Menu
2019-04-03T09:36:57-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Ano mais positivo

GPA amplia previsão de investimentos para R$ 1,8 bilhão em 2019

Grupo pretende investir mais que o ‘teto’ da última década, de R$ 1, 3 bilhão; com crise econômica, GPA diminuiu gastos e deixou de expandir em alguns formatos

6 de dezembro de 2018
9:31 - atualizado às 9:36
Sede do Grupo Pão de Açúcar
Imagem: Divulgação

O Grupo Pão de Açúcar (GPA) vai elevar investimentos no próximo ano e aposta na expansão do atacarejo, da rede Pão de Açúcar e lojas de proximidade.

A companhia projeta um Capex entre R$ 1,7 e R$ 1,8 bilhão no próximo ano, superior aos R$ 1,6 bilhão previstos em 2018 e à média de aproximadamente R$ 1,4 bilhão dos últimos quatro anos.

A previsão aponta para uma retomada de investimentos após um período de crise econômica brasileira em que o GPA diminuiu gastos e deixou de expandir em alguns formatos, concentrando-se sobretudo na rede que dava mais retorno, o "atacarejo" Assaí.

"Enxergamos 2019 como sendo um ano muito mais positivo do que 2018", afirma o presidente da varejista, Peter Estermann. Além da abertura de novas lojas, a transformação digital também deve ser um dos focos de investimento do grupo, diz. A empresa quer dobrar a quantidade de lojas que fazem entrega rápida de pedidos do e-commerce: são 70 e devem chegar a 140.

No próximo ano, a companhia deve retomar investimentos na expansão da rede de supermercados que dá nome ao grupo, o Pão de Açúcar. A bandeira não esteve no foco de investimentos nos últimos anos, mas agora deve ganhar entre 5 a 10 novos pontos de venda em 2019. No longo prazo, a aposta é ainda maior: o GPA quer abrir 100 novas lojas Pão de Açúcar nos próximos quatro anos. "Vamos retomar o crescimento orgânico no segmento premium", diz Estermann.

O otimismo do GPA se mostra ainda na crença de que as marcas de varejo voltarão a crescer acima da inflação. Em 2018, é previsto que apenas o Assaí atinja essa meta. Para as bandeiras do Multivarejo, unidade de negócios que inclui o Extra e o Pão de Açúcar, a expectativa esse ano é apenas crescer o faturamento no critério mesmas lojas em linha com a inflação de alimentos.

*Com Estadão Conteúdo 

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Mais uma recomendação

Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford/AstraZeneca

Mais cedo, área técnica havia defendido aprovação da CoronaVac

Ainda falta...

Anvisa devolve pedido de uso emergencial da Sputnik

Laboratório russo não apresentou os requisitos mínimos para que o pedido de uso emergencial pudesse ser analisado pela agência

Quase lá

Área técnica da Anvisa recomenda uso emergencial da CoronaVac

Diretores da agência analisam pedidos de uso de vacinas. No momento, a área técnica ainda faz a apresentação. Em seguida, a relatora do tema, diretora Meiruze Freitas lerá seu voto, com os outros quatro diretores da agência votando depois

coronavírus

Covid-19: Brasil tem 8,4 milhões de casos e 61 mil novos diagnósticos nas últimas 24h

Segundo ministério, 7.388.784 pacientes recuperaram-se da doença

Melou

Carrefour e Couche-Tard anunciam encerramento das negociações

O Couche-Tard e o Carrefour, contudo, destacaram que estenderão as discussões para avaliar “eventuais oportunidades na área de parcerias operacionais”

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies