Menu
2019-04-03T09:36:57-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Ano mais positivo

GPA amplia previsão de investimentos para R$ 1,8 bilhão em 2019

Grupo pretende investir mais que o ‘teto’ da última década, de R$ 1, 3 bilhão; com crise econômica, GPA diminuiu gastos e deixou de expandir em alguns formatos

6 de dezembro de 2018
9:31 - atualizado às 9:36
Sede do Grupo Pão de Açúcar
Imagem: Divulgação

O Grupo Pão de Açúcar (GPA) vai elevar investimentos no próximo ano e aposta na expansão do atacarejo, da rede Pão de Açúcar e lojas de proximidade.

A companhia projeta um Capex entre R$ 1,7 e R$ 1,8 bilhão no próximo ano, superior aos R$ 1,6 bilhão previstos em 2018 e à média de aproximadamente R$ 1,4 bilhão dos últimos quatro anos.

A previsão aponta para uma retomada de investimentos após um período de crise econômica brasileira em que o GPA diminuiu gastos e deixou de expandir em alguns formatos, concentrando-se sobretudo na rede que dava mais retorno, o "atacarejo" Assaí.

"Enxergamos 2019 como sendo um ano muito mais positivo do que 2018", afirma o presidente da varejista, Peter Estermann. Além da abertura de novas lojas, a transformação digital também deve ser um dos focos de investimento do grupo, diz. A empresa quer dobrar a quantidade de lojas que fazem entrega rápida de pedidos do e-commerce: são 70 e devem chegar a 140.

No próximo ano, a companhia deve retomar investimentos na expansão da rede de supermercados que dá nome ao grupo, o Pão de Açúcar. A bandeira não esteve no foco de investimentos nos últimos anos, mas agora deve ganhar entre 5 a 10 novos pontos de venda em 2019. No longo prazo, a aposta é ainda maior: o GPA quer abrir 100 novas lojas Pão de Açúcar nos próximos quatro anos. "Vamos retomar o crescimento orgânico no segmento premium", diz Estermann.

O otimismo do GPA se mostra ainda na crença de que as marcas de varejo voltarão a crescer acima da inflação. Em 2018, é previsto que apenas o Assaí atinja essa meta. Para as bandeiras do Multivarejo, unidade de negócios que inclui o Extra e o Pão de Açúcar, a expectativa esse ano é apenas crescer o faturamento no critério mesmas lojas em linha com a inflação de alimentos.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

Agora vai?

MP da Eletrobras: relator mantém ‘jabutis’ e condiciona venda à compra de energia

No texto, Nascimento manteve a possibilidade de renovação antecipada da usina de Tucuruí, um dos maiores ativos da Eletronorte, e incluiu também a prorrogação da concessão da Hidrelétrica Mascarenhas de Moraes para Furnas.

Cresce a fila

CBA, da Votorantim, registra pedido de IPO na CVM

A empresa, que afirma ser a única companhia integrada de alumínio do Brasil, pretende financiar seu crescimento orgânico e inorgânico com os recursos levantados na oferta

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

O quebra-cabeças do mercado e outros destaques

Recentemente, eu fui presenteado com um quebra-cabeças de duas mil peças. “Ah, isso vai ser moleza; é só montar as bordas e depois ir preenchendo aos poucos”, pensei eu. Nem preciso dizer que eu estava redondamente enganado: a mesa da cozinha está tomada por pequenas partes de uma paisagem bucólica. De vez em quando eu […]

FECHAMENTO

Ibovespa tem mais um dia de ‘mais do mesmo’ e fecha em leve alta, contrariando NY

Setores pesos-pesados seguraram o índice no azul. O movimento garantiu uma leve alta de 0,03%, mais uma vez deixando o índice na trave dos 123 mil pontos

Vem oferta por aí

Rede D’Or confirma a avaliação para a realização de um follow on

O anúncio foi feito após o jornal Valor Econômico revelar que a companhia prepara uma oferta de ações que pode chegar a R$ 5 bilhões

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies