Menu
2019-04-04T14:43:52-03:00
Estadão Conteúdo
Privatizações no radar

Trabuco, sobre Caixa e BB: “sempre estaremos dispostos a olhar”

Bancões privados mostram que estão de olho nas oportunidades que podem surgir com as privatizações do novo governo

11 de dezembro de 2018
20:34 - atualizado às 14:43
Bradesco
Planos de privatizações poderiam atingir de alguma forma negócios do BB e CaixaImagem: Shutterstock

O presidente do conselho de administração do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, afirmou que o banco estará de olho em possíveis oportunidades de aquisições no ano que vem vindas de Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal.

Auxiliares do próximo governo e o próprio presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), já sinalizam a intenção de atuar de forma intensa na desestatização de empresas, prática que poderia atingir de alguma forma negócios do BB e Caixa, duas das principais instituições bancárias do país.

"Sempre estaremos dispostos a olhar", disse Trabuco, sobre eventuais oportunidades oriundas das duas instituições públicas. " Mas a estratégia do Bradesco, tamanho, rede de agência, é suficiente para nós participarmos ativamente do processo de retomada do crescimento", ponderou o executivo.

Trabuco foi um dos homenageados com o "Prêmio Destaque IBEF SP 2018", organizado pelo Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (IBEF), nesta terça-feira, 11, em São Paulo.

Sobre espaço para possíveis aquisições, Trabuco disse que "depende das avaliações" futuras de tais negócios.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

pandemia

Covid-19: número de mortes sobe para 361,8 mil no Brasil

Nas últimas 24 horas, foram registradas mais 3.459 mortes no país

seu dinheiro na sua noite

Petróleo, minério e tudo que há de bom

Entre o fantasma do Orçamento com pedaladas, a besta da PEC “fura-teto”, o gigante da CPI da Covid e o monstro da pandemia, o Ibovespa conseguiu hoje engatar a terceira alta seguida e fechar acima dos simbólicos 120 mil pontos, marca que o índice não via desde fevereiro. Mas como pode? Bem, mais uma vez […]

hoje não

Hering rejeita proposta da Arezzo para potencial fusão

Segundo a Cia. Hering, a proposta “não atende ao melhor interesse dos acionistas e da própria companhia”

Polêmica na privatização

CVM vai investigar CEEE por suposta omissão na divulgação de informações

A autarquia começará a apuração de uma denúncia de omissão de fatos relevantes sobre a privatização da estatal gaúcha

FECHAMENTO

Commodities em alta levam o Ibovespa acima dos 120 mil pontos pela primeira vez desde fevereiro; dólar recua

O clima incerto em Brasília segue assombrando os investidores, mas ainda assim a bolsa brasileira consegue fôlego com as commodities para se manter no azul

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies