Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2019-04-20T15:24:33-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Toma-lá-dá-cá

Eduardo Guardia e Paulo Guedes decidem deixar cessão onerosa para 2019

Segundo fontes do “Broadcast Político”, Guedes quer trazer assunto à tona no começo do ano que vem junto a um pacote de outras medidas econômicas

5 de dezembro de 2018
7:34 - atualizado às 15:24
Paulo Guedes
Ministro da economia, Paulo Guedes - Imagem: WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, e o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, decidiram deixar para 2019 as negociações em torno do projeto de revisão da cessão onerosa da Petrobras.

Os dois teriam decidido sobre o assunto nessa terça-feira, 4. A informação é do "Broadcast Político", do Estadão".

Mesmo em meio à pressão de governadores interessados na partilha do bônus, os dois se comprometeram a encerrar as conversas sobre uma solução para garantir o repasse da verba de assinatura do contrato para Estados e municípios, apurou a reportagem.

Guardia conversou diretamente com alguns líderes de bancadas do Senado para avisar da decisão, e o anúncio foi repassado para senadores no fim da tarde.

Um dos senadores envolvido nas discussões disse ao Broadcast, em condição de anonimato, que a ideia de Guedes seria trazer o assunto à tona novamente no início do ano que vem, junto de um pacote com outras medidas econômicas.

Mais cedo, governadores fizeram um périplo pela Câmara e pelo Senado, com o objetivo de garantir que as propostas fossem apreciadas antes do recesso de fim de ano. Ainda assim, o líder do governo no Senado, Romero Jucá (RR), chegou a admitir que é "possível" que a discussão não avance neste ano. Jucá disse que o texto não pode ser colocado em votação prematuramente.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Balanço do mês

Com alívio nos juros futuros, renda fixa atrelada à inflação é o melhor investimento de novembro; bitcoin, FII e ações ficam na lanterna

Passado o pânico com o drible do teto de gastos, queda nos juros futuros deu aos títulos com alguma parcela da remuneração prefixada espaço para se recuperar; mas ativos de bolsa continuaram sofrendo

Dia Agitado

Após receber aporte bilionário, Ânima (ANIM3) compra participação em plataforma para formação de profissionais de saúde

Através de sua controlada Inspirali, a mesma a receber o aporte mais cedo, a companhia fechou um acordo para a aquisição de 51% da IBCMED

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Ômicron e Powell assustam mercados, mas criptomoedas escapam da queda; confira os destaques do dia

O fim de novembro chega carregado de expectativa para o início oficial da temporada das festas de final de ano. As tradições natalinas podem variar de família para família, mas algumas coisas são universais — como as retrospectivas pessoais e a presença do clássico “Então é Natal”, da cantora Simone, em quase 100% dos lares […]

Natal antecipado

Dividendos: Blau Farmacêutica (BLAU3) vai distribuir juros sobre o capital próprio (JCP); confira o valor por ação

A ‘data de corte’ para os proventos, que devem cair na conta dos acionistas em 15 de dezembro, é na próxima sexta-feira (3)

FECHAMENTO DOS MERCADOS

PEC dos precatórios caminha e limita queda do Ibovespa, mas índice fecha novembro no vermelho; dólar vai a R$ 5,63

A nova variante do coronavírus e o posicionamento do Fed diante das ameaças amargaram o humor dos investidores no exterior, mas o Ibovespa conseguiu se segurar nos 100 mil pontos com o noticiário político.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies