Menu
2019-04-04T13:42:43-03:00
Luis Ottoni
Luis Ottoni
Jornalista formado pela Universidade Mackenzie e pós-graduando em negócios pela Fundação Getúlio Vargas. Atuou nas editorias de economia nos portais G1, da Rede Globo, e iG.
Fernando Pivetti
Fernando Pivetti
Jornalista formado pela Universidade de São Paulo (USP). Foi repórter setorista de Banco Central no Poder360, em Brasília, redator no site EXAME e colaborou com o blog de investimentos Arena do Pavini.
Mercados

Dólar tem alta com guerra comercial no exterior e cenário eleitoral

Guerra comercial entre EUA e China e incertezas na política brasileira tiveram impacto na cotação da moeda

18 de setembro de 2018
9:45 - atualizado às 13:42
Dólar
Moeda americana era negociada no fim do pregão a R$ 4,142Imagem: Creative Commons/Pixabay

O dólar encerrou a terça-feira em alta de 0,41% após fechar o dia de ontem em queda de 0,98%, a R$ 4,1261. A moeda americana era negociada no fim do pregão a R$ 4,142.

Cenário Incerto

A instabilidade do dólar se dá em um momento de incertezas sobre o cenário eleitoral brasileiro. As pesquisas indicam um segundo turno entre Jair Bolsonaro (PSL) e um candidato de esquerda - Ciro Gomes (PDT) ou Fernando Haddad (PT) - sendo que este último é atualmente o favorito. Esse panorama fez com que os investidores abandonassem suas apostas na candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB), considerada a mais alinhada com as agendas de reformas.

Como Bolsonaro mostra força para chegar ao segundo turno, o mercado passou a concentrar suas atenções no presidenciável do PSL. Colocando mais pimenta nessa história, a nova pesquisa do Ibope que será divulgada hoje à noite foi o principal foco de atenção.

Guerra Tarifária

No exterior, a guerra tarifária e as provocações entre EUA e China também aumentam as apreensões dos mercados emergentes. O governo chinês anunciou nesta terça-feira (18) que adotará retaliação contra os Estados Unidos após o presidente Donald Trump anunciar nova tarifa, de 10%, sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses. O americano ainda disse planeja subir as tarifas a 25% em 1º de janeiro de 2019. Em comunicado, o Ministério do Comércio de Pequim afirmou que a China irá retaliar, sem dar detalhes de como o fará.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

SD Premium - Lupa dos fundos

Coloque um pé no futuro com os fundos de criptomoedas desta gestora

A inovação por trás dos criptoativos está apenas no início, e com os fundos desta edição da Lupa você pode ganhar exposição às principais tendências desse novo e efervescente mercado

decisão judicial

Justiça ordena religação de internet do governo do RJ; Oi alega inadimplência

Empresa acusa o governo do Estado de ter uma dívida com a empresa desde 2017 – hoje ela está em R$ 300 milhões

promessa de ipo

Locaweb compra ConnectPlug por R$ 18 milhões e avança em segmento de alimentação

Empresa comprada começou em food services mas hoje também atende outros segmentos, com foco em pequenas e médias empresas

seu dinheiro na sua noite

Mais fácil falar que fazer

Hoje foi um daqueles dias em que as falas dos detentores do poder no cenário doméstico até repercutiram no mercado, mas foram sobrepostas pelos fatos e pelo que aconteceu no exterior. O mercado local começou o dia animado com as apresentações do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Economia, Paulo Guedes, no badalado evento […]

perspectivas

Para Verde e SPX, auxílio emergencial por mais três meses não é preocupante

Luis Stuhlberger e Rogério Xavier dizem que a medida pode ser necessária, caso a vacinação demore demais; ambos veem 2021 positivo para os mercados

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies