clientes de celulose de fibra longa e fluff, produtos de boa aceitação no mercado desde o início das operações da Unidade Puma.

"A Klabin conta com adequada estrutura comercial, logística e know-how na distribuição dos mais diversos produtos, e com esse passo firma-se como um fornecedor independente e competitivo também no mercado internacional de BEKP", afirma a empresa.

*Com Estadão Conteúdo.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

ideias do paletta

O rugido do leão: Aaai, meus dividendos…

Possível taxação sobre proventos possui pontos positivos e negativos: veja agora como ela te impacta

Uma pra lá, outra pra cá

Rede de farmácias D1000 estreia com tombo de 7% na B3; Quero-Quero sobe

Ambas as empresas foram listadas no Novo Mercado, segmento com os mais elevados padrões de governança corporativa da B3; IPOs movimentaram mais de R$ 2 bilhões

reduzindo custos

Na crise, empresas migram para galpões

Pequenos lojistas de shopping center e distribuidores de produtos de moda, por exemplo, encontraram uma forma mais barata e prática para economizar nesse momento difícil

Varejo online

O balanço bom não bastou. Mercado Livre cai na bolsa e arrasta Magalu, Via Varejo e B2W

Mercado Livre registrou forte crescimento no volume de vendas, que atingiu US$ 5 bilhões no segundo trimestre, mas não foi o suficiente para empolgar os investidores

meio ambiente

Itamaraty reduz importância de área ambiental na diplomacia do Brasil

Numa sequência de mudanças políticas, o governo Jair Bolsonaro desistiu de sediar a Conferência do Clima (COP) 25, no ano passado, e rebaixou o tema na estrutura interna do Itamaraty

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements