Menu
2018-12-21T19:03:12-02:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
Bolsa e dólar hoje

Ibovespa perde o ritmo mas fecha em alta

Depois de subir mais de 1% durante o dia, o índice perdeu força seguindo a piora nas bolsas americanas, que operavam nas mínimas

21 de dezembro de 2018
10:32 - atualizado às 19:03
Selo marca a cobertura de mercados do Seu Dinheiro para o fechamento da Bolsa
Pressão por remessas ao exterior mantém dólar em alta, mesmo após leilões do BC hoje - Imagem: Seu Dinheiro

E no último dia antes do recesso de Natal, a Bolsa de Valores de São Paulo conseguiu passar o pregão todo no azul, com investidores realizando lucros. O Ibovespa chegou a subir mais de 1% mas perdeu o ritmo, seguindo a piora nas bolsas americanas, que operavam nas mínimas no final da tarde. O índice fechou com alta de 0,50%, com 85.697 pontos. Os investidores tiraram a sexta-feira para fazer um movimento de correção, uma vez que no mês, a Bolsa teve desvalorização acumulada de 4,25%. No ano, porém, a alta é de 12,17%.

O dólar também foi destaque. Em linha com o movimento externo de fortalecimento da moeda americana, a divisa subiu ante países exportadores de commodities, emergentes e moedas fortes. A pressão por remessas ao exterior manteve o câmbio em alta, mesmo após o Banco Central ter injetado US$ 1 bilhão no mercado por meio de leilões. No fechamento, a valorização foi de 1,06%, cotado a R$ 3,89.

Wall Street

Em Nova York, os índices tiveram leve impulso no início da tarde, com indícios positivos do presidente do Federal Reserve (Fed) de Nova York, John Willians. O movimento, porém, teve fôlego curto. O risco de paralisação do governo amanhã fez as bolsas americanas fecharem pelo terceiro dia seguido no negativo, com Nasdaq aprofundando-se em território negativo e batendo mínimas, diante da fraqueza de papéis do setor de tecnologia e, sobretudo, de serviços de comunicação.

Trump piqueteiro

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta tarde que há "grande chance" de que ocorra a paralisação parcial ("shutdown") de seu governo, por causa da oposição do Partido Democrata contra a liberação de verbas para a construção de um muro na fronteira com o México. Os republicanos conseguiram na noite de ontem aprovar um plano de financiamento que inclui US$ 5,7 bilhões para o muro. Mas agora o Senado deve decidir sobre o tema. Caso se mantenha o impasse, o shutdown começa a partir da zero hora deste sábado em Washington (3h de Brasília).

Foi essa ameaça um dos motivos que deram impulso para a elevação do dólar.

Fuga

O investidor estrangeiro continua fugindo da Bolsa brasileira. Anteontem, retirou R$ 252 milhões. No mês, a perda chega a R$ 35 bilhões.

Spin off azedo

O Ibovespa, entretanto, teve influencias mais positivas durante o dia. Uma das ações que mais subiu e que ajudou a impulsionar o índice foi a MRV. uma vez que a  Log Commercial Properties, empresa de galpões logísticos na qual a construtora tem 30% do controle, passou a ter papéis negociados na B3 separadamente a partir de hoje. Os preços das ações da MRV foram ajustados em relação ao fechamento de ontem. O início da negociação das ações da Log levou os papéis das duas empresas para lados opostos e extremos. Enquanto a MRV liderou as maiores altas com avanço de 12,98%, as ações da Log deram um incrível mergulho de 38,98% - entrando e saindo de leilão.

Embraer

A ação ON da Embraer também ficou entre os destaques de alta, com avanço de 5,26%, após recuar 2,16% na sessão anterior pressionada por liminar que suspende operação com a Boeing. De acordo com investidores, a ação passou hoje por ajustes, após queda exagerada no pregão de ontem, uma vez "que a liminar poderá ser cassada e com os investidores se atrelando à expectativa que a fabricante de aviões poderá pagar até US$ 1,7 bilhão em dividendos extraordinários com os recursos obtidos da Boeing".

Ontem, a Advocacia Geral da União (AGU) informou que irá recorrer da decisão liminar concedida pela Justiça Federal de São Paulo que suspende novamente o acordo negociado entre a Embraer e a norte-americana Boeing.

Compras de Natal

As varejistas tiveram um ótimo dia. Lojas Renner subiu 4,53%, B2W 0,46% e Lojas Americanas, 1,21%.
A dona das marcas digitais Submarino, Shoptime, Americanas.com foi a de crescimento mais modesto. "A B2W pretende mais que dobrar seu mix de estoques e vendedores em 2019 e melhorar seu suporte. Passos importantes no desenvolvimento da Ame Digital (conta aberta pelo celular que oferece o dinheiro de volta em compras pela internet) também foram anunciados".

No caso da Lojas Americanas, segundo o Itaú BBA, a companhia tem potencial chegar a 4 mil lojas, de sua base atual de 1,5 mil. "No entanto, o discurso da empresa nos leva a acreditar que há pouco espaço para o crescimento da margem bruta", afirmam os analistas do banco.

Vencedoras

O setor de energia também esteve no foco dos investidores depois do maior leilão de transmissão da história, com um total de 38 empresas e consórcios na disputa  realizada ontem. As empresa vencedoras tiveram alta hoje: Taesa subiu 3$, CPFL, 0,97% e Energisa, 0,87%.

Petrobras

As ações da Petrobras viraram e subiam 0,0,28% (PN) e 0,08% (ON), resistindo à contínua queda nos preços do petróleo, no exterior. Segundo Pedro Paulo Silveira, economista da Nova Futura, a ação da petrolífera já foi penalizada suficientemente ontem. "O papel está bem descontado em relação à média do mercado e seus pares e acredito que atingiu um limite de preço", afirma.

Nuvens negras na China

A ação ON da Vale tiveram elevação de 2,11%, enquanto Gerdau PN avançou 1,90%, em meio a uma paralisação obrigatória de mineradoras e siderúrgicas na China, entre outras indústrias, após o índice de poluição no país chegar no limite. CSN ON tem alta de 0,78% e Usiminas PNA, 0,76%. De acordo com Luis Roberto Monteiro, operador da mesa institucional da Renascença, a cidade chinesa Tangshan ordenou que as siderúrgicas parem suas máquinas de 20 a 31 de dezembro. A região respondeu por mais de 10% da produção de aço chinesa no ano passado.

Lei seca?

Uma declaração polêmica do futuro ministro da cidadania, Osmar Terra, impactou negativamente as ações da Ambev, que baixaram 0,39%%. Em entrevista ao jornal O Globo publicada hoje, o político sugeriu uma suposta "Lei Seca" com restrição de horários para a venda de bebidas alcoólicas em determinadas regiões do País. A ideia é diminuir acidentes e mortes em áreas violentas.

E um Feliz Natal!

 

 *Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

ANO PERDIDO

Iata piora projeção para demanda por viagens aéreas em 2020

Demanda global deve cair 66% em 2020; estimativa anterior era de queda de 63%

Aquisição

Bradesco reforça carteira digital Bitz com aquisição da fintech DinDin

Os atuais clientes da DinDin vão migrar para o aplicativo do Bitz, em um plano de transição que será elaborado após o fechamento do negócio, cujo valor não foi revelado

POTENCIAL DE ALTA DE 26,5%

Credit Suisse eleva preço-alvo de Gerdau diante do bom momento do mercado de aço

Analistas de banco suíço esperam recuperação do mercado de aço e espaço para ajustes positivos de preços

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta terça-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

Proposta não agradou

Renda Cidadã: Bolsonaro nega desejar reeleição e diz estar aberto a sugestões

O presidente ressaltou que suas ações buscam soluções para a economia em 2021 e voltou a criticar a política de isolamento adotada no combate à pandemia da covid-19

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements