Menu
2019-04-05T10:16:40-03:00
Estadão Conteúdo
Foco nos MEIs

Cielo e Banco Original se unem para atacar microempreendedores

Objetivo da aproximação é crescer junto aos MEIs com uma oferta combinada de conta corrente digital e adquirência

19 de dezembro de 2018
20:04 - atualizado às 10:16
Cielo – Luz no fim do Tunel
Início da operação com o Banco Original deve ocorrer no começo de 2019 - Imagem: Andrei Morais - Montagem/Shutterstock

A Cielo, controlada por Bradesco e Banco do Brasil, e o Banco Original, do grupo J&F, firmaram um memorando de entendimento para explorar os microempreendedores individuais, os chamados MEIs, segundo apurou o Broadcast/Estadão, com fontes. Por ora, se trata apenas de uma parceria comercial e ainda não estaria acertado o modelo exato, por exemplo, se poderia evoluir para uma joint venture, conforme uma fonte.

O objetivo da aproximação de Cielo e Original, que deve ser informada em breve ao mercado, é crescer junto aos MEIs com uma oferta combinada de conta corrente digital e adquirência. A solução contempla em uma mesma ferramenta, conforme fontes, a conta de pessoa física e jurídica numa ofensiva para atender os microempreendedores que, tradicionalmente, misturam as contas de trabalho com a vida pessoal.

O início da operação deve ocorrer no começo de 2019, segundo fonte. Enquanto do lado da Cielo a companhia ganha um aliado para crescer junto aos MEIs, mercado da rival PagSeguro, do Uol, do lado do banco Original inicia uma nova fase uma vez que até então só olhava para o mercado de pessoas físicas.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Fechou bem o ano

Petrobras tem lucro de quase R$ 60 bi no 4º trimestre e anuncia R$ 10 bi em dividendos

Alta extraordinária de 635% no lucro teve influência de itens não recorrentes de peso, mas mesmo o lucro recorrente totalizou R$ 28 bilhões, alta de 120% na comparação anual; em 2020, estatal lucrou R$ 7,1 bilhões, queda de 82% em relação a 2019

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Quanto vale a Eletrobras privatizada

Ontem à noite, o governo federal entregou ao Congresso a Medida Provisória que possibilita a privatização da Eletrobras e de quase todas as suas subsidiárias. O procedimento será feito por meio de uma capitalização que vai diluir a participação da União, que apenas manterá uma ação com poderes especiais de veto, a chamada golden share. […]

FECHAMENTO

Eletrobras dá susto na reta final, mas Ibovespa segue se recuperando do tombo recente; dólar recua

Estatais seguem se recuperando do tombo recente e a bolsa brasileira também conta com uma ajudinha do exterior

De volta ao topo

País volta a ser maior mercado de caminhão da Mercedes, que reafirma investimento

O volume supera os 24,5 mil caminhões vendidos na Alemanha, que caiu para a segunda posição no ranking de mercados globais da montadora.

Retomada

Faturamento da indústria de máquinas sobe 38,5% em janeiro em comparação anual

A expectativa é de que as vendas internas continuem positivas.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies